Publicidade Topo

notícias

Associação pretende desenvolver aplicativo de comida com vantagens para clientes e associados

Irafood terá mensalidade fixa para restaurantes, além de serviços ineditos aos clientes. App está em desenvolvimento/Lenon Diego Gauron, com reportagem de Juarez Oliveira

Logomarca do aplicativo Irafood. Foto: Divulgação

A Associação dos Bares, Restaurantes, Lanchonetes, Delivery e Similares de Irati (ABREDI) está desenvolvendo um aplicativo de delivery de lanches chamado de Irafood. Dentre os benefícios, está a mensalidade fixa aos restaurantes, e também a opção para o cliente identificar o motoboy que fará a entrega pelo nome, além de poder acompanhar em tempo real o deslocamento do seu pedido.

Em entrevista à rádio Najuá, o presidente da ABREDI, Fábio Schwab, a vice-presidente Sâmela Cristina Rocetim, a consultora Milene Galvão e o gerente de relacionamento do Irafood, Fagner Novaes, comentaram como surgiu a ideia de criar uma associação para o setor gastronômico de Irati.

Fábio afirma que atualmente os restaurantes estão pagando altas taxas aos aplicativos já existentes, que cobram do empreendedor a cada pedido recebido. “O que muita gente não sabe é que quando o cliente pede o lanche por um aplicativo, o pedido chega para o restaurante e ele [o restaurante] paga 12% para o aplicativo. Então cada pedido que chega, o restaurante paga um percentual, que muitas vezes seria o nosso lucro. Às vezes chega no final do mês, a gente pensa que tem dinheiro, mas não tem”, descreve o presidente da ABREDI.

Ele relata que a ideia de criar o aplicativo surgiu em uma reunião entre os integrantes da associação. O diferencial para os aplicativos de entrega já existentes, é que, em vez de uma taxa por entrega, o restaurante pagará um valor por mês, que valerá tanto para o uso do serviço, bem como para a mensalidade da associação. "Diante da nossa reunião da associação, decidimos em ter um aplicativo da cidade, o qual não vai cobrar taxas de entrega [para o restaurante], mas sim uma mensalidade. Quem for associado à ABREDI, vai pagar uma pequena mensalidade do uso do aplicativo, vinculado à associação. O dinheiro que o comerciante pagaria aos outros aplicativos de fora, vai ficar circulando aqui mesmo na cidade”, afirma Fábio.


Fagner disse como será cobrada a taxa dos restaurantes para o uso do aplicativo e também sobre a economia que ele pode trazer para os comerciantes. “A mensalidade mínima será de R$ 150. Desse valor, R$ 20 vai para manter a associação e o restante para o aplicativo. O Irafood é mais interessante ao comerciante do que os outros serviços porque muitos restaurantes chegam a pagar mais de R$ 2 mil de comissão para os aplicativos. A ideia então é que sobre mais dinheiro para o comerciante investir no marketing do seu restaurante, investir no maquinário, contratar mais funcionários ou até mesmo usufruir com sua família. Em algumas contas que nós fizemos com alguns restaurantes, a economia durante o ano chega a R$ 15 mil”, relata o gerente de relacionamento do Irafood.

Fábio projeta que o aplicativo terá pelo menos 150 estabelecimentos disponíveis para a entrega de lanches em Irati. Para o cliente, o diferencial será a possibilidade de identificar o entregador e acompanhar o seu pedido, desde o restaurante até a sua casa. "O Irafood terá mais de 150 restaurantes disponíveis. Ainda estamos fazendo alguns ajustes antes de divulgarmos. Uma das funções que esse aplicativo terá, vai ser de o cliente poder acompanhar o deslocamento do motoboy até chegar na sua casa, além de saber quem vai estar indo entregar o lanche, uma tecnologia que os aplicativos disponíveis atualmente não têm”, avalia.

Sâmela acredita que haverá um aumento no lucro por parte dos restaurantes associados: “Não podemos deixar de falar também do lucro que vamos ter ao não pagar a porcentagem para outros aplicativos, pois o dinheiro vai girar entre os associados. Outro detalhe é que no aplicativo vamos poder colocar mais promoções e descontos, o que irá atrair mais clientes para perto da gente”, explica a vice-presidente da ABREDI.

Fábio diz que a ideia de criar uma associação surgiu após o município publicar decretos com medidas de combate ao coronavírus, que reduziram o horário de funcionamento de algumas atividades, incluindo o setor gastronômico. “Diante de tudo o que vem acontecendo desde o ano passado, com os decretos, acabamos nos unindo mais com a classe gastronômica de Irati, em especial com os deliveries. Sabemos que existe uma dificuldade de representatividade aqui na cidade para esse setor. Com isso, a gente se juntou com o pessoal e formou uma associação”.

Milene Galvão, que presta serviços de consultoria à ABREDI, destaca que a associação oferecerá, além de uma taxa menor ao comerciante, cursos de capacitação e serviços de divulgação do empreendimento do associado. “Além do aplicativo que o usuário [restaurante] poderá usar sem arcar com as taxas que os outros serviços cobram, ele também vai ter a possibilidade de divulgar o trabalho dele, pois geralmente o pessoal do setor fica entretido com as vendas, as entregas e produção dos produtos, e não tem tempo para fazer a divulgação ou um curso de capacitação ou treinamento. Então a ABREDI se propõe a fazer isso, que é a parte da comunicação e do marketing, além da representatividade”, disse Milene.

Fábio comenta ainda que um dos papéis da associação será formalizar estabelecimentos comerciais para que eles possam exercer os seus direitos e deveres de acordo com a lei. “Estamos ainda no início, com um grupo de 50 pessoas que vão se associar, mas pelo levantamento que fizemos, são mais de 150 restaurantes e lanchonetes que existem aqui em Irati, além dos estabelecimentos informais. O papel da associação será entrar em contato com essas empresas a fim de legalizar através de um MEI ou abertura de empresa, além de orientar o pequeno comerciante”, afirma o presidente da associação.

Ele explica que por enquanto o aplicativo atenderá somente Irati, mas que futuramente o plano é expandir para toda a região. “No momento vai ser só em Irati. Ainda precisamos formatar algumas coisas com a diretoria da associação, mas após isso, vamos nos estender para a região".

Logomarca da Associação dos Bares, Restaurantes, Lanchonetes, Delivery e Similares de Irati (ABREDI). Foto: Divulgação

Presidente da ABREDI, Fábio Schwab, vice-presidente da entidade, Sâmela Cristina Rocetim e a consultora Milene Galvão falaram sobre objetivo da criação da associação durante participação no programa "Espaço Cidadão" da Super Najuá. Foto: Rádio Najuá