Publicidade Topo

notícias

Bolsa com mais de R$ 1.600 é furtada de residência em Inácio Martins

Autor do furto ainda pegou um celular e documentos que estavam em um dos cômodos da casa

Foto: Paulo Sava

Um celular e a quantia de R$ 1.650 em dinheiro foram furtadas de uma residência em Inácio Martins. A ocorrência foi registrada no domingo, 13.

A proprietária relatou que estava na casa com seus familiares. Porém, eles estavam na frente do imóvel e não ouviram a movimentação num cômodo que fica nos fundos do imóvel. Posteriormente, eles constataram que uma janela estava aberta e o local havia sido revirado. A quantia de R$ 1.650 que estava dentro de uma bolsa, documentos e um celular Samsung J4 foram furtados. Policiais militares foram acionados e realizaram buscas em vários locais da cidade. Porém, nenhum suspeito do furto foi localizado.


Em Rebouças, dois motoristas foram detidos por embriaguez ao volante no domingo, 13. A PM realizava patrulhamento quando observou os condutores de um Peugeot e de um Fiat Palio acelerando, o que causava ruídos estridentes. Os motoristas não portavam objetos ilícitos. Além disso, a documentação dos carros estava regular. Entretanto, nenhum deles possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou Permissão Para Dirigir (PPD). Os dois homens foram levados para a sede do 2º Pelotão, onde realizaram o teste do bafômetro. O teste do condutor do Fiat Palio teve resultado de 0,61 mg/l de álcool no organismo. Já o teste do motorista do Peugeot aferiu 0,71. Por esse motivo, ambos foram encaminhados para a Delegacia de Rebouças. Os veículos foram liberados para pessoas habilitadas.

Em Rio Azul, os policiais abordaram um adolescente que estava conduzindo uma moto, que não tinha placa. Ele foi abordado no Morro do Cristo no domingo, 13. O menor estava acompanhado de um outro rapaz. Questionado sobre a placa, o adolescente disse que perdeu há alguns dias. A documentação da moto não tinha pendências. O menor foi conduzido para a Delegacia de Rebouças. O Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar a ocorrência em virtude do adolescente.