Publicidade Topo

notícias

Novo decreto autoriza realização de eventos com até 100 pessoas em Irati

Documento autoriza a realização de reuniões, casamentos, aniversários, bodas e formaturas como um número máximo de 100 pessoas, não contabilizados menores de 12 anos/Rodrigo Zub e Paulo Henrique Sava

Novo decreto autoriza realização de eventos como reuniões, aniversários, casamentos, bodas e formaturas com número máximo de até 100 pessoas, não contabilizados os menores de 12 anos. Foto: SECOM
A prefeitura de Irati publicou um novo decreto na última quinta-feira, 11, autorizando a realização a realização de reuniões, casamentos, aniversários, bodas e formaturas como um número máximo de 100 pessoas, não contabilizados menores de 12 anos. Poderão realizar eventos apenas as empresas legalmente constituídas e que estejam em situação regular com o município. Os organizadores deverão registrar uma lista de presença contendo o nome completo e telefone de todos os participantes para ser usado se necessário pelo serviço de vigilância sanitária. 

A empresa deverá seguir todas as normas de prevenção ao contágio do coronavírus, observando o limite de 40% da capacidade de público, conforme alvará do Corpo de Bombeiros, conforme explicou o coordenador do Centro de Operações Especiais e Fiscalização (COEF), Agostinho Basso, em vídeo publicado pela SECOM na manhã de ontem. “Não é porque está liberado 100 pessoas que, num salão pequeno, vai colocar 100 pessoas lá dentro, mas sim 40% da sua capacidade. Por outro lado, um salão com 3 ou 4 mil m² não pode colocar 40% da capacidade, mas no máximo 100 pessoas, que é o limite máximo, mas os salões pequenos colocarão a capacidade de 40%”, explicou. Durante o evento é proibida a realização de qualquer atividade que gere aglomerações, como danças, cortes de gravata, sapato da noiva e coreografias. “Está liberada a confraternização, o casamento principalmente, as formaturas, porque não tem como proibir mais. Tem casais que já transferiram três ou quatro vezes as datas dos casamentos, e a mesma coisa ocorreu com as formaturas”, pontuou. 

O decreto permite a realização de encontros familiares com número máximo de 15 pessoas, devendo ser respeitadas as medidas de combate ao coronavírus. Também está autorizada a prática de modalidades esportivas em quadras públicas e privadas, incluindo escolinhas de futebol. Entretanto, a realização de campeonatos continua proibida. “Não estão liberados campeonatos e disputas com vários times. Estão liberados treinos, como vôlei e basquete, as pessoas que têm o costume de praticar esportes podem fazê-los. O que não está liberado são os campeonatos e tudo o mais”, comentou.

Quer receber notícias locais?

O transporte coletivo continua limitado a 70% de sua capacidade, porém a prefeitura autorizou a utilização do passe livre para idosos e pessoas com necessidades especiais durante todo o dia.  Irati também irá adotar o toque de recolher a partir da meia-noite até as 05 horas, de acordo com o decreto publicado nesta semana pelo Governo do Estado. Já o comércio poderá funcionar de segunda a domingo, incluindo feriados, das 05 às 23 horas. Serviços nas modalidades de delivery e drive-thru devem seguir o mesmo horário. 

Estudo - Agostinho esclarece que, para a elaboração deste decreto, foi feito um estudo da média móvel de casos e de óbitos por Covid-19 em Irati nos últimos três meses. O trabalho levou à conclusão de que o maior número de casos foi registrado em novembro do ano passado, com 1505 casos novos, com uma média de 50 casos por dia. No mesmo mês, ocorreram seis óbitos. Em dezembro, foram registrados mais 525 novos casos, com uma média de 18 casos por dia, com sete óbitos. No período de janeiro até o dia 06 de fevereiro, 494 pacientes foram diagnosticados com a doença, uma média de 13 registros por dia, com nove óbitos. 

“Chegamos à conclusão, através dos números, que aquela projeção de que teríamos um grande aumento no final de janeiro e início de fevereiro, tendo em vista as festas de comemorações de Natal e fim de ano, as férias e tudo o mais, não se concretizou. Graças a Deus nós vimos que não aconteceu aquele “boom” no número de casos e isto fez com que o COEF, juntamente com o prefeito municipal, publicasse um novo decreto com algumas alterações que se faziam necessárias”, afirmou. 

Vacinação - Conforme o coordenador do COEF, quase todos os trabalhadores da saúde de Irati já foram vacinados contra a Covid-19, o que possibilitou o início da vacinação dos idosos. “Estamos caminhando bem. Se tudo continuar desta forma, o Paraná pensa que deve vacinar os trabalhadores e profissionais da saúde e também os idosos neste 1º semestre. Não tem vacina para todo mundo, não tem como chegarmos em um curto espaço de tempo a todos. É preciso que cada um de nós coloquemos o que temos à disposição, mas também que nos cuidemos. Não tenho dúvida nenhuma de que a máscara, o distanciamento e o uso do álcool gel irão nos acompanhar durante todo o ano de 2021, avançando para 2022. Se cada um de nós fizer a sua parte, teremos cada vez menos pessoas contaminadas, doentes e casos graves. Tomara que não tenhamos mais óbitos no nosso município”, finalizou.