Publicidade Topo

notícias

Radialista Sassá Oliveira morre vítima da Covid-19

Locutor que trabalhou durante dez anos na Najuá faleceu neste domingo, aos 43 anos. Com a morte do radialista, Irati registra 94 óbitos em virtude do coronavírus

Sassá Oliveira teve três passagens pela Rádio Najuá. Foto: Najuá/Arquivo

O radialista Luis Fabiano de Oliveira, conhecido por “Sassá” Oliveira, morreu neste domingo, 16, vítima da Covid-19. Ele foi o 94º morador de Irati que faleceu por complicações da doença. O locutor tinha comorbidades e foi internado inicialmente no Pronto Atendimento Municipal no dia 26 de abril. Com o agravamento do seu estado de saúde, ele foi transferido para a Santa Casa de Irati no dia seguinte. Já no dia 28 foi encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital, onde permaneceu até falecer. 

Sassá atuou mais de 20 anos como radialista. Iniciou sua trajetória aos 17 anos na rádio Vale do Mel FM, de Irati, no ano de 1996. Quatro anos depois, ele trabalhou na rádio 94, de União da Vitória. Em 2001 ingressou na Rádio Najuá. Somando suas três passagens pela emissora foram dez anos de serviços prestados. Neste período, ele sempre cativou os ouvintes com seu jeito carismático e bom humor na apresentação dos programas ao contar piadas e fazer brincadeiras. Assim criou alguns quadros que fizeram muito sucesso como “O que tem no saco do Sassá”, onde fazia sorteio de prêmios para quem acertasse o objeto que estava escondido no saco, e “Fatos e Frases”, onde repercutia as notícias que foram destaque na semana de forma descontraída. “Perdidos na Noite” e “Bodega da Alegria” foram alguns dos programas de maior sucesso do locutor. “Foi meu colega de trabalho por alguns anos. Me incentivou a apresentar um programa de notícias ao lado dele na Najuá FM 106.9, chamado ‘Café Com Notícias’, que foi criado entre 2012 e 2013 e existe até hoje. O nome do programa, inclusive foi ideia dele. Dois ‘quadros’ do programa também tiveram iniciativa do Sassá. Ele teve a ideia de criar o ‘Adoce o Café’ e ‘Deixou o Leite Ferver’. O primeiro era para enaltecer alguma pessoa ou instituição que fez uma boa ação. Já o segundo era para destacar quem fez algo errado. Ele tinha muita criatividade. Escreveu roteiros de radionovelas que foram apresentadas na Najuá. Enfim, era uma pessoa que apesar de não ter estudos tinha uma inteligência e capacidade de improvisar fora do comum. Por isso, era tão querido pelos ouvintes, pois proporcionava alegria para as pessoas. Seu carisma nas ondas do rádio contagiava a todos. Descanse em paz meu amigo! Obrigado pela força e incentivo”, relata o jornalista da Rádio Najuá, Rodrigo Zub.

Sassá também trabalhou nas rádios Clube, de Curitiba, Thalento, de Rio Azul, MZ FM, de Ponta Grossa, Caminho FM, de Candói, Cidadão, de Mallet, e Estilo, de Imbituva. Seu último trabalho foi na rádio Thalento, onde retornou em 2021. Além disso, foi narrador de provas de motocross.


Sassá foi secretário de Comunicação Social da prefeitura de Irati na gestão do ex-prefeito Odilon Burgath. Ele assumiu o cargo em outubro de 2014 após a saída do também radialista Edson Golinski. Em 2016 foi candidato a vereador pelo Partido da Mulher Brasileira (PMB). Ele obteve 239 votos (0,71% dos votos válidos) e não foi eleito. Sassá era natural de Irati e deixou a esposa Mari Knopik.

Neste domingo, 16, mais dois iratienses morreram em função do coronavírus. As vítimas foram dois homens, de 58 e 66 anos, que tinham comorbidades, conforme o Departamento de Vigilância Epidemiológica. O paciente mais velho estava internado no Pronto Atendimento Municipal desde o dia 7 de maio. Já o homem, de 58 anos, foi internado no Pronto Atendimento dia 24 de abril. Dois dias depois, ele foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Irati.

Com as três mortes registradas hoje, Irati já teve 94 óbitos em virtude da Covid-19. Neste domingo, 23 casos de coronavírus foram diagnosticados. Já no sábado, 119 pessoas receberam diagnóstico positivo. Foi o dia deste ano com maior número de casos confirmados. No total, 5.726 moradores já tiveram a infecção em Irati. 5.038 iratienses se recuperaram da doença, 542 estão em isolamento domiciliar e 53 internados, sendo 14 em enfermarias, 17 em UTIs e 22 no Pronto Atendimento Municipal. 35 pessoas que tiveram sintomas da doença aguardam resultado dos testes.