Publicidade Topo

notícias

Saiba como está o andamento das obras municipais em Irati

Em entrevista à Najuá, secretária de Arquitetura, Engenharia e Urbanismo falou sobre o cronograma de obras do parque da Vila São João, centro de eventos, pavimentação em Engenheiro Gutierrez, entre outras áreas/Karin Franco, com reportagem de Paulo Sava e Rodrigo Zub

Terminal turístico está sendo finalizado no Parque da Vila São João. Foto: Paulo Sava

Em entrevista à Najuá na semana passada, a secretária de Arquitetura, Engenharia e Urbanismo, Jéssica Custódio, comentou sobre o andamento de algumas obras no município de Irati. Uma delas é o parque da Vila São João que já está com 95% do cronograma executado. A expectativa é que a obra termine a partir desta semana.

Uma das obras no parque é um terminal turístico que ajudará a dar informações sobre o município aos viajantes. “Aquela obra ali é um museu na parte da frente que vai ser trabalhado com o secretário de Cultura para expormos a cidade. Estamos expondo a história do nosso município ali. Na parte dos fundos serão construídos banheiros femininos e masculinos, e banheiros também para portadores de necessidades especiais”, explica a secretária. 

O local ainda possui um espaço para a Guarda Municipal, que ficará de plantão para cuidar do parque. A expectativa é que esta obra termine nesta semana, já que falta apenas o término da pintura e alguns acabamentos. O investimento para a construção do parque é de R$ 493 mil, com recursos federais, por meio de emenda parlamentar da deputada federal Leandre Dal Ponte (PV). O município dará uma contrapartida de pouco mais de R$ 40 mil para a obra. Outro projeto para o parque é a construção de uma concha acústica que poderá ser usada para apresentações. “Nós estamos concluindo um processo com o Sedu [Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas], emenda com o governo, de uma concha acústica, naquela parte da frente do campo que tem um piso em paver que o pessoal já está utilizando. Na ponta daquele espaço terá uma concha, aonde poderão ser feitas apresentações musicais, apresentações de colégios que queriam utilizar ali”, relata Jéssica. 

 Quer receber notícias locais?

Deverão ser investidos R$ 150 mil na concha acústica. O projeto está em processo de aprovação de recursos e orçamento. A expectativa é que todas as obras do parque possam ser finalizadas até julho. Ainda é preciso terminar a iluminação do parque, que será feita após a Companhia Paranaense de Energia (Copel) concluir as obras de extensão de infraestrutura, além de obras esportivas, como uma quadra de vôlei e duas de basquete. Nesta obra, orçada em R$ 250 mil, uma arquibancada será colocada no meio, dando visão para os dois lados das quadras.

Centro de Eventos: O centro de eventos que está sendo construído no CT Willy Laars já chegou ao total de 70 % do cronograma das obras. A equipe responsável está realizando o transporte da cobertura, que está sendo armazenada no parque. Um dos desafios é que a cobertura é extremamente pesada, sendo que algumas peças pesam até uma tonelada. “Nós vamos fazer as montagens delas ali com um guindaste que virá. Nós vamos colocar em cima da cobertura”, disse a secretária. 

A expectativa é que até o fim do mês essa cobertura seja instalada. “A cobertura exige cuidados, exige no transporte e a princípio, agora no final do mês, nós vamos fazer a colocação dessas infraestruturas em cima do prédio”, conta. Após a colocação da cobertura, é que o piso e demais acabamentos serão realizados na obra. 

O centro de eventos deverá ser utilizado pelo município em eventos municipais, como o tradicional Rodeio, mas também em outras cerimonias como formatura, casamentos, aniversários e shows. São R$ 3 milhões investidos na obra, com recursos do Governo do Estado, a fundo perdido, além de contrapartida do município de 17% sobre o valor dos recursos estaduais.

Cidade do idoso: Outro projeto discutido no município é a construção da Cidade do Idoso. Uma reunião foi realizada na semana passada com todos os secretários da administração municipal. Na ocasião, o prefeito Jorge Derbli pediu que os secretários já adiantassem os trabalhos que serão desenvolvidos no espaço. O projeto piloto no Paraná será implantado em Irati, e oferecerá moradia a idosos, com assistência medica e projetos educacionais e culturais. “Serão um pouco mais de R$ 6 milhões. O prefeito já está em tratativas para tentarmos os custeamentos após a conclusão da obra. Essa obra vai ter uma UBS [unidade básica de saúde] para os idosos que lá frequentarem, com especialistas na área, terá piscina, academia, terá escolas”, explica a secretária. 

Os recursos de R$ 6 milhões para a realização da obra também são oriundos de emenda parlamentar da deputada federal Leandre Dal Ponte. As obras ainda não começaram, mas a prefeitura já está em fase de apresentar os projetos executivos da obra, para posterior aprovação e assinatura.

