Publicidade Topo

notícias

Câmara de Irati autoriza município a participar de consórcio para aquisição de vacinas

Frente Nacional dos Prefeitos encabeça movimento para adquirir vacinas caso o governo federal não consiga atender a demanda de estados e municípios

Projeto que autoriza município a participar de consórcio para aquisição de vacinas da Covid-19 foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal. Foto: Assessoria da Câmara

A pedido do Executivo, os vereadores aprovaram em regime de urgência o projeto de lei que autoriza o município de Irati a participar do consórcio público a ser instituído pela Frente Nacional dos Prefeitos para aquisição de vacinas para o enfrentamento à pandemia da Covid-19. O projeto foi aprovado por unanimidade em única votação na sessão de terça-feira, 16. A matéria também tem o objetivo de garantir a aquisição de medicamentos, equipamentos e outros insumos aos municípios. 

Durante a discussão do projeto, o vereador José Ronaldo Ferreira (Ronaldão) (PSDB) solicitou aos representantes do município para cobrar o repasse de vacinas das instâncias superiores. “É essencial que os prefeitos possam fazer a aquisição das vacinas através do Consórcio. Como representantes do Poder Público, os prefeitos têm força para buscar junto ao governo do estado, deputados federais e estaduais e senadores apoio, os quais precisam ter misericórdia pela população neste momento. Precisamos direcionar todas as nossas forças contra a Covid, e se for o caso, colocar os aviões da força aérea e o Exército Brasileiro para trabalhar junto, trazendo remédios, disponibilizando UTIs móveis e hospitais de campanha. A vida não tem preço”, afirmou Ronaldão.

O vereador Nego Jacumasso (PSD), que teve coronavírus e chegou a ficar internado na Santa Casa de Irati por alguns dias em virtude da doença, também destacou a importância do município participar do consórcio para aquisição das vacinas. “Hoje o que importa é a vida. Precisamos urgentemente das vacinas”, afirmou Jacumasso.  

O vereador Alcides Cezar Pinto (PSD) disse que os legisladores estão cumprindo seu papel de aprovar o projeto e auxiliar o Executivo nos trâmites burocráticos para participar do consórcio. “Estamos vivendo um colapso na saúde e é muito importante que a prefeitura participe deste consórcio. Não temos mais leitos em Irati, precisamos das vacinas com urgência. Enquanto vereadores estamos cumprindo com o nosso dever e ajudando o Executivo a agilizar esse processo”, enfatizou o vereador, que também parabenizou os profissionais de saúde, que têm passado muito tempo nos hospitais atendendo pacientes diagnosticados com coronavírus.

Quer receber notícias locais?

Já o Presidente da Câmara, Helio de Mello (PV), disse que o poder público está tomando as medidas necessárias para atender a demanda do setor de saúde, que aumentou com a pandemia. Ele também lamentou o fato de muitas pessoas desrespeitarem as medidas de combate ao coronavírus após um ano de pandemia.. "O Executivo tem até o dia 19 de março para enviar a autorização desta Casa para que Irati possa participar do Consórcio nesta primeira etapa e ter a possibilidade de aquisição da tão esperada vacina. O Poder Público, em todas as suas esferas, tem buscado encontrar uma receita para amenizar esta situação caótica na saúde. Faz um ano que estamos enfrentando essa doença tentando nos adequar e, mesmo assim, ainda existem pessoas que não se deram conta da gravidade da situação. A falta de responsabilidade de alguns cidadãos, que ainda estão desrespeitando o momento realizando festas clandestinas e encontros, é assustadora”, lamentou Helio.