Publicidade Topo

notícias

"Agora só se morre de Covid!", quem desdenha alimenta Fake News

Será verdade ou mentira? E o número de óbitos e casos de Covid, é muito ou pouco? Por Jussara Harmuch

Até outro dia era comum nas redes sociais e nos encontros, ainda que raros, declarações de pessoas duvidando da pandemia e a exclamação desdenhando sobre a causa da morte: “Agora só se morre de Covid!”. Será verdade ou mentira que só se morre pela pandemia? E o número registrado de óbitos e casos de Covid, é muito ou pouco? A Najuá compilou os registros de óbitos em Irati ao longo dos anos de 2019, 2020 e 2021. Foram usados dados do próprio arquivo da emissora, através de notas de falecimento encaminhadas pelas funerárias da cidade, dados da Transparência do Registro Civil de Óbitos por Causas Respiratórias, instituído a partir da pandemia de Covid-19 e dados do Boletim Epidemiológico da prefeitura de Irati.

Primeiro analise as tabelas com dados de óbitos de Irati






Ajudando a compreender: Comparando as notas de falecimento da Najuá, em 2020 o registro foi um pouco menor do que no ano anterior. Primeiro é preciso destacar que as notas de falecimento não representam todos os óbitos registrados na cidade, pois não se sabe quantos deixam de passar por este sistema, mas o dado é bem próximo da realidade. Um fator para se levar em conta é que, devido as restrições da pandemia, o número de acidentes de trânsito diminuiu, com menos viagens, e, consequentemente, reduziu o número de óbitos por acidentes. Também pode-se considerar que as mortes por brigas em festas e bailes, que não ocorreram em 2020, foram evitadas.

Em 2021, de março para cá, o número de óbitos de Covid quadruplicaram e, nos primeiros 18 dias do mês de maio, se observa que mais da metade das mortes registradas foram de Covid-19. Portanto, eis a prova, não se morre só de Covid, mas os óbitos pela pandemia são verdadeiros e a situação se agrava com a doença desenfreada.

Agora veja o número de casos registrados na 4ª Regional de Saúde compilados até o dia 17 de maio


Pegando como exemplo Irati. A cada mil pessoas, cerca de 96 adquiriram o coronavírus e destas, uma média de 1,62 morreram. Quem são estas pessoas? Quase todo mundo conhece alguém que teve Covid-19 e também alguém que morreu. Como estas pessoas se contaminaram? Apesar de a maioria dizer que desconhece a forma de contaminação ou supõe que tenha sido por "azar", provavelmente foi por "vacilo", por ter baixado a guarda em algum momento. Todos estamos sujeitos e quando acontece, pensando lá no fundo, remexendo a consciência, podemos deduzir o que realmente aconteceu.


Nesta terça-feira, 18, Irati registrou a triste marca de cinco óbitos pela Covid-19 em um único dia. Também foram confirmados 118 casos positivos em menos de 24h. Não há mais vagas para que pessoas recebam atendimento na cidade. São 55 iratienses internados, sendo 20 no Pronto Atendimento Municipal, 17 em enfermaria e 18 na UTI. Com isso, prefeito Jorge Derbli anunciou suspensão de atividades comerciais a partir do dia 20, por 14 dias (até 2 de junho). O decreto será editado nesta quarta-feira, 19. As atividades que foram suspensas poderão funcionar de portas fechadas até o horário do toque de recolher, que passará a ser a partir de 19h30. No domingo continuam as mesmas restrições vigentes.