notícias

Região Centro-Sul começa o ano com saldo positivo de empregos formais

JARDIM DA PAZ

Dados divulgados pelo Caged mostram que os dez municípios da Amcespar, nove tiveram mais contratações do que demissões em janeiro deste ano. Imbituva gerou maior número de vagas e Irati teve saldo negativo/Karin Franco

Região teve saldo positivo de 320 vagas somando os dados nos dez municípios da região

A região Centro-Sul começou o ano com saldo positivo de empregos formais, com crescimento de 320 vagas. Ao todo, a região criou 1.478 vagas de trabalho com carteira assinada, mas teve 1.158 demissões. Os números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que divulgou os dados referentes a janeiro deste ano.

Na região, o município de Imbituva continuou tendo destaque com o maior saldo positivo de empregos. Foram 574 admissões com carteira assinada e 375 demissões, com saldo positivo de 199 empregos. Já Prudentópolis e Rebouças tiveram o mesmo saldo positivo, mas com números diferentes de empregos e demissões. Em Prudentópolis, foram 222 vagas de trabalho criadas e 190 demissões, com saldo positivo de 32 vagas. Em Rebouças, são 84 empregos criados e 52 demissões, com o sado positivo de 32 vagas. Irati foi o único município com saldo negativo na região. Foram 302 empregos formais criados, mas houve 328 demissões, gerando o saldo negativo de 26 empregos.

Nos outros municípios, o saldo foi positivo, mas a diferença entre os números de contratações e demissões não foi muito grande. Em Fernandes Pinheiro, foram 18 empregos criados e 11 demissões, gerando o saldo positivo de sete empregos. Já em Mallet, o saldo positivo foi de seis empregos, com 67 vagas criadas e 61 demissões. Outro município com saldo positivo foi Guamiranga, que teve 21 empregos criados e 11 demissões, fazendo um saldo positivo de apenas dez vagas. Rio Azul teve saldo positivo de 30 vagas, sendo 95 contratações e 65 demissões realizadas. Em Teixeira Soares, foram 50 empregos criados e 34 demissões, com o saldo positivo de 16 empregos. Já em Inácio Martins, foram 45 empregos gerados e 31 demissões, com saldo positivo de 14 empregos.


O Caged é uma plataforma do Governo Federal que mantem o registro permanente de admissões e dispensa de empregados, sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), ou seja, o sistema possui apenas o registro de empregos formais com carteira assinada. Os dados são utilizados pelo Programa de Seguro-Desemprego, para conferir os dados referentes aos vínculos trabalhistas, além de outros programas sociais.