notícias

Incêndio atinge torre de telefonia em Prudentópolis

JARDIM DA PAZ

Incêndio foi registrado na rua Marechal Deodoro. Corpo de Bombeiros controlou as chamas

Incêndio foi controlado pelo Corpo de Bombeiros. Foto: Leandro Dudczak

Uma torre de telefonia foi atingida por incêndio na rua Marechal Deodoro, na área central de Prudentópolis, no início da noite de segunda-feira, 22. O Corpo de Bombeiros foi acionado e controlou as chamas. Não houve registro de feridos. As causas do incêndio serão apuradas. 

Já a Polícia Militar de Prudentópolis constatou que estava ocorrendo uma festa com aproximadamente 20 pessoas na madrugada de domingo, 21, por volta das 2h30, na Avenida São João, no centro da cidade. O proprietário da casa afirmou que era o responsável pela festa, que estava contrariando as medidas de prevenção ao coronavírus. Policiais verificaram que haviam garrafas de bebidas alcoólicas, entre elas cerveja e destilados. Quatro adolescentes foram encontrados no local, sendo um rapaz, de 15 anos, e três garotas, de 17 anos. Todos afirmaram que beberam. Por isso, eles realizaram o teste do etilômetro. Somente o resultado do teste de uma das jovens apontou consumo de álcool com 0,41 mg/l no organismo.  As pessoas presentes na residência foram encaminhadas para a Delegacia. O Conselho Tutelar acompanhou os procedimentos. 

Na tarde de domingo, 21, três pessoas entraram no Salto Barão do Rio Branco, na Linha Manduri. O espaço atualmente está proibido para visitação por conta da pandemia. A PM abordou uma mulher, de 26 anos, e dois homens, de 31 e 33 anos, que estavam nas escadarias do Salto ao lado da Usina Santa Clara. Segundo os policiais, o homem, de 31 anos, estava com uma bucha de maconha em sua mochila. O dono do entorpecente disse que é usuário de drogas. Os três envolvidos na ocorrência foram encaminhados para a sede da 4ª Cia para assinarem o Termo Circunstanciado.

Quer receber notícias locais?

Já na manhã desta segunda-feira, 22, policiais prenderam um homem, de 24 anos. Ele possuía um mandado de prisão em aberto pelo artigo 157 do Código Penal (roubo agravado). O rapaz foi conduzido para a carceragem da cadeia de Prudentópolis. 

Em outra ocorrência, a PM cumpriu um mandado de prisão domiciliar na rua Alzira de Abreu, no centro da cidade, na tarde de segunda-feira, 22. Por volta das 17h30, a equipe abordou um homem, de 31 anos, em um estabelecimento. O advogado dele foi até o local e solicitou apuração do processo no Fórum da Comarca, já que o mandado era por falta de pagamento de pensão alimentícia. Segundo o advogado, o homem apresentou todos os comprovantes de pagamento. A assessoria jurídica do Fórum informou que o mandado era de prisão domiciliar. Sendo assim, ele foi levado para casa, onde recebeu orientações sobre seus direitos e deveres. 

Foto: Maria Lino