Publicidade Topo

notícias

Com mais dois óbitos, Irati chega a 102 mortes por coronavírus

Nesta quinta-feira, 70 novos casos da doença foram registrados. 57 moradores estão internados


Plataforma Ecovid-19 atualiza em tempo real número de casos da doença. Foto: Divulgação

A cidade de Irati registrou mais duas mortes por coronavírus. Um homem, de 64 anos, faleceu na noite de quarta-feira, 19. Ele estava internado desde o dia 9 de maio no hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa. Já uma mulher, de 57 anos, morreu no hospital Regional de Guarapuava, onde estava desde o dia 30 de abril. Antes disso, ela passou pelo Pronto Atendimento de Irati e o Pronto Socorro da Santa Casa de Irati.

As duas vítimas estavam internadas em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e tinham comorbidades, conforme o Departamento de Vigilância Epidemiológica. Até agora, 102 iratienses morreram em virtude da Covid-19 desde o início da pandemia. Nesta quinta-feira, 20, foram diagnosticados mais 70 casos da doença. Sendo assim, o município acumula 6.085 infectados desde março de 2020. O número de recuperados passou para 5.289 pessoas. 638 moradores que foram contaminados estão em isolamento domiciliar. 57 munícipes estão internados. Desses, 21 ocupam leitos de enfermaria, 17 UTIs e 19 estão no Pronto Atendimento Municipal. 129 iratienses que tiveram sintomas do coronavírus fizeram os testes e aguardam o resultado.


Em maio, Irati já registrou 1.489 casos da doença. O número se aproxima do mês de novembro de 2020, que teve a maior quantidade de contaminados com 1.516 casos contabilizados. 37 pessoas morreram somente neste mês por complicações da Covid-19. Até então, março de 2021 havia sido o mês com maior número de óbitos com 17 falecimentos.

Nesta semana, Irati atingiu a marca de 20% da população vacinada contra o coronavírus. Dados do vacinômetro mostram que 12.011 iratienses receberam a primeira dose do imunizante. Já a segunda dose foi aplicada em 6.276 iratienses. Nesta semana, a secretaria de Saúde está vacinando trabalhadores da educação, pessoas com comorbidades e deficiência permanente acima de 50 anos. A partir desta sexta-feira, 21, trabalhadores da educação com 53 e 54 anos já podem receber a primeira dose da vacina. Os profissionais devem procurar as salas de vacinação no município para serem imunizados.