Publicidade Topo

notícias

Morador de Teixeira Soares cai no golpe da clonagem do WhatsApp

Homem que recebeu mensagens solicitando dinheiro realizou dois depósitos na conta do estelionatário

Foto: Imagem ilustrativa

Um homem caiu no golpe da clonagem do WhatsApp em Teixeira Soares. Um conhecido do morador recebeu mensagens solicitando dinheiro e fez dois depósitos na conta de um estelionatário.

O homem fez um depósito e foi solicitado para repetir o procedimento posteriormente. Após realizar dois depósitos, ele entrou em contato com a pessoa que estava pedindo dinheiro. Porém, o homem disse que não solicitou os depósitos e que teve seu número de WhatsApp clonado. A vítima foi orientada sobre os procedimentos que devem ser realizados posteriormente na agência bancária e também na Delegacia.

Em Irati, um homem foi detido na rua Rosa Branca, no bairro Camacuã, no domingo, 6. Policiais militares realizavam patrulhamento no local quando abordaram o suspeito, que possuía um mandado de prisão em aberto. Ele foi conduzido para a Delegacia de Irati. 

Em Inácio Martins, painéis e equipamentos que ficam na área externa de uma torre de transmissão foram danificados. O técnico da empresa de telecomunicações procurou a PM para comunicar o incidente na noite de ontem, 6. Ele relatou que estavam ocorrendo alguns problemas no sistema de transmissão. Os objetos danificados ficam em uma casa ao lado da torre. A PM constatou que houve uma tentativa de arrombamento em uma das portas de acesso ao local. A situação foi informada ao funcionário da empresa, que relatou que um técnico deverá verificar se houve algum furto no local.


Em Fernandes Pinheiro, um morador da localidade de Bituva das Campinas foi autuado por descumprir uma medida de isolamento domiciliar da Covid-19. A PM e a Vigilância Sanitária foram até a residência dele após receberem uma denúncia anônima. Segundo a denúncia, o homem deveria permanecer em isolamento até o dia 8 de junho, ou seja, amanhã, mas continua trabalhando como motorista de caminhão na colheita de batatas. 

O homem não foi encontrado em sua casa. As equipes de fiscalização realizaram buscas e tentaram obter contato com ele por telefone, mas não tiveram êxito. Em função da situação, um funcionário da secretaria de saúde registrou a notificação contra o morador. Uma via do documento foi entregue para a esposa dele.

Em Rio Azul, um motorista sem habilitação estava conduzindo um Ford Del Rey na manhã de ontem, 6Ele foi abordado na rua dos Ferroviários. Segundo a PM, o carro estava em péssimas condições e com o porta-malas aberto. Em consulta ao sistema foi constatado que o condutor não tem CNH e que o veículo estava com o licenciamento vencido, entre outras pendências. Por isso, o carro foi recolhido ao pátio da PM. 

Em outra ocorrência, os policiais apreenderam uma moto que tinha débitos na documentação desde 2014. Ao avistar a viatura na área central na tarde de ontem, 6, o condutor fez o retorno e fugiu. Os policiais fizeram gestos e emitiram sinais sonoros e luminosos com a viatura, mas o motociclista não parou e cruzou várias preferenciais em alta velocidade. 

De acordo com a PM, o condutor da moto quase atingiu pedestres e crianças que estavam caminhando na calçada por duas vezes. Ao tentar fugir da abordagem, o homem fez várias voltas na mesma quadra. No entanto, ele sofreu uma queda após passar uma lombada na rua Jacob Burko. O homem resistiu a abordagem. Por isso, foi necessário uso de força e algemas para contê-lo. O condutor estava com a CNH na situação de inabilitado. Ele assinou o Termo Circunstanciado. Já a moto, que possuía débitos na documentação desde 2014, foi apreendida.

Já na rua Nossa Senhora de Fátima, em Rio Azul, oito pessoas estavam participando de uma confraternização, configurando aglomeração e contrariando as medidas de combate ao coronavírus. Uma mulher conversou com os policiais e disse que estava ocorrendo uma festa de aniversário de sua filha no local. Logo depois, a PM foi até a rua Paulo Burko, onde teve contato com o responsável pela residência. Ele relatou que seis adultos e algumas crianças estavam no imóvel. Todos foram advertidos e orientados para baixar o volume do som e encerrar a confraternização.