Publicidade Topo

notícias

Padre rio-azulense morre vítima da Covid-19

Padre Silvano Surmacz, de 54 anos, faleceu na noite de hoje, 24, no hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul. Pai do pároco já havia falecido em virtude da Covid-19 na semana passada

Padre Silvano Surmacz. Foto: Diocese de União da Vitória

O padre rio-azulense, Silvano Surmacz, de 54 anos, faleceu na noite desta quarta-feira, 24, por complicações causadas pela Covid-19. Ele estava internado no hospital Angelina Caron, em Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, desde o dia 17 de março. Antes disso, o pároco já havia passado pelo hospital São Francisco de Assis, em Rio Azul, e Associação de Proteção à Maternidade e à Infância (APMI), em União da Vitória. 

Inicialmente, o padre não necessitou de intubação. Porém, no domingo, 21, o estado de saúde dele piorou e houve necessidade de utilização do equipamento de respiração. Na segunda-feira, 21, ele foi sedado e passou a se alimentar apenas por sonda. Já nos dias seguintes, o quadro clínico se agravou resultando em sua morte às 19h30 desta quarta-feira, 24. 

Quer receber notícias locais?

Segundo a Diocese de União da Vitória, o padre faleceu após várias tentativas de reanimação por parte dos médicos. “Confiamos ao Senhor da Vida o descanso eterno de sua alma, e aos familiares, nossos sinceros e profundos sentimentos de solidariedade”, diz um trecho da postagem na página da Diocese no Facebook. 

De acordo com familiares, o corpo do padre será sepultado nesta quinta-feira, 25, às 8 h, no Cemitério Municipal de Rio Azul. Silvano foi o primeiro padre ordenado na diocese por Dom Walter Michael Ebejer, primeiro bispo da Diocese, no dia 8 de dezembro de 1990. Ele estudou filosofia e teologia no Seminário Diocesano Rainha das Missões, em União da Vitória. Também fez mestrado em filosofia em Roma. O padre atuou nas cidades de Porto Vitória, Antônio Olinto, São Mateus do Sul e União da Vitória. 

O pai do padre Silvano, Theodoro Surmacz, de 90 anos, também faleceu em virtude do coronavírus na quinta-feira passada, 18, no hospital São Francisco de Assis, em Rio Azul. Ele estava internado desde o dia 5 de março e tinha comorbidades (outras doenças associadas). Theodoro atuou mais de 40 anos no setor público como professor, secretário Executivo da Câmara e funcionário do setor de Saúde de Rio Azul, entre outras atividades desempenhadas. 

De acordo com a secretária de Saúde de Rio Azul, Cristiana Maria Schuvaidak, o óbito do padre não será contabilizado nas estatísticas para o município, pois o endereço de residência do pároco era União da Vitória. Com isso, a morte será registrada para a 6ª Regional de Saúde de União da Vitória. Sendo assim, Rio Azul continua com quatro mortes em função da Covid-19 desde o início da pandemia. A cidade já registrou um total de 328 casos da doença, sendo que 42 permanecem ativos. 282 moradores infectados já se recuperaram da doença.