notícias

Mulher é encontrada morta em tanque em Inácio Martins

Foto: PM/Divulgação

Uma mulher foi encontrada morta em um tanque em Inácio Martins na terça-feira, 12. O pai da vítima disse que a filha estava desaparecida há alguns dias. Policiais militares e o escrivão da Polícia Civil estiveram na propriedade onde a mulher foi localizada.

O corpo de Luiza Hezel Rodrigues, de 34 anos, foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Guarapuava, antes de ser liberado para a família. Segundo amigos e familiares, a mulher apresentava problemas psicológicos e já tinha se deslocado até o tanque algumas vezes, talvez com a intenção de tirar a própria vida.

Em Irati, um homem morreu após um acidente de trabalho. A ocorrência foi atendida pela Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros em uma empresa na Avenida José Galicioli, nas margens da BR-153, na tarde de ontem, 12.

No relatório do Corpo de Bombeiros consta que o óbito de Arildo Ribeiro, de 48 anos, foi causado por soterramento. Funcionários do estabelecimento e bombeiros passaram a realizaram buscas para tentar localizá-lo depois que constataram sua ausência na empresa. Uma perícia foi realizada no local para identificar as causas do acidente de trabalho. O caso foi repassado para investigação da Polícia Civil.

Quer receber notícias locais?

Ainda em Irati, uma Kombi foi furtada em frente de um estabelecimento comercial na Avenida Noé Rebesco. Policiais realizaram buscas, mas não encontraram o veículo até a conclusão desta reportagem.

Já na madrugada de hoje, 13, uma mulher danificou a porta do carro do seu ex-marido com chutes. A ocorrência foi registrada na rua Camacuã. O veículo estava estacionado em frente de um estabelecimento comercial. O proprietário do automóvel foi orientado sobre os procedimentos a serem adotados.

Em Teixeira Soares, um homem ameaçou agredir a esposa com uma faca. De acordo com a vítima, a situação foi registrada após ela se negar a manter relações sexuais com o marido. Inicialmente, um morador acionado a Polícia Militar relatando que sua vizinha teria sido agredida pelo amásio e que estaria sendo conduzida para o hospital Municipal, pois havia sofrido uma convulsão. Policiais foram até o local e conversaram com o homem, que negou a autoria da agressão. O morador disse que a esposa sofreu a convulsão após uma discussão entre o casal, que foi motivada pelo fato da mulher não querer que o marido ingerisse bebidas alcoólicas. O homem foi detido e conduzido até a Delegacia.