notícias

Secretária de Saúde diz que falta de doses inviabiliza prosseguimento da vacinação contra Covid-19 nesta semana

JARDIM DA PAZ

Município suspendeu vacinação a partir desta quinta-feira, 1º. Calendário será retomado somente na segunda-feira, 5, com a aplicação da segunda dose em idosos com 80 anos ou mais e da primeira dose em pessoas de 67 anos ou mais, que nasceram de janeiro a junho/Rodrigo Zub

Secretária de Saúde de Irati, Jussara Hassen (à direita) ao lado da enfermeira do setor de Epidemiologia, Jéssica Cristina Mattos. Foto: Paulo Sava

Quantidade insuficiente de doses para vacinar pessoas abaixo de 68 anos. Essa foi a justificativa da secretária de Saúde de Irati, Jussara Aparecida Kublinski Hassen, para não abrir a vacinação contra o coronavírus para outras faixas etárias nesta semana. A partir desta quinta-feira, 1º, o município suspendeu o calendário de imunização por falta de doses. Isso gerou várias reclamações da população, pois o período de vacinação das pessoas com 68 anos ou mais iniciou na tarde de sábado, 27, e prosseguiu na segunda, terça e quarta-feira, nos dias 29, 30 e 31. 

Em participação no programa “Meio Dia em Notícias” de terça-feira, 30, a secretária de Saúde disse que toda vez que o município diminui a idade de vacinação aumenta a população que deve ser imunizada. Por isso, as pessoas serão chamadas por data de nascimento a partir de 67 anos. A estimativa de pessoas na faixa etária de 68 anos de Irati que devem receber a vacina é de aproximadamente 1.300 munícipes. Até ontem, 30, apenas metade desse público havia recebido a primeira dose.

“Esse público de 68 anos é muito grande. Se nós colocarmos 67 anos, com certeza o nosso público de 68 vai faltar. Nós recebemos uma quantia pequena, toda semana estamos recebendo quantidades pequenas. Enquanto não cessar o público de 68 anos, nós não podemos abaixar para 67. Só um exemplo, se hoje eu sei que tem pessoas aí que tem 60 anos precisando se vacinar e estão na expectativa, mas se hoje nós baixar para 60 nós não vamos ter perna. Vai ter 500, 600, 2 mil pessoas na fila. Enquanto, o público de 68 anos não cessar nós não podemos baixar. Porque a gente tem uma estimativa de 68 anos na cidade. Essa estimativa é o tanto de doses que vem”, disse Jussara. 

No dia da entrevista, a secretária relatou que haviam 400 doses disponíveis depois de serem aplicadas 200 doses no período da manhã. “Seria uma injustiça. Nós abrimos para 67, vai estar lá 2 mil pessoas com 67 anos e nós não vamos ter dose e as pessoas vão ficar na fila porque eu sei que todo mundo está ansioso por causa disso. Vai chegar na hora vacinar 200 e o restante vai dizer infelizmente não tem. O que vai acontecer, [vão dizer] vocês não organizaram porque vocês não viram que não ia ter. Esse cuidado que a gente pede para a população ter paciência”, afirma a secretária.

Quer receber notícias locais?

A vacinação será retomada na segunda-feira, 5, para aplicação da segunda dose em idosos de 80 anos ou mais das 8 às 12 h. Já no período da tarde, das 12 às 16 h, acontecerá a vacinação de idosos de 67 anos ou mais, que nasceram de janeiro a junho. Os locais de vacinação serão o pavilhão do Parque Aquático das 8 às 16 h e as 11 salas de vacinação do município, que funcionam das 7h30 às 11h30 e das 12h30 às 16h30. Cinco salas de vacinação ficam na área urbana nas unidades Adhemar Vieira de Araújo, Vila São João, Riozinho, Engenheiro Gutierrez e Lagoa. As outras salas de vacinação funcionam no interior do município nas comunidades do Guamirim, Pirapó, Gonçalves Junior, Itapará, Palmital e Pinho de Baixo. Até a manhã de hoje, 31, o município registrava 5.796 moradores que receberam a primeira dose da vacina, sendo que 4.228 foram aplicadas em idosos e pessoas institucionalizadas e 1.568 em trabalhadores da saúde. Já a segunda dose foi aplicada em 973 pessoas, sendo 258 idosos e pessoas institucionalizadas e 715 profissionais de saúde.

Jussara comentou sobre a iniciativa do governo estadual que criou uma campanha com objetivo de vacinar a população de domingo a domingo. Segundo ela, o município realizará a vacinação nos finais de semana quando houver disponibilidade de doses, o que não é o caso neste momento. No sábado passado, 27, por exemplo, a secretaria abriu a unidade volante do Parque Aquático para vacinação. Nesse dia foram aplicadas 550 doses. “Esse sábado não vai abrir porque não temos vacinas. Estamos com 400 doses [até o início da tarde de terça-feira]. Quinta, sexta, sábado e domingo não terá vacina pelo motivo de nós não termos dose. Essas 400 doses terça de manhã foram 200, à tarde mais 200, na quinta acaba nossas doses. Vindo vacinas com certeza vamos vacinar”, disse. 

A secretária também explicou os motivos da população ter que agendar a vacinação, principalmente nas unidades do interior do município. “Essas [doses] são um vidro com dez doses. Então se você abrir ela tem a durabilidade de oito horas. Se não aplicar você vai perder. Deus me livre perder uma dose. Então, nós agendamos quando tem dez pessoas já agendado para aplicar são chamadas essas dez e aberto o frasco. Isso é um cuidado que a gente tem porque precisamos prestar contas ao Ministério Público de todas as doses. Por isso, são bem rigorosos. Essas doses vão todas para a rede de frios que fica toda armazenada. Dependendo de cada unidade a gente vai mandando hoje agendaram 100 pessoas, sai da rede de frios 100 doses. As do interior é agendado e mandado. Porque essa vacina deve estar em um ambiente refrigerado tem toda aquela técnica epidemiológica para conservar ela não pode ficar em qualquer geladeira. [Fica na] Rede de frios do laboratório da secretaria de saúde”.

Jussara ainda solicitou aos iratienses para procurarem os canais oficiais de comunicação da prefeitura para saber o calendário de vacinação. “Não acredite em Whats, comunicado de boca em boca de comadre eu acho que vai ter para 67, vai no site da prefeitura está lá. Todo o cronograma está lá. Todo dia de manhã é colocado se não é colocado permanece o último. Qualquer dúvida entre em contato com o setor de Epidemiologia 3907-3155”, disse a secretária.