Publicidade Topo

notícias

Golpista ameaça mandar homens atirarem em estabelecimento se proprietária não transferisse dinheiro

Dona do estabelecimento não efetuou o pagamento solicitado pelo homem que realizou a ligação telefônica

Foto: Imagem ilustrativa

Um homem ligou para uma comerciante de Imbituva e tentou aplicar um golpe na quarta-feira, 7. Ele ameaçou mandar duas pessoas atirarem no estabelecimento se a proprietária não realizasse uma transferência bancária via PIX. 

A Polícia Militar realizou buscas nas proximidades, mas não encontrou a pessoa que teria feito a ligação. Por isso, os policiais acreditam que se tratava de uma tentativa de golpe. A mulher afirmou que o autor das ameaças passou o número do Pix, mas ela não anotou. A vítima também relatou que não salvou o número do telefone da pessoa que realizou a ligação. Segundo a PM, a dona do estabelecimento não realizou a transferência bancária solicitada pelo golpista.

Em Rio Azul, uma serra circular, uma furadeira, uma extensão de 100 metros e um martelo foram furtados de uma obra na rua Nossa Senhora da Luz, na noite de quarta-feira, 7. Funcionários relataram que saíram do local para pegar marmitas. Eles constataram o furto ao retornarem na obra. Na ocasião, os trabalhadores disseram que deixaram o cadeado de um barraco onde ficavam as ferramentas apenas encostado, pois pretendiam retornar rapidamente. Mesmo assim, não havia sinais de arrombamento.

Quer receber notícias locais?

Ainda em Rio Azul, policiais constataram que um homem estava mantendo o filho, de 12 anos, em condições inapropriadas em uma residência. Na manhã de ontem, 7, uma mulher relatou a PM que estava sendo perseguida pelo ex-marido. Ela também disse que o homem havia deixado um dos filhos sozinho na casa. O adolescente é portador de necessidades especiais. Policiais e conselheiros tutelares foram até a residência na rua Madre Tereza de Calcutá. Lá, eles constataram que o adolescente estava deitado em um dos quartos, mas sem coberta e com a fralda molhada. A criança também estava com manchas de sangue na boca, os dentes parcialmente apodrecidos e com mau cheiro. 

A avó do menino esteve no local e disse que o garoto costuma gritar, pois havia quebrado uma perna e ainda está se recuperando. Também foi constatado que as condições da residência eram precárias. Havia sujeira em todos os cômodos da casa, além de restos de comida e ambiente insalubre. Segundo a PM, o casal tem mais três filhos, que estão sob os cuidados da avó. A tia do adolescente esteve no local e se comprometeu de cuidar da criança que foi encontrada na residência em condições inadequadas. O pai do adolescente foi conduzido para a Delegacia em virtude da situação constatada no imóvel. Já a mãe da criança não foi localizada.