Publicidade Topo

notícias

Fernandes Pinheiro comemora aniversário com evento on-line

Prefeita de Fernandes Pinheiro, Cleonice Schuck, falou sobre as comemorações e também sobre os planos para a próxima gestão

Prefeita Cleonice Schuck foi reeleita para comandar o município de Fernandes Pinheiro nos próximos quatro anos. Foto: Facebook/Reprodução

A pandemia do coronavírus não impediu o município de Fernandes Pinheiro de celebrar o seu aniversário. Tradicionalmente, a data é marcada pela realização da Agrifrut Fest, mas neste ano, o município encontrou uma nova maneira de marcar a data.

Uma delas foi a realização de uma live com a transmissão pela internet do show da banda Guarani, de Teixeira Soares. A apresentação aconteceu na praça central, que está decorada com motivos natalinos. O Natal também foi tema das canções apresentadas pelo grupo.

Outra atividade foi o lançamento do livro Memórias de Fernandes Pinheiro. A obra traz a história do município e dos seus primeiros moradores. 

O livro foi elaborado pela empresa Artesão de Memórias. “Este artesão resgata com muito profissionalismo, que é o Bruno Truiti, de Curitiba, ele faz um trabalho muito bonito e a especialização dele é nesta área de resgate histórico familiar. Conheci o trabalho dele, me interessei pela qualidade do trabalho desenvolvido e imaginei nós resgatarmos a história do município de Fernandes Pinheiro”, conta a prefeita de Fernandes Pinheiro, Cleonice Schuck.

O livro traz histórias de moradores de mais de 90 anos, além do resgate histórico do processo político do município. A expectativa é que o livro tenha continuação no próximo ano, dando seguimento na história do município até os dias atuais.

No lançamento, familiares dos primeiros moradores receberam uma cópia do livro. A publicação também estará disponível no site da prefeitura e, fisicamente, na Biblioteca Pública. A comemoração do aniversário terminou com um show de fogos. “Comemoramos longe presencialmente, mas unidos pelas redes sociais”, disse a prefeita. 

Quer receber notícias locais?

Cleonice comentou que o município não deverá ter mais programações natalinas neste ano, em virtude da pandemia, e pediu colaboração para a população para evitar aglomerações nas festas de fim de ano. “Sabemos que a saudade é difícil, a vontade de se rever também é, mas é um momento de muita cautela, porque a partir de um momento que nós precisamos de um hospital e não temos mais condição de atendimento é que vem o arrependimento desses momentos que talvez a gente poderia ter evitado”, disse. 

Reeleição

Cleonice foi reeleita neste ano com 2.395 votos (54,38%) na disputa contra Rosene Pabis (MDB) que recebeu 2.009 votos (45,62%). Segundo ela, o resultado foi positivo. “A reeleição sempre é complicada. Os eleitores ainda não têm uma consciência de observar a gestão. Não são todas as pessoas que observam o que está acontecendo e votam pela gestão. Tem os interesses pessoais de cada um que falam alto nesse momento. Infelizmente, o uso do recurso dinheiro, um recurso físico, também pesa neste momento. Mas acredito que foi um resultado positivo para a reeleição e estamos muito felizes por poder concluir os nossos projetos, as nossas obras”, explica. 

Nesta nova gestão, ela conta que o secretariado deverá sofrer reformulações, já que alguns secretários se elegeram a vereador. No entanto, as pastas deverão continuar as mesmas.

Cleonice explica que na primeira gestão, as secretarias já foram reformuladas, bem como a diminuição de cargos comissionados. A mudança de nomes no secretariado também não é uma novidade. “Nós normalmente costumamos trabalhar estruturando, mais ou menos, para dois anos e fazendo uma avaliação. Nesse meio de tempo, se precisar mudar, muda, às vezes, por algum motivo nós trocamos algum secretário. Se não, permanece os quatro anos, conforme a necessidade da gestão”, conta. 

A prefeita disse que os nomes ainda estão sendo analisados e que devem ser divulgados a partir do dia 20. Uma reunião com os vereadores eleitos definirá como será a cerimônia de posse. A expectativa é que a posse aconteça no dia 31, pela tarde.

De acordo com Cleonice, a posse deverá ter a presença apenas dos eleitos que poderão ter um convidado.  “A ideia pelo menos é de se fazer na Câmara de Vereadores, somente com os candidatos eleitos e um acompanhante, para a gente não aglomerar pessoas. Porque se você abrir para levar os familiares o espaço já fica pequeno. Mesmo que se faça em local aberto, a aglomeração vai acontecer. Se estamos restringindo para todos os eventos, acredito que esse momento também seja de muita reflexão e feita com muita responsabilidade”. 

