Publicidade Topo

notícias

Irati registra 34ª morte por complicações da Covid-19

Já a cidade vizinha de Prudentópolis confirmou o 18º óbito no domingo, 14. Confira o número de casos confirmados e recuperados nos dois municípios

Imagem de leito do hospital Universitário Regional dos Campos Gerais, em Ponta Grossa, que é referência no atendimento de pacientes com Covid-19. Foto: AEN

A cidade de Irati registrou a 34ª morte por complicações causadas pelo novo coronavírus nesta segunda-feira, 15. Segundo informações do Departamento de Vigilância Epidemiológica, o homem, de 57 anos, tinha comorbidades e estava internado em um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde o dia 20 de janeiro. No sábado, 13, o município havia confirmado o 33º óbito em razão da Covid-19. A vítima foi a professora Maria Rita Kaminski Ledesma, de 60 anos, que estava internada em um leito de UTI da Santa Casa de Irati desde 25 de janeiro. Ela também tinha comorbidades, conforme a secretaria de Saúde. 

Maria Rita havia atuado mais de 30 anos na Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (Unicentro). No Campus Irati, a professora foi docente do Departamento de Pedagogia, Diretora e Vice-Diretora do Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes (SEHLA/I), Vice-Diretora-Geral e Diretora-Geral interina do Campus, Coordenadora da Universidade Aberta para a Terceira Idade (UATI), além de atuar em diversos setores administrativos e pedagógicos. Ela também participou ativamente dos conselhos superiores da universidade. “A Direção do Campus Irati e a Reitoria prestam os mais sinceros sentimentos aos familiares e amigos”, diz um trecho da nota publicada pelo Campus Irati da Unicentro sobre a morte de Maria Rita.

Com dois novos casos de coronavírus confirmados nesta segunda-feira, 15, Irati atingiu o total de 3.124 moradores infectados desde o início da pandemia. 3.043 pessoas já se recuperaram da doença. Quarenta e seis iratienses contaminados estão em isolamento domiciliar e são casos ativos. Uma pessoa está internada em leito de UTI. 61 moradores aguardam resultado dos testes. Nesta segunda-feira, 15, quatro pacientes estavam internados na enfermaria Covid-19 da Santa Casa de Irati. Com isso, a taxa de ocupação é de 100%. Já a ocupação da UTI de coronavírus é de 25% com uma pessoa hospitalizada. 

“Mesmo com a chegada da vacina para alguns grupos prioritários, nossa equipe pede para que a população continue se cuidando. A pandemia não acabou. Use máscara, lave as mãos, use álcool gel, mantenha o distanciamento e evite aglomerações. A Santa Casa de Irati agradece”, solicita a direção do hospital.

Quer receber notícias locais?

Número de casos em Prudentópolis: Já em Prudentópolis, a 18ª morte por Covid-19 foi registrada no domingo, 14. O paciente, de 76 anos, estava internado em um leito de UTI. Nesta segunda-feira, 15, a cidade não registrou novos casos da doença. Com isso, o município prossegue com o total de 1000 casos confirmados em 11 meses de pandemia. Essa marca foi atingida no domingo, 14, quando seis pessoas testaram positivo. Todos tiveram sintomas leves e estão em isolamento domiciliar. Os pacientes infectados foram três homens, de 22, 35 e 64 anos, um adolescente, de 11 anos, e duas mulheres, de 18 e 20 anos. Cinco casos foram confirmados por meio de exame RT-PCR e um em teste rápido. 

Hoje mais cinco pessoas concluíram o período de quarentena, totalizando 941 moradores recuperados da infecção. Quarenta e três prudentopolitanos estão sendo investigados e aguardam resultado do exame RT-PCR enviado para análise do Laboratório Central do Estado do Paraná (Lacen/PR). 336 munícipes estão em monitoramento e sete internados, sendo cinco em UTI e dois em enfermarias. 

“Alertamos a população sobre a importância dos cuidados já amplamente divulgados de não realizar aglomerações, utilizar máscaras e álcool gel, não compartilhar objetos, que são necessários para o combate ao vírus. Reforçamos a orientação para que os casos suspeitos e confirmados respeitem o isolamento domiciliar, bem como seus contatos”, solicita o secretário de Saúde de Prudentópolis, Marcelo Hohl Mazurechen.