Publicidade Topo

notícias

Proprietário de bar assina Termo Circunstanciado após descumprir horário do toque de recolher

Situação foi registrada em Inácio Martins

Foto: PM/Divulgação

O proprietário de um bar assinou o Termo Circunstanciado por descumprir o horário do toque de recolher em Inácio Martins. Ele estava com o estabelecimento aberto no início da noite de sábado, 29, por volta das 18h20. A Polícia Militar realizava uma operação de fiscalização quando constatou a presença de dois clientes no local.

Conforme o decreto municipal, os bares devem funcionar até 18 h. Por isso, o responsável pelo estabelecimento localizado na rua Itapará assinou o Termo Circunstanciado. Os clientes do bar foram orientados por um funcionário da Vigilância Epidemiológica sobre as medidas que devem ser tomadas para evitar o contágio da Covid-19.

Em outra ocorrência registrada no sábado, 29, em Inácio Martins, a PM abordou uma mulher que estava com seu filho de oito meses. Conforme informações recebidas pelos policiais, a moradora estava com seu estado psicológico alterado e oferecia risco ao filho. Os avós da criança disseram que a mãe saiu com o filho no colo. Os policiais abordaram a mulher, mas constataram que ela não estava alterada. A moradora concordou de acompanhar o Conselho Tutelar até o Pronto Atendimento Municipal para que a criança fosse avaliada.


Em Rebouças, um homem constatou que a estrada que dá acesso à sua propriedade na localidade de Bugio estava bloqueada com árvores. Segundo ele, as árvores foram colocadas no local pelo seu vizinho que faz divisa de terreno. Uma cerca também foi danificada. O proprietário do terreno foi orientado sobre as medidas que podem ser tomadas.

Ainda em Rebouças, um motociclista que não tem Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou Permissão Para Dirigir (PPD) foi abordado na rua Vitorio Cruz, no sábado, 29. Os policiais também constataram que a moto Honda CG 125 Titan possuía débitos. O condutor realizou o teste do bafômetro que teve resultado de 0,67 mg/l de álcool no organismo. Por esse motivo, ele foi conduzido para a Delegacia de Rebouças. Em outra situação, um homem ameaçou matar a esposa na rua Ricardo Seidel, em Rebouças. A PM foi acionada, mas o autor da ameaça já havia deixado o local. A moradora não teve interesse de representar contra o marido e foi orientada.

Em Rio Azul, um homem foi detido por desacato na rua Honório Pires no sábado, 29. Policiais estiveram no local para verificar uma denúncia de que um homem estava ameaçando a esposa. Porém, eles constataram que o homem estava gritando em frente da residência. Ele tentou fugir da abordagem, mas foi contido. Questionado sobre o motivo de sua atitude, o morador se exaltou e desacatou a equipe com palavras ofensivas. Ele tentou fugir pela segunda vez, mas foi detido e conduzido para a Delegacia de Rebouças.

Já em Teixeira Soares, um homem também foi detido por desobediência, desacato e ameaça no sábado, 29. Ele estava próximo de um veículo Gol que havia sido estacionado na rua João Ribeiro de Macedo. Segundo os policiais, o homem estava ingerindo bebida alcoólica e apresentava sinais de embriaguez. Durante a abordagem, o morador disse que não ia sair do local e nem parar de beber, pois não estava cometendo nenhum crime. O homem foi conduzido ao Destacamento da PM. Lá, ele ameaçou os policiais e se negou a assinar o Termo Circunstanciado. O homem ainda xingou a equipe. Por isso, ele foi levado para a Delegacia. Uma mulher foi até o local e ficou responsável pelo veículo Gol.

Em Ivaí, policiais e integrantes da Vigilância Sanitária fiscalizaram nove estabelecimentos comerciais e fizeram orientações para 68 pessoas que estavam nesses locais no sábado, 29. Dois proprietários de estabelecimentos foram notificados em virtude de aglomerações e porque os clientes não usavam máscaras. Em Guamiranga, o mesmo tipo de fiscalização aconteceu em quatro estabelecimentos na localidade de Boa Vista. Nenhuma irregularidade foi constatada. Sendo assim, foram repassadas apenas orientações.

Em Ipiranga, a PM apreendeu um facão de aproximadamente 60 centímetros de lâmina na rua Josefa Vieira, no bairro Mutirão II, no sábado, 29. De acordo com uma denúncia anônima, um homem estava embriagado ameaçando moradores que passavam pelo local. Uma pessoa relatou que o homem estava riscando o chão e batendo nos muros com o facão. Ao perceber a presença da viatura, o morador jogou o objeto no chão. Ele apresentava sinais de embriaguez, segundo os policiais. O homem foi conduzido ao Destacamento de Ipiranga, onde assinou o Termo Circunstanciado.