O novo prédio da Câmara de Vereadores já teve sessões ordinárias e no dia 22 deverá haver uma entrega solene, na última sessão do ano. 

Obras

Para Cleonice, duas obras marcaram sua primeira gestão: o asfalto no Angaí e as 50 casas populares no conjunto Apoema. 

A pavimentação do Angaí contemplou 4,5 quilômetros no valor de mais de R$ 5 milhões, com recursos do Governo Estadual, sendo mais de R$ 1 milhão a contrapartida do município. A prefeita explica que Fernandes Pinheiro teve um valor extra no orçamento para a obra. “A contrapartida do Angaí foi um recurso que veio extra do Governo do Estado, R$ 700 mil e pouco. Uma cota extra de ICMS que nem estava no orçamento. E também a devolução da Câmara de Vereadores que, na época, solicitaram que aquele retorno fosse para a contrapartida do asfalto do Angaí. Aquela contrapartida não mexeu no orçamento do município”, contou.  

O município ainda recebeu mais de um R$ 1 milhão do Governo Estadual, a fundo perdido, para melhoria do asfalto até à escola da comunidade. As casas populares também foram realizadas com recursos do Governo Estadual, por meio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). 

Segundo a prefeita, mais obras deverão ser realizadas na próxima gestão. Uma das principais é a pavimentação na comunidade do Assungui. “Nós vamos agora finalizar com o Governo do Estado, no que iniciar o ano, para que possamos estar licitando, organizando a nossa contrapartida também”, afirmou. 

Serão dez quilômetros de pavimentação, com saída da igreja do Assungui até a Ponte do Amaral, e de lá, em direção à BR-277. O orçamento é de R$ 14 milhões. O projeto será feito em duas partes e já foi encaminhado para a Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística, onde foi corrigido. Agora, o município espera a autorização do convênio.

A comunidade do Assungui também deverá ter mais melhorias, com a ampliação da escola e investimentos no cemitério da comunidade.

Atualmente, estão em construção em Fernandes Pinheiro, pontes na comunidade de Bituva dos Machados, duas capelas mortuárias e uma creche na comunidade do Angaí. A prefeitura também adquiriu dois caminhões e uma carregadeira para ajudar na manutenção das estradas do interior.

Outro projeto para a próxima gestão é a Saúde 24h. A intenção é ampliar o atendimento no posto de saúde da Sede e também na comunidade do Angaí. O objetivo é que o posto da Sede tenha uma enfermaria e assim, o município possa contar com uma espécie de Pronto Atendimento (PA). “Assim que a gente finalize essa obra, nós já vamos estar iniciando esse trabalho, para que possamos estar utilizando a Santa Casa [de Irati], como emergência e urgência que é a função dela nesse segundo momento. Hoje ela faz esse trabalho de PA para nós, muito bem atendidos pela Santa Casa, mas que na verdade é uma responsabilidade do município”, disse. 

A educação também deverá ser um desafio no próximo ano. Devido à pandemia, escolas municipais estão distribuindo atividades impressas uma vez por semana para alunos que não tem acesso à internet. Nas escolas estaduais, alguns pontos de acesso foram disponibilizados para esses alunos.

A prefeita conta que ainda não há uma decisão concreta e que deve ser analisada como será o andamento das aulas no próximo ano. “Estaremos sempre alinhados com o Governo do Estado, trabalhando nesta questão de educação. Vamos aguardar o início do ano, com a questão da vacina, a segurança que esses pais têm que ter para mandar os filhos para a escola. Mas todas as crianças estão assistidas, todos os professores em contato e os pais semanalmente na escola”, disse. 

CIS/Amcespar

A prefeita de Fernandes Pinheiro, Cleonice Schuck foi eleita por unanimidade para presidir o Consórcio Intermunicipal de Saúde de Irati (CIS/Amcespar). Na diretoria, também estão o vice-presidente Luiz Everaldo Zak (prefeito de Rebouças) e o tesoureiro Moacir Shinvelski (prefeito de Mallet).

Segundo ela, a gestão deverá ser dinâmica. “Trabalhar com organização e planejamento já, para atendimento desta demanda que está reprimida hoje, por conta da pandemia, de muitos procedimentos. Temos que fazer a organização da nossa equipe de apoio também, que também vou estar ouvindo os secretários municipais”, disse. 

Texto de Karin Franco, com reportagem de Rodrigo Zub