Publicidade Topo

notícias

Secretária de Saúde aponta que diminuição de casos de Covid-19 é resultado do lockdown realizado no município

Irati diminuiu número de casos diagnosticados e de internamentos nos últimos dias/Karin Franco, com reportagem de Jussara Harmuch

Secretária de Saúde de Irati, Jussara Aparecida Kublinski Hassen. Foto: Jussara Harmuch

Os casos de Covid-19 diminuíram em Irati nas últimas semanas. A secretária municipal de Saúde, Jussara Aparecida Kublinski Hassen, explica que há 20 dias, o município possuía cerca de 600 pessoas infectadas em isolamento domiciliar. “Hoje, atualizado o nosso Covid, estamos com 234 pessoas. Você veja que a diminuição foi gritante. Hoje nós estamos com internamento com 26 pessoas internadas. Já tivemos até 65 pessoas internadas. No nosso PA [Pronto atendimento] nós já tivemos até 31 pessoas internadas lá. O PA que é para ficar apenas horas”, relata Jussara.

A secretária atribui a diminuição dos casos e internamentos às restrições feitas no município. “Nós atribuímos isso ao nosso lockdown que foi feito, então estamos colhendo agora os frutos de 14 dias, 15 dias atrás”, disse.

Apesar da diminuição dos casos diagnosticados, o número de óbitos continua elevado. “Os óbitos ainda estão acontecendo porque são óbitos de pessoas que estão internadas há 15, 20, 30 dias. Infelizmente, os óbitos ainda continuam acontecendo. Mas não são óbitos recentes, mas são óbitos vem o internamento de UTI de 15 dias, de hospitalização há mais de 15 dias, então esses óbitos infelizmente ainda continuam. Temos uma estatística que 40% das pessoas que vão para UTI do Covid, infelizmente elas não resistem”, relata a secretária.

A expectativa é que a redução de casos continue nos próximos dias. “Nós acreditamos que continue, mas não podemos relaxar nos nossos cuidados. Estamos bem esperançosos também que continue como está e melhorando a cada dia. Mas nada impede que se vir essa curva, com certeza irá ter um novo lockdown”, alerta.


O município realizou nas últimas semanas restrições para evitar o aumento de casos de Covid-19, incluindo a proibição de venda de bebida alcoólica nos finais de semana. O objetivo da restrição de venda era diminuir aglomerações e festas clandestinas. “É uma medida que nem são todos que gostaram, mas foi uma medida muito acertada do nosso prefeito. Inclusive, ocorrências policiais diminuíram muito. É uma medida que deu certo e vai continuar nesse decreto”, disse.

Moradora Neide foi na unidade Sentinela com os dois filhos. Foto: Jussara Harmuch

Unidade Sentinela: A coleta de exame e consultas para quem está com Covid-19 ou possui sintomas da doença está ocorrendo no Estádio Municipal. Anteriormente, a unidade sentinela estava localizada na UBS François Abib.

Uma das pessoas que já foi procurar atendimento no local é a moradora Neide, que foi consultar com seus dois filhos, João Vitor e Cleberson. Os três apresentaram sintomas de coronavírus há duas semanas. “Dor de cabeça, garganta, diarreia e febre”, conta Neide.

Os três chegaram a fazer exames, mas todos tiveram resultado negativo. Mesmo assim, eles receberam medicação para tratar a doença. Agora, os três voltaram para a unidade Sentinela já que ainda possuem alguns sintomas após o período de isolamento. “Já foi levado, já foi tomado. Só que não deu melhoras e a gente voltou de volta para cá”, disse.

A Unidade Sentinela possui medicamentos para oferecer aos moradores que apresentam sintomas e que são diagnosticados com a doença. Contudo, alguns medicamentos que fazem parte do kit distribuído para as pessoas antes mesmo do resultado do teste, estavam em falta. A equipe de reportagem da Rádio Najuá constatou que houve falta de cloroquina e ivermectina no final da semana passado e na quarta-feira (16) estava faltando dipirona, conforme relato de um funcionário da secretaria. Após a veiculação desta reportagem no Meio Dia em Notícias, a secretária de Saúde entrou em contato com a emissora para informar que o dipirona está disponível na unidade Sentinela, tanto em gotas como injetável.

A Secretaria de Saúde informou no início do mês que o estoque de medicamentos que estavam na UBS François Abib foi transferido para o Estádio Municipal. A reposição dos medicamentos é realizada sempre que necessário e solicitado pela coordenação da Unidade Sentinela.

A pasta ainda informou a quantidade de comprimidos enviados para a Unidade Sentinela desde o início do ano (02/01/2021) até o começo do mês (01/06/2021). Da lista de medicamentos foram 10 mil comprimidos de AAS 100 mg, 21 mil comprimidos de azitromicina 500 mg, 9 mil comprimidos de ivermectina 6 mg, 2.092 comprimidos de hidroxicloroquina 200 mg, 5 mil comprimidos de cloroquina 250 mg, 75.210 cápsulas de zinco quelado 20 mg, 5.056 cápsulas de vitamina D 50000ui, 8.500 comprimidos de dipirona 500 mg e 28.000 comprimidos de paracetamol 500 mg.

Unidade Sentinela fica no estádio Municipal. Foto: Jussara Harmuch