Publicidade Topo

notícias

Homem ameaça asfixiar e degolar esposa

Autor da ameaça estava com uma faca. Mulher fugiu e passou a noite na casa de um vizinho junto com os dois filhos


Foto: PM/Divulgação

Um homem ameaçou asfixiar e estrangular sua esposa na localidade de Linha Ordenança, em Irati, na noite de domingo, 23. O autor da ameaça estava com uma faca.

A vítima relatou que seu convivente estava embriagado e tentou asfixiá-la com as mãos. Depois disso, ele derrubou a mulher e ameaçou atingi-la com a faca. A moradora conseguiu fugir. Ela passou a noite na casa de um vizinho junto com os dois filhos. Já o homem fugiu antes da chegada da Polícia Militar. Policiais realizaram buscas, mas não conseguiram localizá-lo.

Ainda em Irati, uma mulher foi agredida pelo padrasto na rua João Grechinski, na tarde de domingo, 23. A vítima disse que alguns familiares estavam em sua casa no momento que seu padrasto atingiu um soco em uma mulher. Na tentativa de defender a vítima, a mulher foi atingida com um tapa no rosto. O agressor e as vítimas foram encaminhados para a Delegacia.

Em Inácio Martins, a PM encontrou oito pessoas reunidas no lado de fora de uma residência na tarde de domingo, 23. Os policiais haviam recebido uma denúncia que uma festa com som alto estava ocorrendo no local. O proprietário da casa foi orientado para desligar o som. Ele acatou o pedido e disse que não ia incomodar a vizinhança. Ao ser questionado sobre as pessoas presentes no local, o morador disse que eram seus amigos que moram nas proximidades e que ia solicitar para eles se retirarem para evitar aglomerações.


Os policiais de Inácio Martins também foram solicitados para atender uma ocorrência de violência doméstica no distrito de Itapará, em Irati. Conforme solicitação, um homem agrediu a esposa e o filho. A mulher relatou que o esposo estava agindo de maneira agressiva e que lhe atingiu com um soco no rosto. A mulher ainda disse que foi ameaçada de morte. O homem também agrediu o filho do casal, de 8 anos, com um soco no nariz causando um sangramento.

Os policiais estiveram no local e inicialmente não encontraram o agressor. Porém, o suspeito retornou na residência. Por isso, a mulher acionou novamente a PM. Os policiais que realizavam buscas retornaram ao local e conseguiram abordar o agressor na casa de um vizinho. O homem foi detido e conduzido para o Pronto Atendimento Municipal, onde realizou o laudo de lesões corporais. Em seguida, ele foi levado para a Delegacia. Durante o registro do Boletim de Ocorrência (BO), o homem disse que vai atear fogo na sua residência quando sair da Delegacia.

Ainda em Inácio Martins, uma bateria foi furtada de um micro-ônibus. O proprietário do veículo disse que viajou e constatou o furto ao retornar para a sua residência. Ontem, 24, ele procurou o Destacamento da Polícia Militar para registrar a ocorrência.

Em outra ocorrência em Inácio Martins, uma mulher foi agredida pela nora. A vítima sofreu lesões nos braços e foi orientada a procurar a Polícia Civil se tiver interesse de representar contra a agressora. Ainda em Inácio Martins, um homem relatou que uma quantia em dinheiro foi furtada de sua carteira. O furto ocorreu no período que o morador não estava em sua residência. Ele disse que seu irmão, que permaneceu em casa, é usuário de drogas. Por isso, ele acredita que o irmão tenha cometido o furto.

Em Fernandes Pinheiro, um fogão a lenha número 1, uma chaminé de inox, aproximadamente 40 metros de fiação e uma caixa de fechadura para porta foram furtados de uma residência que está sendo construída na Colônia São Lourenço. O proprietário constatou o furto na manhã de ontem, 24, e acionou a PM.

Também em Fernandes Pinheiro, o muro de uma residência foi danificado durante a madrugada de domingo, 23. Em outra situação, um homem foi agredido por quatro pessoas. O morador disse que dois agressores residem na localidade de Florestal. Já os outros dois, ele não conhece. O homem foi atingido com socos e chutes, que causaram ferimentos em seu rosto. Os agressores fugiram em um veículo Gol branco. Policiais realizaram patrulhamentos, mas não conseguiram localizá-los. O homem agredido relatou que desentendimentos anteriores motivaram as agressões. A vítima foi orientada para comparecer na Delegacia exercer seu direito de representação.

Já em Rebouças, um condutor foi autuado por embriaguez ao volante. Conforme denúncia anônima, um homem que estava conduzindo um veículo Palio na rua Rui Barbosa apresentava sinais de embriaguez. Segundo informações repassadas por moradores, o motorista estava transitando em ziguezague e havia batido em um barranco. Os policiais constataram que o condutor não tem habilitação (CNH) e estava com um carro que possui débitos na documentação.

De acordo com a PM, no momento que foi abordado, o homem reagiu com movimentos bruscos para evitar a prisão. Por isso, foi necessário uso de força para colocá-lo no camburão da viatura. O motorista realizou o teste do bafômetro que teve resultado de 0,42 mg/l de álcool no organismo. Ele realizou o laudo de lesões corporais no hospital Dona Darcy Vargas e foi levado para a Delegacia. Já o veículo foi recolhido ao pátio do 2º Pelotão por apresentar pendências.

Ainda em Rebouças, uma briga foi registrada na Vila Cruzeiro no domingo, 23. Segundo moradores que presenciaram o desentendimento, os dois homens haviam se provocado após ingerirem bebidas alcoólicas. Os dois homens foram levados para o 2º Pelotão da Polícia Militar, onde assinaram o Termo Circunstanciado. A Vigilância Sanitária ainda constatou uma situação de aglomeração de pessoas no local onde aconteceu a briga. Outra ocorrência de aglomeração foi registrada na rua Armando Costa. As pessoas presentes nos dois locais foram notificadas.

Em Imbituva, um homem danificou o para-brisa do veículo Gol de sua própria mãe. A mulher afirmou que seu filho passou a tarde de domingo, 23, ingerindo bebidas alcoólicas. Em um determinado momento, ele foi até a casa dela e passou a xingá-la. O homem atingiu pedradas no para-brisa do carro de sua mãe. Policiais realizaram patrulhamentos, mas não localizaram o autor dos danos. Ainda em Imbituva, uma situação de perturbação de sossego foi registrada na área central. Foi constatado que um veículo Celta estava com a tampa do bagageiro aberta e com som alto. O proprietário do carro foi conduzido ao 3º Pelotão da PM, onde assinou o Termo Circunstanciado. O aparelho de som foi apreendido pelos policiais.

Já em Guamiranga, um bar estava aberto descumprindo o decreto municipal que não permite o funcionamento do comércio nos domingos. O dono do estabelecimento foi abordado por policiais militares e integrantes da Vigilância Sanitária. Ele alegou que não tinha conhecimento do decreto e apresentava sinais de embriaguez, segundo os policiais. O homem assinou o Termo Circunstanciado.