notícias

Em vídeo, Derbli pede que população continue tomando cuidados contra Covid-19

Prefeito segue afastado até o dia 02 de fevereiro para tratamento médico. Ele afirmou que somente quem vive o problema pode saber da gravidade da doença


O prefeito licenciado de Irati, Jorge Derbli (PSDB) gravou um vídeo para informar sobre seu estado de saúde. O material foi divulgado na manhã desta sexta-feira, 08, pela Secretaria de Comunicação (SECOM). Derbli solicitou à população que continue tomando os cuidados para evitar o contágio pelo coronavírus, pois segundo Derbli, somente quem vive o problema pode sentir a gravidade da doença. “Peço a todos que continuem se cuidando, porque é só passando por esta situação na família, ou como eu que diretamente senti o problema de falta de ar, de fraqueza, enfim, de todos os sintomas que a COVID-19 provoca em cada pessoa, para a gente saber realmente a gravidade dessa doença. Cuidem de vocês e da família", enfatizou.

Derbli permanece afastado do cargo até o dia 02 de fevereiro para tratamento contra a Covid-19. Ele, que esteve internado na Santa Casa de Irati juntamente com sua esposa, Maria de Fátima e o cunhado Wilson Roberto Pedroso, o Buzina, secretário de Obras e Serviços Urbanos do município, recebeu alta no último dia 31 e permanece em casa, fazendo fisioterapia a cada dois dias para recuperar a capacidade pulmonar. No entanto, o prefeito já não utiliza mais o cilindro de oxigênio a todo momento. 

Quer receber notícias locais?

O prefeito destacou que, durante o período de afastamento, o médico João Henrique Sabag Duarte está acompanhando sua recuperação, e afirmou que, neste período, a prefeitura estará sob o comando da vice, Ieda Waydzik. "Ficarei 30 dias afastado, mas a prefeitura está em boas mãos com a doutora Ieda Waydzik, e os serviços continuam normais", comentou.

Derbli também afirmou que, dentro das possibilidades, encaminhará um vídeo por semana para informar sobre seu estado de saúde.

Prefeito Jorge Derbli diz que só quem vive o problema da Covid-19 de perto sabe da gravidade da doença. Foto: Reprodução