notícias

Prefeito e vereadores eleitos de Rio Azul são empossados

Leandro Jasinski (PSD) é o prefeito mais jovem da história do município, com 32 anos. Ele afirmou que reduzirá o número de secretarias e que vai enxugar a máquina pública/Paulo Henrique Sava

Leandro Jasinski foi eleito prefeito de Rio Azul. Foto Ciro Ivatiuk/Jornal Hoje Centro Sul

O prefeito Leandro Jasinski (PSD) e os vereadores eleitos de Rio Azul tomaram posse dos cargos em cerimônia realizada na noite desta quinta-feira, 31, na Câmara Municipal. Com 32 anos de idade, ele se tornou o prefeito mais jovem da história do município. Em entrevista à Najuá, o prefeito adiantou que reduzirá duas secretarias no município, como forma de economizar recursos e enxugar a máquina pública. A pasta de Indústria e Comércio passará a funcionar como departamento, assim como a Secretaria de Planejamento.

“A ideia inicial é de começar economizando com ao menos duas secretarias porque ainda não temos a real situação do sistema financeiro. Sabemos que, com esta pandemia e tudo o que ela ocasionou na cidade, no comércio, no estado e no país inteiro, a arrecadação no município não será diferente e com certeza terá uma queda. Temos que estar preparados, eu procuro evitar gastos excessivos, cortando qualquer tipo de desperdício. Iniciarei com pouquíssimos cargos em comissão e pretendo diminuir ao menos duas secretarias. Temos que dar um passo onde a perna alcança, pois se quisermos dar o passo maior que a perna, pode dar problemas. Assim é na vida empresarial, pessoal e não é diferente na administração pública”.

O prefeito também anunciou alguns nomes que irão compor o seu secretariado. Para a secretaria de Saúde, o nome escolhido foi o de Cristiana Maria Schvaidak, que atuou durante alguns anos como chefe de enfermagem da Santa Casa e como professora do Senac, além de ter trabalhado na 4ª Regional de Saúde. 

O secretário de Agricultura será Airton Rigo Moreto, presidente do Sindicato Rural de Rio Azul. Adriana Plodoski Rymsza, funcionária de carreira do município, será a secretária de Educação. Já o secretário de finanças será Irineu Gapinski, contador, que já atuou no cargo em outros mandatos. O vice-prefeito Jair Boni acumulará a função de secretário de Obras e Infraestrutura Urbana. O chefe de gabinete será Zeco Zem, funcionário de carreira do município. Já a Secretaria de Cultura ficará sob responsabilidade do radialista Fábio Souza. A secretária de Promoção Social será Ghessi Bucco. 

Quer receber notícias locais?

Leandro destacou algumas ações que serão realizadas na área da saúde, especialmente no combate à Covid-19. O fechamento da Unidade Sentinela, que funciona em frente ao Hospital São Francisco de Assis, que estava previsto para acontecer na quarta-feira, 3, não vai acontecer.

“Este atendimento não pode parar, aqui muitas pessoas estão ainda aguardando os resultados dos exames, por isto temos que ter total cuidado e sempre estamos orientando a população para seguir usando máscaras, álcool gel, distanciamento social e evitar aglomerações. Este será um desafio muito grande porque estamos iniciando um mandato no meio desta pandemia e não se sabe ao certo quando isto vai terminar. Torcemos muito que a vacina funcione e que venha o quanto antes para dar uma tranquilidade para a população, mas ainda tudo é incerteza. Temos um desafio grande de realizar todas as ações possíveis na área da saúde para evitar que o número de casos aumente e proteger a nossa população”, pontuou. 

Na educação, o município irá implantar o programa Educação Cidadã, que envolverá a distribuição de kits de material escolar e uniformes, além da continuidade do pagamento do subsídio para os estudantes universitários que viajam para Irati e União da Vitória.

“Hoje o ônibus custa caro para quem está trabalhando, pagando e estudando. O município pode sim contribuir com estes jovens. Temos também muitas novidades que a secretária de educação está preparando para desenvolvermos junto com as nossas crianças e os nossos jovens”, pontuou.

Já para os agricultores, Leandro garantiu que os produtores, especialmente de tabaco, que alimenta cerca de duas mil e quinhentas famílias, contarão com apoio do Executivo.

“Prometi já na campanha que irei defendê-los, porque, durante muito tempo, estas pessoas ficaram sem ter a quem recorrer, aquele sentimento de desamparo. Cabe sim ao chefe do Executivo dar um apoio a estes produtores, porque é o que gera a maior parte da nossa economia”, afirmou.

Outra preocupação do prefeito está relacionada à geração de empregos no município. Jasinski afirma que já convidou diversas indústrias para se instalarem em Rio Azul, em uma área que já foi adquirida pelo município, localizado às margens da rodovia BR 153 e necessita de estruturação.

“O que falta é o município estruturar, construindo um barracão industrial, que podemos conseguir com emenda de algum deputado ou com recursos próprios do município mesmo, mas cedendo para várias empresas que poderão se instalar e gerar emprego. Isto vai ser uma satisfação muito grande, e vai resolver muitos problemas, gerando empregos especialmente para os nossos jovens, o que é uma preocupação muito grande”, pontuou.

Durante a cerimônia de posse, foi realizada a eleição da mesa diretora da Câmara, que terá Sérgio Mazur como presidente. Ele já comandou a casa no biênio 2013-2014 e está na sua 3ª legislatura como vereador. O parlamentar tem 52 anos e nasceu em Rio Azul. É comerciante (proprietário de supermercado) e tem Ensino Médio incompleto. Ele já foi secretário de Esportes em uma gestão anterior da prefeitura.Em seu discurso de posse, ele fez diversos agradecimentos e ressaltou que tentará fazer um trabalho com transparência, com o qual possa representar todos os parlamentares.

“Quero deixar bem claro aos senhores vereadores, à nossa mesa diretora eleita e aos demais companheiros, que vou tentar, nestes dois anos, fazer um trabalho transparente, em que eu possa estar representando todos os colegas desta casa da melhor maneira possível para que nós possamos, juntos com o Executivo, fazer um trabalho honesto em prol do povo de Rio Azul”, frisou.

A vice-presidente será Jussara Martins (PSD), eleita para o 1º mandato. O primeiro-secretário será Mariano Vicente Tyski (Marinho) (PSD), também eleito pela 1ª vez. O segundo-secretário será Sebastião Soares (PSB), em seu 1º mandato. 

Os outros vereadores que vão compor essa legislatura são Edson Paulo Klemba (Tchetcho) (PSL), que foi reeleito para o 3º mandato consecutivo (2013-2016, 2017-2020 e 2021-2024), Rita Boni (PSB), que foi  eleita pela primeira vez e é esposa do vice-prefeito eleito, Jair Boni (PSB), que foi vereador por três legislaturas consecutivas; Felipe Cheremeta (Xera) (PSL), eleito pela primeira vez; Zerico Verdureiro (PSL) e Cesar Geleia (PROS), ambos reeleitos para o 2º mandato consecutivo.