Publicidade Topo

notícias

"Faltam profissionais para atuar no combate à Covid-19", diz prefeito de Irati


Em vídeo divulgado na tarde desta sexta-feira, 07, Jorge Derbli (PSDB) comentou que municípios querem contratar profissionais para trabalharem na linha de frente, mas faltam pessoas qualificadas para isto. Prefeito cogitou solicitar a prisão de pessoas que promoverem aglomerações/Paulo Henrique Sava


Prefeito Jorge Derbli (PSDB) anunciou que novas medidas devem ser anunciadas na próxima semana. Foto: Reprodução SECOM/Prefeitura de Irati

Prefeitos da região da AMCESPAR se reuniram nesta sexta-feira, 07, e decidiram contratar profissionais para trabalhar na linha de frente de enfrentamento à Covid-19 através do Consórcio Intermunicipal de Saúde (CIS/Amcespar) para cedê-los à Santa Casa de Irati, com o objetivo de dar um pouco de folga para os trabalhadores que já atuam na área, que estão esgotados. Além disso, diversas pessoas que atuam no Pronto Atendimento da Vila São João contraíram a doença e precisaram se afastar do trabalho. 

Entretanto, segundo o prefeito de Irati, Jorge Derbli (PSDB), a contratação de enfermeiros, técnicos de enfermagem e médicos está muito difícil por conta da falta de pessoas qualificadas nestas áreas no mercado de trabalho. “O problema dos municípios, da Covid-19, não é financeiro, mas sim de pessoal, de material humano para trabalhar na Santa Casa. Estamos com vários profissionais do PA afastados depois de se contaminarem pela doença. Está muito difícil a contratação de pessoal”, frisou.

O município adquiriu nesta semana dois respiradores, que foram instalados no Pronto Atendimento. Porém, a compra de medicamentos anestésicos para as pessoas com casos graves de Covid-19 serem intubadas continua difícil. Sobre o atendimento, Derbli ressaltou que os pacientes que ficam internados no PA são transferidos imediatamente assim que surgem vagas disponíveis na Santa Casa ou em outros hospitais cadastrados na Central de Leitos do Paraná. Derbli lamentou o crescente número de casos de coronavírus em Irati e a falta de consciência da população sobre a gravidade da doença.

“A situação está difícil, a contaminação vem crescendo a cada dia. Pela conscientização das pessoas, infelizmente parece que não temos mais o problema da Covid-19 em Irati e região. Ninguém entende a gravidade da situação, só pessoas que já tiveram familiares com Covid-19, que tiveram óbitos ou estão internadas, que sabem a situação gravíssima pela qual estão passando Irati e região”, lamentou.

Dia das Mães - Com o feriado do Dia das Mães, que será celebrado neste domingo, 09, o prefeito solicitou que as pessoas cujas mães residem em outras cidades façam contato via telefone, vídeo ou WhatsApp para evitar aglomerações e um possível contágio. Da mesma forma, Derbli recomendou aos filhos que moram em outros municípios não venham para Irati.

“Você, se tiver que viajar para outro município, procure realizar uma ligação, contato ou ligação de vídeo por WhatsApp com sua mãe, não viaje porque você está sujeito a contrair a Covid-19 e trazer para cá. Da mesma forma, pessoas que moram fora, se puderem fazer outro tipo de contato e não virem para Irati, a gente agradece porque a situação está muito difícil, é conscientização”, frisou.


Novas medidas - A partir da próxima segunda-feira, 10, o COEF, a Vigilância Sanitária e a Guarda Municipal devem intensificar a fiscalização sobre a adoção de medidas de combate à Covid-19. Em consenso com os demais prefeitos da região, Derbli ressaltou que restrições maiores devem ser tomadas a partir da próxima semana. Comércio e a indústria continuarão funcionando. Entretanto, o prefeito de Irati cogitou até mesmo acionar a Polícia Militar (PM) para prender as pessoas que forem flagradas promovendo aglomerações.

“Estamos estudando para não afetar a questão da indústria e do comércio. Não queremos fechar nada, mas teremos que tomar medidas restritivas porque não tem condição, as pessoas não respeitam. Essa fiscalização vai ser muito mais rígida a ponto de chegarmos em uma aglomeração, festa ou churrasquinho e chamar a Polícia Militar para prender as pessoas, porque só multar não adianta mais, infelizmente. Temos que tomar medidas mais restritivas e isto vai ser a partir da próxima segunda-feira”, alertou.

Derbli comentou que os resultados das possíveis aglomerações deste final de semana devem surgir daqui a duas semanas. “Essa contaminação de eventos como este, de reuniões de familiares, daqui a alguns dias vai refletir em contaminação e não tem mais leito, está difícil. No Pronto Atendimento, hoje temos duas pessoas no corredor recebendo oxigênio. Se criar mais UTI, não tem mais remédio para comprar, então é conscientização, nos ajude”, pediu o prefeito.

Dados - Segundo dados da plataforma Ecovid19 Irati, somente neste sábado, 08, foram confirmados mais 48 casos de Covid-19 em Irati. No total, o município tem 5120 pacientes positivados, com 459 em isolamento domiciliar, 51 internados, sendo 15 em enfermarias, 18 em UTI’s e 18 no Pronto Atendimento. 78 óbitos foram registrados desde o início da pandemia. Outras 4532 pessoas se recuperaram e 134 casos permanecem em investigação.