Publicidade Topo

notícias

Escola Circles de Irati oferece cursos de idiomas e aulas de reforço escolar

A escola já está atendendo na modalidade presencial, mas com restrições e seguindo todas as normas a fim de evitar o contágio por coronavírus/Lenon Diego Gauron, com reportagem de Paulo Sava

Escola oferece aulas de reforço escolar e cursos de idiomas. Foto: Carolina Filipaki de Carvalho 
A Escola Circles Learning Center oferece cursos de idiomas e aulas de reforços escolar em Irati. As atividades estão ocorrendo de maneira presencial respeitando as medidas de combate ao coronavírus. “Agora a legislação já permite que os alunos maiores de 12 anos já tenham aulas presenciais, então com os adultos, a gente está conseguindo manter o distanciamento e continuamos as aulas e tivemos mais procura durante a pandemia até porque continuamos com as aulas ao vivo”, afirmou a proprietária e professora da Escola Circles, Carolina Filipaki de Carvalho, durante entrevista à Najuá. 

Além do inglês, a escola oferece idiomas como espanhol, francês, italiano, libras, polonês e também aulas de reforço escolar.  Aprender um novo idioma pode abrir portas na vida profissional e pessoal, como vagas de emprego, relacionamentos e acesso a outras culturas, segundo Carolina. “As pessoas têm muito a ideia de que o inglês está atrelado aos Estados Unidos e à Inglaterra. E a gente mostra ao nosso aluno que, ao saber inglês, ele também pode se expressar ao mundo e isso é importantíssimo para ter acesso ao conhecimento do mundo e ir mais longe”, avalia a professora. 

De acordo com Carolina, saber um idioma não significa necessariamente dominar completamente a língua estrangeira. Ela usa como exemplo o inglês, que já está presente em nosso dia a dia, e que muitas vezes nem notamos. “As pessoas têm muito a ideia de saber o idioma é só quando você domina 100% a conversação ou não tem dificuldade nenhuma, mas é muito difícil a gente chegar nesse patamar. Acho que todo mundo que fala uma língua estrangeira, em algum momento, tem alguma dificuldade. Eu vejo pelos meus alunos. Alguns já fizeram curso de inglês e dizem que não sabem nada. Aí a gente faz um teste para ver o nivelamento, para ver em que faixa ele poderia se encaixar, e descobrimos que ele sabe sim. É impossível vivermos em um mundo hoje sem saber inglês. Um pouquinho a gente sempre sabe para acessar tecnologias”, relata.

Quer receber notícias locais?

A professora observa que os jovens atualmente já estão inseridos no aprendizado de inglês sem perceber, pois eles costumam estar em contato com tecnologias e jogos que muitas vezes usam termos estrangeiros no enredo. “O pessoal que joga [jogos eletrônicos], os jovens que estão na internet o tempo todo, eles dominam um vocabulário de gamer [jogadores de videogame] que até a teacher [professora] não sabe. E isso demonstra para a gente o quanto ainda tem oportunidades”, destaca. 

Carolina lembra que teve o seu primeiro contato com um idioma estrangeiro enquanto ainda era jovem e que logo descobriu a vocação para ensinar e nunca mais parou. “Eu fui uma pessoa de muita sorte. Eu ganhei uma bolsa de estudos quando eu tinha 15 anos, onde eu passei um ano estudando nos Estados Unidos e, desde então, eu comecei a dar aulas de inglês”. Ela conta que a ideia de abrir uma escola de idiomas veio após a sua segunda formação acadêmica. "Eu sou jornalista também, e senti a necessidade de uma formação na língua inglesa. Eu fui buscar uma faculdade de letras depois que eu já estava atuando e tudo foi se complementando, até que a gente chegou na escola Circles em Irati”, lembra.

A professora diz que a formação em jornalismo é um diferencial na hora de buscar materiais e oportunidades de aprendizado para os alunos, pois consegue filtrar o que pode ser mais relevante para eles. “Eu acho que o jornalismo está presente na minha vida como professora de inglês, porque você passa a valorizar um conteúdo que vem do mundo. Quando a gente busca material para as aulas com essa visão de jornalista, a gente consegue trazer um conteúdo diferenciado, com visão cultural e informativo”, avalia. 

De acordo com Carolina, a pandemia trouxe experiências positivas para o método de ensino da escola Circles que também precisou se adaptar com aulas online. “Essa pandemia foi uma situação que pegou o mundo inteiro de surpresa e todo mundo precisou se adaptar. Mas todo nosso material está em um aplicativo que usamos na aula presencial e na aula virtual. Ele projeta o livro, tem todos os áudios, vídeos, jogos e traz tudo isso para a plataforma virtual. Por meio da plataforma Zoom adaptamos as nossas aulas, elas continuaram sendo ao vivo. No mesmo horário em que o aluno vinha para a escola, ele passou a ter aulas na casa dele. Nós conseguimos manter esse clima cultural, de brincadeira e aprendizagem realmente significativa, até mesmo no ambiente virtual. Nós conseguimos passar por esse momento de uma maneira muito leve”, comemora a professora.

Interessados em conhecer o método de ensino da escola Circles podem comparecer na Rua Dr. Correia, 302, Centro; ou entrar em contato pelos telefones: (42) 3422-3818; WhatsApp:(42) 9-9824-3600.

Escola Circles fica na rua Doutor Correia, em Irati. Foto: Carolina Filipaki de Carvalho

Aulas estão sendo realizadas de forma presencial respeitando as medidas sanitárias de combate ao coronavírus. Foto: Carolina Filipaki de Carvalho

Foto: Carolina Filipaki de Carvalho