Publicidade Topo

notícias

Estelionatário se passa por Guarda Municipal para tentar aplicar golpe em Irati

Homem ligou para clínica veterinária dizendo que estabelecimento havia descumprido decreto de combate ao coronavírus e teria que pagar multa

Foto: Rádio Najuá

Um estelionatário tentou se passar por um Guarda Municipal para tentar aplicar um golpe em Irati. A ocorrência foi registrada na tarde de segunda-feira, 3.

O proprietário de uma clínica veterinária em Irati relatou que uma pessoa entrou em contato com seu estabelecimento e disse que atuava como Guarda Municipal. Porém, o código de área era de uma pessoa que ligou do Estado de São Paulo. O estelionatário disse que havia recebido uma denúncia de descumprimento das regras sanitárias de combate ao coronavírus. Por isso, ele disse que enviaria um número de protocolo no whatsapp da loja, que deveria ser confirmado o recebimento. A partir disso seria gerada uma multa. A pessoa que atendeu a ligação desconfiou da forma utilizada para verificação de denúncias e desligou o telefone. A Guarda Municipal verificou que nenhum agente da instituição possui o nome repassado pelo estelionatário.

A Guarda Municipal salienta que as notificações realizadas são encaminhadas para o setor de tributação da prefeitura de Irati. Somente depois desse procedimento são geradas as multas e encaminhadas para as pessoas que descumprem os decretos municipais. Esse tipo de solicitação não é feito pelo whatsapp. “Portanto se alguma pessoa física ou jurídica, receber uma ligação deste tipo, desconsidere, pois se trata de uma tentativa de estelionato e entre em contato imediatamente com os órgãos de segurança pública, para orientações e procedimentos cabíveis”, orienta a Guarda Municipal.


Em outra ocorrência registrada na noite de ontem, 4, um morador da Vila São João acionou a Guarda Municipal após constatar que um homem estava sentado em frente à sua residência. Ele solicitou ajuda assistencial, pois estava na rua perdido e não sabia onde ir. Os guardas estiveram no local e constataram que era uma pessoa conhecida e que não oferecia risco. Uma Assistente Social esteve no local e encaminhou o homem até a Casa de Passagem. Já no Parque da Vila São João, algumas pessoas foram abordadas pelos guardas na noite de ontem. Porém, nenhuma portava objetos ilícitos. Sendo assim, todos foram orientados e liberados.

Em Inácio Martins, um homem agrediu a esposa. A mulher foi encaminhada para o Pronto Atendimento Municipal. A Polícia Militar foi acionada e compareceu na residência da vítima na Vila Borges. Lá, o agressor foi abordado e detido pelos policiais. Ele foi conduzido para a Delegacia.

Em Rebouças, uma mulher foi agredida por um casal na rua Abdala Miguel Sarraff na tarde de ontem, 4. Segundo informações repassadas aos policiais, os envolvidos na ocorrência tiveram um desentendimento em função de uma festa ocorrida na sexta-feira passada, 30. Na ocasião, fiscais da Vigilância Sanitária notificaram as pessoas presentes.

Depois dessa situação, os moradores da residência passaram a acusar a mulher agredida de ter feito a denúncia. Eles chegaram a enviar mensagens ameaçando a vítima. Ontem, 4, a moradora estava saindo de casa com seu veículo quando foi abordada e agredida pelo casal. A mulher acusada de agressão alegou que a vítima e seu marido haviam invadido sua residência e ameaçado seu esposo. Ela ainda relatou que na manhã de ontem ocorreram provocações entre os envolvidos na ocorrência. Eles tentaram conversar, mas acabaram brigando. Todos os envolvidos assinaram Termo Circunstanciado.