notícias

Materiais de construção são furtados de escola

Uma janela do estabelecimento de ensino foi arrombada. Os invasores ainda furtaram objetos de uso da escola

Foto: Rádio Najuá/Arquivo

Materiais de construção foram furtados de uma escola na localidade de Rio Claro, no interior de Inácio Martins. Uma janela do estabelecimento de ensino foi arrombada. Os invasores ainda furtaram objetos de uso da escola. 

O funcionário da escola que acionou a Polícia Militar disse que esteve pela última vez no estabelecimento na sexta-feira passada, 15, e constatou o furto somente na manhã de segunda-feira, 18.

Em Irati, uma TV de 28 polegadas foi furtada de uma residência. A mulher que entrou em contato com a PM disse que seu neto havia arrombado a casa que fica nos fundos do seu imóvel na Vila Nova. A residência foi alugada por uma mulher, que está viajando. Policiais constataram que a porta da frente estava arrombada e o interior da casa foi revirado. A PM realizou buscas, mas não encontrou o autor do furto da TV.

Em outra ocorrência em Irati, uma mulher registrou o desaparecimento de sua mãe. A moradora da rua Luiz Fornazari Neto disse que sua mãe ingeriu bebidas alcoólicas e afirmou que ia sair de casa no domingo, 17. Desde então, a família procurou em todos os locais onde ela pudesse estar e tentou contato telefônico, mas não conseguiu localizá-la. A mulher informou que sua mãe já saiu de casa outras vezes.  

Quer receber notícias locais?

Na rua Manoel da Cruz do Nascimento, a equipe da Rotam abordou uma moto Honda CG 150 Titan que apresentava débitos na documentação. Por isso, a motocicleta foi recolhida ao pátio da 8ª Cia. Na rua Camacuã, um homem agrediu a esposa e a filha. Ele deixou a residência antes da chegada da PM. A esposa do agressor recusou encaminhamento para a Delegacia e foi orientada sobre os procedimentos a serem adotados.

Já na noite de ontem, 19, policiais cumpriram um mandado de prisão. Ao avistar a viatura, um homem demonstrou nervosismo olhando várias vezes para os dois lados da via pública, o que levantou suspeitas da PM. Ele não portava objetos ilícitos. Porém, em consulta ao sistema da Secretaria de Estado da Segurança Pública foi constatado que o homem tinha um mandado de prisão em aberto pelo artigo 157 do Código Penal. Ele foi detido e conduzido para a Delegacia.