Publicidade Topo

notícias

4ª Regional recebe mais um lote de vacinas contra Covid-19

Serão distribuídas para os municípios que compõe a regional um total de 5.350 doses da Astrazeneca/Fiocruz e 70 doses da Coronavac/Butantan. Esta é a 16ª remessa

CEMEPAR em Curitiba-PR/Arquivo Najuá

A 4ª Regional de Saúde recebeu mais um lote de vacinas contra a COVID-19, esta é a 16ª remessa. As doses são da Astrazeneca/Fiocruz, apenas poucas da Coronavac/Butantan que serão direcionadas para a 2ª aplicação. As vacinas foram trazidas do Centro de medicamentos do Paraná (CEMEPAR).

São 5.350 doses da Astrazeneca/Fiocruz: 1.790 doses para pessoas de 60 a 64 anos, 300 para gestantes e puérperas, 1.085 pessoas com deficiência e 2.175 pessoas com comorbidades. Já da vacina Coronavac/Butantan vieram poucas doses: 40 doses para 1ª e 20 doses para 2ª aplicação em profissionais das Forças de Segurança e Salvamento e Forças Armadas e 10 doses (da 10ª remessa) para 2ª dose em trabalhadores da saúde.

Confira a estimativa populacional da 4ª Regional de Saúde e número de doses de vacina recebidas para os grupos que estão sendo priorizados nesta etapa.

Estimativa População de 60 a 64 anos é de 7.722 pessoas - chegaram 4.215 doses de Astrazeneca/Fiocruz e 90 doses de Coronavac/Butantan (15ª remessa) que estão sendo aplicadas nesta semana e 1.790 doses (16ª remessa) para ser aplicada em seguida.

Estimativa da população de gestantes e puérperas é de 2.009 - chegaram 300 doses na (16ª remessa) - para vacinar 13% deste grupo.

Estimativa população com deficiência permanente 7.029  - chegaram 1.085 (16ª remessa) para vacinar 13% do grupo.

Estimativa da população com comorbidades é de 14.346 - chegaram 2.175 doses (16ª remessa) para vacinar 13% do grupo.

Meta de trabalhadores de Saúde 3.213 - chegaram 10 doses da Coronavac/Butantan para 2ª dose de trabalhadores de saúde, cujo grupo está quase totalmente vacinado, segundo o chefe da 4ª Regional, Walter Trevisan. No entanto, a enfermeira da rede municipal de Irati, Jéssica Mattos, afirma que há divergência entre a estimativa do ministério com a realidade. De acordo com ela, profissionais entre 18 a 31 anos de idade não receberam vacinação em Irati por conta disso e aguardam envio adicional.

 Quer receber notícias locais? 

Comprovação comorbidades, deficiência e situação gestacional

Para comprovação de comorbidades e da situação gestacional, de acordo com informações da prefeitura de Irati, serão aceitos laudos, declarações e relatórios médicos com descritivo da doença, Código Internacional da Doença (CID). Foi desenvolvido um modelo padrão, seguindo orientação do ministério da Saúde, que pode ser encontrado no site da prefeitura. Mas serão aceitos atestados médicos gerais, desde que informem o que se pede. No caso de gestante servirá de comprovação a carteira de acompanhamento ou o registro de nascimento do bebê, para as puérperas. A mesma orientação em relação ao atestado médico serve para pessoas com deficiências permanentes ou elas podem apresentar um documento de identidade ou outro como o cartão de gratuidade do transporte público, que indique a condição de deficiência e também será disponibilizada nas salas de vacina, a lista do cadastro ativo da pessoa para o Benefício de Prestação Continuada, o BPC.