notícias

Homens furtam dinheiro e espingarda de restaurante

JARDIM DA PAZ

Dois homens invadiram escritório do estabelecimento entrando pela porta da cozinha. Eles fugiram em um carro e não foram localizados

Foto: Rádio Najuá/Arquivo

Um furto foi registrado em um restaurante na BR-277, em Irati, na madrugada de sábado, 20. Segundo informações repassadas a Polícia Militar, dois homens invadiram o escritório do estabelecimento entrando pela porta da cozinha. Eles furtaram uma espingarda calibre 12 e uma quantia em dinheiro. 

Os autores do furto foram até o local em um veículo. Eles fugiram e não foram localizados. Em outra ocorrência em Irati, uma mulher relatou que foi agredida pelo marido. A vítima disse que estava na residência quando o esposo começou a xingá-la. Ele teria dito que a esposa estava com outro homem. Em seguida, a mulher foi atingida com um chute no tórax e um soco no rosto. O agressor e a vítima foram levados para a Delegacia. 

Em Rebouças, uma mulher que não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou Permissão Para Dirigir (PPD) estava conduzindo um veículo Celta. Ela foi abordada na rua Vitório Cruz, na Vila Facão, no sábado, 20. O carro também estava com débitos na documentação. Por isso, ele foi apreendido e encaminhado para a sede do 2º Pelotão da PM. Ainda em Rebouças, um homem entrou em contato com os policiais para comunicar o desaparecimento do seu irmão, que foi visto pela última vez na quinta-feira, 18, quando saiu da residência com um trator. Ele disse que ia até uma oficina em Rio Azul, onde pegaria seu veículo que estava no local e deixaria o trator. Porém, o homem não esteve na oficina e também não retornou para a casa. Familiares realizaram buscas, mas não encontraram o homem. 

Quer receber notícias locais?

Em Rio Azul, a PM prestou apoio aos fiscais da vigilância sanitária e da prefeitura na verificação de denúncias de descumprimentos dos decretos que estão em vigor com medidas de combate ao coronavírus. Quatro estabelecimentos foram notificados e autuados pela equipe de fiscalização por estarem funcionando fora do horário estabelecido e também pela não utilização de máscara. Duas situações de reunião familiar também foram constatadas. As pessoas presentes acataram as solicitações. Mais três estabelecimentos haviam sido denunciados, mas todos estavam fechados no momento da fiscalização. 

Em Teixeira Soares, um homem agrediu uma mulher e ainda ameaçou atear fogo na casa da filha da vítima. A ocorrência foi registrada na noite de sábado, 20, na localidade de Guaraúna. A vítima informou que foi abordada por seu ex-marido e a atual convivente dele, que estavam embriagados. Ambos xingaram a moradora. Um homem que estava junto com o casal atingiu chutes e socos na vítima, que sofreu hematomas na cabeça e nas pernas. Eles ainda ameaçaram atear fogo na residência da filha da vítima, que estava hospedada neste local. O casal e o homem que agrediu a moradora deixaram o local em um veículo Gol geração 3. Policiais realizaram buscas, mas não conseguiram encontrá-los. 

Em Imbituva, policiais militares e funcionários da Vigilância Sanitária constataram que sete pessoas estavam realizando uma confraternização na rua João Pupo, na noite de sábado, 20. O responsável pela casa foi notificado em função do decreto vigente que proíbe realização de festas para evitar a contaminação do coronavírus. 

Na localidade de Mato Branco de Baixo, três homens tentaram invadir uma residência. O dono do imóvel disse que ouviu um barulho no telhado por volta das 22h50 de sábado, 20. Ele acendeu a lâmpada e constatou que três homens estavam correndo. Em análise nas câmeras de segurança, o morador verificou que um carro parou em frente da residência. Três pessoas com os rostos cobertos desembarcaram do veículo e passaram a jogar pedras no telhado com a finalidade de descobrir se havia alguém no local. Após o homem acender a luz, os suspeitos fugiram. O morador não conseguiu identificar o veículo usado pelos autores da tentativa de furto. A PM realizou patrulhamentos, mas não conseguiu encontrá-los. 

Já na madrugada de domingo, 21, uma jovem, de 21 anos, foi agredida pelo cunhado com um pedaço de ripa. A vítima sofreu ferimentos na mão direita e recebeu atendimento no Pronto Atendimento de Imbituva. A jovem ainda relatou que seu pai, de 49 anos, também foi agredido. Ele sofreu hematomas no nariz. Policiais foram até a residência do agressor, mas ele não foi localizado. 

Em Ivaí, uma mulher teve o telefone clonado. Na noite de sábado, 20, ele recebeu uma ligação de uma pessoa que relatou que estava fazendo uma pesquisa sobre a Covid-19. Posteriormente, alguns conhecidos ligaram para a moradora informando que uma pessoa estava se passando por ela e pedindo dinheiro via WhatsApp. Um dos amigos da vítima pediu o número da conta para depósito. O golpista passou um número de chave pix. A moradora foi orientada para solicitar o bloqueio do número do celular. 

Em Ipiranga, policiais e funcionários da Vigilância Sanitária verificaram a denúncia que estava ocorrendo uma festa na localidade de Taió de Baixo. O dono da propriedade confirmou que foi realizada uma festa, mas as dez pessoas convidadas já haviam saído do local. Quando retornavam para a cidade, os policiais receberam outra denúncia de aglomeração de pessoas em dois estabelecimentos comerciais. Foi constatado que os clientes estavam deixando o local e que não havia som ligado. Já em Guamiranga, oito pessoas estavam consumindo bebidas alcoólicas em uma casa nas margens da BR-373. A PM esteve no local no início da madrugada de domingo, 21. Segundo os policiais, ninguém estava usando máscara. Entretanto, eles estavam aglomerados e compartilhando um narguilé. Uma adolescente, de 16 anos, estava dormindo em um dos cômodos da residência. Ela foi entregue aos cuidados do Conselho Tutelar. Já o responsável pelo imóvel, de 27 anos, assinou o Termo Circunstanciado.