Publicidade Topo

notícias

Deputado Emerson Bacil recebe garantia de que IML em Irati é prioridade do Estado

Deputado participou de reunião com o governador Ratinho Júnior que garantiu que Instituto Médico-Legal (IML) em Irati está programado no orçamento estadual/Karin Franco

Deputado Emerson Bacil diz que governador Ratinho Junior garantiu que obra do IML está entre as prioridades do Estado. Foto: Paulo Sava

Em reunião com o governador Ratinho Júnior (PSD), o deputado estadual, Emerson Bacil (PSL), recebeu a garantia de que a implantação do Instituto Médico-Legal (IML) em Irati é uma das prioridades do Estado.

A confirmação foi realizada em uma reunião com demais setores de segurança. Segundo o deputado, a obra já está dentro do orçamento estadual. “Também levei essa pauta ao governador Ratinho Júnior no qual anotou como prioridade do governo. Então, não há necessidade de buscarmos emendas ou indicações orçamentárias. O próprio governo já entende que isso é uma prioridade e já está trabalhando nessa ordem”, disse.

O deputado também participou na segunda-feira (21) de uma reunião online com a Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (Unicentro), Associação dos Municípios do Centro-Sul do Paraná (Amcespar), prefeitura de Irati, Associação Comercial e Empresarial de Irati (ACIAI) e Conselho Comunitário de Segurança de Irati (Conseg).

O objetivo foi discutir a possibilidade de disponibilizar uma parte do terreno da universidade para a instalação do IML. “Nesta reunião foi tratado com relação em ouvir a Unicentro. O reitor [Fábio Hernandes] foi muito claro, no sentido de demonstrar o interesse que a Unicentro tem em se somar, em passar esse terreno que vai precisar, através da prefeitura, fazer a abertura desse acesso direto à BR-153”, disse.


No mês passado, a Unicentro disponibilizou a possibilidade de doação de uma parte do terreno da universidade, que tem uma área total de aproximadamente 33 alqueires, para a construção do prédio onde ficará o IML. A universidade ainda está discutindo internamente a melhor localização já que alguns espaços são usados para projetos de extensão e como há a necessidade de acesso direto, é preciso um terreno com abertura à BR 153. A Prefeitura de Irati já se disponibilizou para realizar a abertura.

O deputado também contou que se reuniu na semana passada com o reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), professor Miguel Sanches Neto, que reafirmou a doação do projeto para Irati. “Também conversamos semana passada com o reitor da UEPG que nos garantiu que em 15 dias estará pronto o projeto que será utilizado em Ponta Grossa e que também será nos próximos dias, possivelmente, já cedido a Irati, podendo ser utilizado”, disse.

Conforme Bacil, o projeto para construção do novo prédio do IML em Ponta Grossa será doado para o município de Irati, sem ter custos. A sinalização da doação foi realizada no mês passado.

O deputado ainda destacou que a construção do IML em Irati está sendo feita de forma conjunta com outros parlamentares, lideranças regionais, conselhos e autoridades. De acordo com Bacil, é preciso união para a implantação. “Nós precisamos agora continuar esse trabalho entre todos. Não é uma obra deste ou daquele, mas é uma obra para beneficiar a população. Então, neste momento todos tem que ficar unidos e fazer o seu papel”, disse.

Na próxima semana, continuarão as reuniões para a implantação do IML. Na terça-feira (29), às 9h, acontecerá uma reunião na Amcespar onde o assunto será tratado. Além da implantação do IML, a reunião também terá a apresentação do Serviço de Verificação de Óbito (SVO). Em entrevista à Rádio Najuá no mês passado, a presidente do Conselho Comunitário de Segurança de Irati (Conseg), Patrícia da Luz, afirmou que a forma mais rápida para a instalação do IML é a adesão ao SVO, que possibilitará o financiamento da construção por meio de recursos federais.

O Serviço de Verificação de Óbito é um programa do Governo Federal, feito por meio do Ministério da Saúde. O programa ainda não foi implantado no estado do Paraná, mas um projeto-piloto, com diretrizes sobre o funcionamento do programa nos municípios paranaenses, já foi aprovado dentro da Secretaria de Estado da Saúde (SESA). Será a partir desse projeto-piloto que o programa federal será implantado no estado. A estratégia é usar recursos federais enviados para a instalação do serviço, na construção do IML, já que o prédio abrigaria os dois serviços.

Devem participar da reunião de terça-feira o médico-legista do IML, André Roquette, o delegado da Polícia Civil de Irati, Paulo César Eugênio Ribeiro, o reitor da Unicentro, Fábio Hernandes, a presidente do Conseg) Patrícia da Luz, o chefe da 4ª Regional de Saúde, Walter Trevisan, o deputado estadual Ricardo Arruda e os demais prefeitos dos municípios pertencentes à Amcespar.