Publicidade Topo

notícias

Mulher leva tiro de espingarda de pressão em Irati

Segundo a Polícia Militar (PM), um amigo teria disparado acidentalmente e acabou atingindo a vítima

Foto Divulgaão PM

Uma mulher foi ferida com um tiro na tarde de sábado, 19, em Irati. A vítima foi encaminhada para a Santa Casa. No hospital, ela relatou à Polícia Militar (PM) que um amigo teria efetuado um disparo acidental com uma espingarda de pressão. Ele acompanhou a vítima até a unidade hospitalar, mas saiu minutos antes da chegada da equipe. Policiais estiveram na residência da vítima e fizeram uma vistoria na área externa, mas não encontraram nenhuma arma e nem o autor do disparo.

Em outra ocorrência, um homem foi agredido enquanto tirava o madeiramento de uma obra em sua residência, localizada na Rua Urbano Messias, no loteamento João Paulo II. A PM esteve no local e conversou com a vítima. O homem afirmou que estava colocando as madeiras em uma rampa de acesso à sua casa. Em seguida, seu vizinho começou a proferir ameaças, pegou um pedaço de madeira com prego e agrediu o solicitante. Policiais foram até a casa do agressor, mas ele havia fugido.

Já em uma residência, localizada na Rua Tibagi, na região do Jardim Aeroporto, uma mulher relatou que seu marido chegou em casa e lhe fez ameaças. Em seguida, ele saiu, tomando rumo ignorado. Foram feitas buscas nas imediações, mas o autor não foi encontrado.

Quer receber notícias locais?  

Em uma propriedade, localizada na Vila Rural, uma mulher relatou à PM que seu cunhado a difamou. O pai do autor contou aos policiais que seu filho chegou a colocar fogo em uma de suas casas, queimando um colchão e parte do forro. Em seguida, o rapaz agrediu o idoso e fugiu assim que a equipe chegou ao local.

Já na madrugada de domingo, 20, uma mulher compareceu à sede da 8ª Companhia relatando que, após uma festa, seu marido ficou agressivo e a ameaçou de morte. Policiais acompanharam a vítima até a residência do casal para que ela pegasse algumas pecas de roupas. Em seguida, ela foi encaminhada para a Casa de Apoio à Mulher Vítima de Violência. O autor das ameaças não foi encontrado.