Publicidade Topo

notícias

Coordenador do COEF esclarece dúvidas sobre fechamento do comércio em Irati

Entre os assuntos, Agostinho Basso esclareceu dúvidas relativas ao fechamento de bares e casas agropecuárias/Paulo Henrique Sava, com informações da SECOM/Prefeitura de Irati

Coordenador do COEF, Agostinho Basso, esclareceu dúvidas a respeito do fechamento do comércio em Irati. Foto: Reprodução WhatsApp 

Em vídeo divulgado na última quinta-feira, 20, pela Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Irati, o coordenador do Centro de Operações Especiais e Fiscalização (COEF), Agostinho Basso, esclareceu algumas dúvidas alusivas ao decreto nº 330/2021, que entrou em vigor nesta semana e determinou lockdown no município até o dia 02 de junho.

Uma das dúvidas está relacionada a empresas do ramo alimentício. Agostinho esclarece que apenas mercearias, minimercados, mercados, supermercados, açougues e panificadoras podem funcionar normalmente, respeitando o horário estabelecido para o toque de recolher, que vai das 19h30min às 06 horas. Os demais estabelecimentos deste ramo, como lojas de departamentos e doces, devem trabalhar apenas com entregas em domicílio (delivery). “Outras lojas que contenham alimentos não podem funcionar com as portas abertas, somente na modalidade delivery. Por exemplo, algumas lojas que trabalham com embalagens de várias espécies e do outro lado têm gêneros alimentícios não se enquadram como mercados, supermercados ou mercearias. Outras que vendem apenas chocolates ou doces de várias formas deverão estar com suas portas fechadas, atendendo somente na modalidade delivery”, frisou.

Ainda em empresas do ramo alimentício, como restaurantes e panificadoras, será permitida a entrega de produtos no balcão e delivery. Nestes locais, o funcionamento aos domingos será permitido apenas por delivery. Bares devem permanecer fechados até o fim da vigência do decreto atual, não podendo trabalhar nem por delivery ou drive-thru.

Sobre as agropecuárias, o coordenador do COEF esclareceu que estes estabelecimentos também devem trabalhar de portas fechadas e apenas com delivery. “Nem retirada no balcão, apenas a empresa, via WhatsApp, telefone ou e-mail, pega o pedido e leva até a casa do cliente”, pontuou.

Lojas pets, que trabalham especificamente com banho e tosa, devem permanecer fechadas, pois estas atividades não são consideradas essenciais pelo COEF.


Oficinas de lataria e pintura, mecânicas e borracharias devem atender apenas serviços de emergência. Segundo Agostinho, algumas empresas deste ramo foram flagradas trabalhando normalmente na manhã de quinta-feira. “Elas devem atender aquilo que, de fato, não pode locomover o carro, que dificulte a locomoção do automóvel, da moto, seja o que for. Não pode as oficinas de lataria e pintura estarem com portas abertas, como vimos hoje (quinta-feira) pela manhã aqui na cidade, devem obedecer ao decreto e permanecer de portas fechadas. Em uma urgência, podem atender dentro do estabelecimento, mantendo as portas fechadas”, frisou.

Assim como clínicas odontológicas e médicas, as clínicas de fisioterapia podem atender apenas casos de urgência e emergência, além de pessoas que tiveram Covid-19. Outras situações devem ser remarcadas. “O profissional (fisioterapeuta) é suficientemente capaz, responsável por entender aqueles pacientes que podem ser remarcados e os casos que se caracterizam por necessidade de atendimento imediato. Se houver um paciente que necessite de atendimento imediato, os fisioterapeutas podem abrir seus consultórios e clínicas para receber estes pacientes e atendê-los de portas fechadas”, comentou.

Escolas e universidades particulares estão com todas as atividades presenciais suspensas, mesmo com o anúncio do retorno ao modelo híbrido feito pelo Governo do Estado recentemente, segundo Agostinho. “Estão suspensas de modo presencial todas as aulas para todas as idades e instituições, inclusive aulas práticas e estágios, até 02 de junho. Soubemos que o Governo do Estado acabou liberando algumas atividades das escolas, mas o decreto municipal, por ser mais restritivo, é soberano, e, portanto, estão canceladas as atividades em todo o município de Irati”, comentou.

O decreto também determina o fechamento de academias particulares, parques e praças públicas para prática esportiva. Atividades religiosas podem continuar sendo realizadas, respeitando o limite de 25% da capacidade de público de cada templo.

Aos domingos, apenas postos de combustíveis, farmácias e distribuidoras de gás poderão funcionar. Agostinho ressaltou que estas medidas são necessárias por conta da preocupação com o aumento expressivo de casos de Covid-19 em Irati nos últimos dias. “Por isto, pedimos mais uma vez a compreensão, a colaboração, o entendimento e a empatia para que possamos minimizar, estabilizar e achatar estes números, para que aqueles que realmente venham a precisar dos equipamentos de saúde possam encontrar uma vaga e, desta forma, serem atendidos”, finalizou.

Atendimento na Prefeitura - A Prefeitura de Irati retomará o atendimento ao público nesta segunda-feira (24), mas apenas com agendamento prévio. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3132-6100.