Pista de Skate: Outra obra que está sendo realizada é a pista de skate no Parque Aquático. Uma reunião com skatistas deverá ser realizada para que eles repassem se a obra atenderá as necessidades dos esportistas. Atualmente, está sendo concluída a parte da fundação. “São 825 metros quadrados de obra, sendo três equipamentos que eles vão utilizar para o esporte”, relata Jéssica. Ao todo, são R$ 230 mil investidos, com recursos de emendas parlamentares da deputada federal Leandre Dal Ponte. O prazo máximo para execução é de 120 dias.

Ginásio de Esportes: Após anos de processos judiciais, a obra do Ginásio Municipal José Richa, na Avenida Perimetral João Stoklos, será retomada. Serão investidos quase R$ 5 milhões para a finalização da obra, que poderá estar completa em oito meses. Uma empresa de Curitiba irá finalizar a obra, que poderá iniciar os trabalhos em um prazo de 15 dias a 20 dias. “Como é um processo com o SEDU, também termina o processo licitatório e vai lá para o SEDU validar. Esse processo nos retornou, uma das etapas, que está tudo ok. Agora estamos esperando a parte da homologação, da assinatura do contrato e daremos a ordem de serviço”, conta a secretária. 

Como a obra ficou parada por muito tempo, foi preciso avaliar a estrutura e verificar o que poderia ser reaproveitado. “A parte estrutural do concreto está tudo perfeito. Já a cobertura será retirada, removida e será feita uma estrutura totalmente nova. Aquela estrutura, infelizmente, não terá reaproveitamento para nós no momento”, disse Jéssica. 

Pavimentação em Engenheiro Gutierrez: O município de Irati realizará a pavimentação de cinco ruas no bairro Engenheiro Gutierrez e prepara mais quatro vias para receber pavimentação no futuro. “Vamos fazer cinco pavimentações e quatro outras, deixaremos pronta a drenagem, para uma segunda etapa vir com a pavimentação”. 

O projeto das pavimentações está vinculado com o do ginásio. O projeto ainda precisa ser homologado pelo Paranacidade, que posteriormente, enviará para a prefeitura de Irati para finalizar o procedimento. Ao todo, serão R$ 4 milhões em recursos estaduais para a pavimentação.

A secretária explica que esse projeto foi refeito, já que o Paranacidade não permitia que esse valor fosse destinado para a recapagem de vias. O valor do recurso estadual é destinado apenas para a pavimentação, incluindo serviços iniciais, como a drenagem.

Além disso, o projeto que procurava ligar os bairros Engenheiro Gutierrez e Lagoa teve que ser postergado. “Nós tínhamos esse projeto com o Paranacidade que pegava a Arlete Vilela Richa, atravessava pelo meio de Gutierrez e saia na Antônio Borazo. Mas infelizmente ele não pode ser aprovado. O Paranacidade indeferiu o projeto porque não dava as larguras das vias. Nós tivemos problemas com aquele viaduto da Rumo, que não foi permitido fazer o projeto e aprovação ali. Tanto ali, como na Antônio Borazo tivemos problemas lá com questão de alinhamento predial. Como houve muito avanço das pessoas, das construções para o meio da rua, elas não dariam a largura que o Paranacidade exigia. Então, tivemos que readaptar o projeto por enquanto”, disse. 

Enquanto isso, a prefeitura busca por alternativas para este processo. “Nós estamos trabalhando com o departamento de topografia para fazer todo um levantamento de quantitativos, de remoção de alinhamento predial, que o pessoal avançou a via, de escavação, de tudo, para tentarmos esse novo recurso com uma via larga, conforme com o que está sendo exigido”, conta. 

Posto de saúde do Rio Bonito: A prefeitura de Irati também está refazendo a cobertura do posto de saúde do bairro Rio Bonito. Essa obra é necessária porque a platibanda, construção de alvenaria que esconde o telhado, estava trazendo problemas. “Hoje em dia temos muita dificuldade com a cobertura em platibanda. Muitas obras que vieram com o projeto padrão, estão dando problema na cobertura. Há pouco tempo atrás foi trabalhado alguma coisa na cobertura do Rio Bonito, mas não foi suficiente. Nós vamos ter que fazer a retirada da platibanda e vamos ter que fazer um telhado exposto. Vamos fazer uma cobertura com estrutura metálica, com telhas metálicas, para nunca mais dar problema”, disse. A obra contará com uma ampliação na frente que ajudará a trazer uma cobertura para quem espera por atendimento.

Confira mais fotos do parque da Vila São João

Pistas de caminhada que foram construídas no parque da Vila São João. Foto: Paulo Sava

Foto: Paulo Sava

Quadras de vôlei e basquete serão construídas no parque. Foto: Paulo Sava

Foto: Paulo Sava