Publicidade Topo

notícias

Estabelecimento é fechado por descumprir decreto em Irati

No local, que foi interditado, havia três pessoas consumindo bebidas alcoólicas sem o uso de máscaras e em horário não permitido

Foto: Divulgação PM

Um estabelecimento comercial de Irati foi fechado na noite de sexta-feira, 12, por descumprir os decretos municipal e estadual que estabelecem o toque de recolher entre 20h e 05 horas do dia seguinte. Por volta das 21 h, a Polícia Militar (PM), a Guarda Municipal (GM) e equipes de fiscalização e da Vigilância Sanitária da Prefeitura estiveram no local, na Rua Camacuã, no bairro Rio Bonito, e verificaram que a porta estava aberta. Pela janela, foi possível constatar que havia três pessoas sem máscara consumindo bebidas alcoólicas no estabelecimento, que não possui alvará para funcionamento. A proprietária dispensou os clientes e fechou o local, que foi interditado. Ela foi levada para a sede da 8ª Cia, onde assinou o Termo Circunstanciado.

Pouco depois, por volta das 22 h, as equipes se deslocaram até um estabelecimento comercial na Rua Edgar Távora, no bairro Canisianas. De acordo com denúncia anônima havia aglomeração de pessoas no local. Policiais constataram que o comércio estava fechado. Porém, quatro homens estavam ingerindo bebida alcoólica sem utilizar máscara no local. Na calçada, foram encontradas várias latas e garrafas de cerveja. A Guarda Municipal atendeu à ocorrência. Os envolvidos também assinaram o Termo Circunstanciado. 

Em outra ocorrência, um motorista foi flagrado realizando manobras bruscas do tipo arrancada com um automóvel Fiat Palio no estacionamento do Parque Aquático, próximo à sede da 8ª Cia, gerando risco de dano a alguns veículos que estavam estacionados no local. Em seguida, ele fugiu pela Rua Adão Panka, colocando em perigo os pedestres que passavam pelo local. Policiais realizaram acompanhamento e abordaram o veículo na Rua Moisés de Oliveira. Durante abordagem foi constatado que o motorista apresentava sinais de embriaguez. Ele confirmou que havia ingerido bebida alcoólica e foi conduzido à sede da 8ª Cia, onde fez o teste do bafômetro, que apontou 0,72 mg de álcool no organismo. O homem foi detido e conduzido para a Delegacia. 

Foto: Divulgação PM

Quer receber notícias locais?

A PM também atendeu a um caso de violência doméstica e outro de lesão corporal. Na tarde de ontem, uma mulher de 32 anos foi agredida pelo marido. Ela disse que já foi agredida outras vezes. Os policiais foram até outra residência, onde estava o agressor, de 29 anos. Ele relatou que discutiu com a esposa, mas alegou que foi ela que lhe agrediu. Os dois sofreram ferimentos e foram encaminhados para a Delegacia. Mais tarde, na Rua 19 de Dezembro, policiais foram informados que um homem havia sido agredido por um rapaz. O autor foi localizado e encaminhado para a Delegacia. A vítima se negou a receber atendimento do Corpo de Bombeiros e foi até a Delegacia, mas não quis representar contra o agressor.

Em outra situação, durante patrulhamento na Avenida Getúlio Vargas, policiais avistaram um automóvel Fiat Palio no canteiro central da via. Uma mulher se identificou como proprietária e condutora do veículo. Em consulta ao sistema da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SESP) foi constatado que ela não possui Carteira Nacional de Habilitação (CNH).  Pouco depois, em outra ocorrência, uma mulher compareceu à sede da 8ª Cia dizendo que, sem motivo aparente, foi xingada e ameaçada pelo vizinho enquanto fechava uma janela. O homem teria dito que “ela não sabia com quem estava mexendo”. A moradora foi orientada a comparecer à Delegacia para representar contra o autor.