Publicidade Topo

notícias

Obra do Eco Parque Terra dos Pinheirais entra na 2ª fase em Inácio Martins

Construção de mais um ponto turístico do município tem custo de quase R$ 500 mil, com recursos estaduais, municipais e da Justiça do Trabalho. Entre os atrativos, o local contará com quatro lagos e um termômetro para registrar as baixas temperaturas do inverno/Paulo Henrique Sava, com reportagem de Sidnei Jorge

Eco Parque Terra dos Pinheirais está sendo construído em Inácio Martins. Foto: Prefeitura de Inácio Martins

As obras do Eco Parque Terra dos Pinheirais, que está sendo construído em Inácio Martins, entraram na segunda fase de execução. Em entrevista à Najuá, o prefeito Edemétrio Benato Júnior, o Júnior Benato (PSD), destacou que a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano (SEDU/Paranacidade) investiu recursos na ordem de R$ 200 mil, oriundos de emenda parlamentar do deputado estadual Artagão Júnior, com contrapartida do município de R$ 40 mil. Além disso, a Justiça do Trabalho repassou R$ 250 mil. No total, foram aplicados quase R$ 500 mil na obra. “Agora, estamos em uma etapa só do município, com a utilização de equipamentos e de funcionários, inclusive nos finais de semana. Estou levando aqueles que estão em cargos comissionados para o plantio de árvores, do gramado e para conservação do parque”, afirmou.

O local deverá contar com quatro lagos, dos quais três já estão prontos. Foram instalados bancos, um parque infantil, equipamentos de Academia da Melhor Idade e foi iniciada a construção de uma pista de caminhada. O espaço terá 10 mil metros quadrados de grama e 300 árvores grandes e pequenas, que estão sendo plantadas. O Eco Parque terá 40 pontos de luz, bancos, um totem na entrada com características sobre o local e um termômetro para registrar as baixas temperaturas no município. Benato ressaltou que o local contará com uma infraestrutura completa para receber visitantes de toda a região. “O Eco Parque vem para trazer a natureza para junto das pessoas”, comentou.

Centro Cultural - Outra obra que está em andamento é a construção do Centro Cultural, que terá cerca de mil metros quadrados de construção. O orçamento previa um valor máximo de R$ 1,1 milhão para execução dos trabalhos. A empresa vencedora da licitação fará a obra por R$ 890 mil, com recursos oriundos da SEDU/Paranacidade, conforme Benato. “Ele (Centro Cultural) já está em uma fase bem adiantada, coberto e com as paredes externas levantadas, mas precisamos de toda a parte interna e dos acabamentos. A previsão de entrega é de seis meses, por conta da pandemia. Será um espaço muito aconchegante e acolhedor para desenvolvermos nossas atividades culturais e a própria formatura de final de ano dos alunos martinenses. Não tínhamos um espaço público para fazer estes eventos, que eram realizados em um local emprestado da paróquia. Hoje o município tem para oferecer à nossa população, além da tradicional Festa do Pinhão, com seus bailes tradicionais da escolha da rainha e o Sapecanção. Muitos eventos poderão ser feitos neste Centro Cultural”, afirmou.


Pavimentação - Benato também falou sobre a pavimentação de algumas ruas, que está sendo feita em parceria com a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística. Aproximadamente 70% das ruas já foram asfaltadas. Nos próximos meses, o município deve licitar outras 30 quadras, a um custo aproximado de R$ 4,5 milhões. “Além das nossas quadras de asfalto, hoje eu posso afirmar categoricamente que temos 70% do nosso quadro urbano já pavimentado, e eu pretendo já neste mandato concluir a pavimentação no quadro urbano”, frisou o prefeito.

Regularização fundiária - Inácio Martins realizou recentemente a regularização fundiária de terrenos e a pavimentação de ruas nos bairros Vila Borges e Vila São Roque. Foram investidos cerca de R$ 5 milhões em parceria com o Governo do Estado neste projeto, que incluiu drenagem, rede de saneamento, acessibilidade, calçadas, sinalização das vias, arborização e a entrega das matrículas dos lotes. Em breve, o projeto deve ser levado a outros bairros. “O que o centro da cidade hoje tem de infraestrutura, estes bairros também receberam. Além disso, foram entregues quase 250 matrículas para regularização fundiária. Ninguém tinha um documento, nem escritura e nem matrícula dos terrenos. Hoje, todas as pessoas podem dizer que são donas ou proprietárias, porque tenho o registro, a matrícula na minha mão”, frisou.

Habitação - Inácio Martins terá um projeto contemplado pelo programa Família Paranaense, em parceria com a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), que deve construir 29 casas para famílias carentes a um custo de R$ 2 milhões e 320 mil, oriundos do Governo do Estado. O município também aderiu ao programa Casa Verde e Amarela, do Governo Federal.

Educação -
Na área da educação, o município inaugurou recentemente a nova escola “Encanto do Aprender”, da APAE, que teve um investimento de R$ 750 mil, e o CMEI “Raio de Luz”. Ruas próximas das escolas devem receber pavimentação e sinalização, através de uma parceria com o Governo do Estado.

Geração de Empregos - Um dos maiores desafios enfrentados pelos gestores municipais é a geração de empregos. Inácio Martins investiu R$ 1 milhão em barracões industriais e equipamentos para uma fábrica de roupas jeans, que produz mais de mil peças por dia e gera cerca de 80 empregos, conforme Benato. “São mais de 80 empregos gerados diretamente dentro da fábrica, é um espetáculo. São 80 famílias que dependem do seu trabalho e estão produzindo mais de mil peças de jeans que saem diariamente de Inácio Martins. Isto é renda direta para o nosso trabalhador e consequentemente para o município, pois o dinheiro circula aqui dentro e o comércio também ganha”, finalizou.

Fotos: Prefeitura de Inácio Martins



Pista de caminhada está sendo construída no Eco Parque

Foto do Eco Parque ao entardecer

Local contará com quatro lagos, sendo que três já estão prontos

No local, estão sendo plantadas 300 árvores