Publicidade Topo

notícias

Voluntários visam melhorar condições de acessibilidade da cachoeira do Pinho

Grupo colocou placas de sinalização, além de realizar a limpeza de trilha e construir degraus e corrimão com cordas

Objetivo dos voluntários é reconstruir as pontes para fazer a travessia na cachoeira. Foto: Divulgação

Com o objetivo de melhorar as condições de acessibilidade da cachoeira do Pinho de Baixo, um grupo de voluntários iniciou uma ação social no ponto turístico, que é visitado por moradores de Irati e toda a região. No domingo, 21, um grupo formado por 15 pessoas colocou placas de sinalização e realizou a limpeza de alguns pontos da trilha, que acumulava lixo em alguns locais. Além disso, eles construíram degraus nas descidas íngremes e colocaram corrimão com cordas. 

O técnico florestal e biólogo da Floresta Nacional de Irati (Flona), Ademar Luis Brandalise, que faz parte do grupo de voluntários, enaltece que a iniciativa não tem ligação com entidades sociais ou cunho político. As pessoas que integram a ação são moradores da própria comunidade e área urbana da cidade, que tem a finalidade de realizar a manutenção de trilhas, pontes e a sinalização do local. “A cachoeira do Pinho é um ponto turístico da nossa região, sendo uma área de grande beleza natural, é muito visitada por pessoas de Irati e região, mesmo sem uma estrutura adequada de acesso. No local, há alguns anos, funcionava uma usina hidrelétrica, administrada pela Companhia de Energia Elétrica. O terreno ainda pertence ao governo federal. A ideia da ação proposta por este grupo de voluntários é de deixar o local com condições mínimas de uso, com melhor acessibilidade e informações através de placas de sinalização”, ressalta Ademar.

O planejamento das atividades teve início no dia 10 de janeiro quando alguns integrantes do grupo visitaram o espaço. As melhorias foram possíveis graças às doações da comunidade e de empresas e do apoio da prefeitura de Irati. Dando continuidade aos trabalhos, o grupo realizou um mutirão para produção de 13 placas de madeira para a sinalização indicativa e de sensibilização no dia 23 de janeiro.

O grupo planeja construir duas pontes com pranchões para melhor a acessibilidade. Uma ponte que existia no local foi levada pela correnteza durante as chuvas registradas em janeiro. Já a outra ponte necessita de reparos, pois foi feita de forma improvisada e está precária, oferecendo risco aos visitantes. 

“Na avaliação no final do domingo da ação, foi observado pelo grupo que os frequentadores da cachoeira gostaram da novidade. Não houve nenhum vandalismo no local e não observamos lixo. Acreditamos que o pessoal foi sensibilizado em trazer de volta o lixo que resultou na sua visita. Esta atitude é a mais correta, pois ainda não temos um sistema de acondicionamento e coleta de lixo no local da cachoeira. O grupo agradece a todas as pessoas, empresas e instituições que ajudaram a concretizar esta primeira etapa. Essa união melhorou o local e beneficiou a todos, inclusive fortaleceu a comunidade do Pinho que tem a intenção de desenvolver o turismo rural”, enaltece Ademar.

Quer receber notícias locais?

Confira mais fotos da limpeza realizada no dia 21 de fevereiro