notícias

Região Centro-Sul gerou mais empregos do que demissões em setembro

Na região, apenas Inácio Martins teve saldo negativo de empregos

Região da Amcespar registrou saldo positivo na geração de empregos no mês de setembro. Arte: Rádio Najuá

A região Centro-Sul fechou o mês de setembro com a geração de mais empregos formais do que demissões. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) que registra a admissão e demissão de empregos formais, assinados com carteira de trabalho.

Das cidades de abrangência da Associação dos Municípios do Centro-Sul do Paraná (Amcespar), apenas Inácio Martins fechou o mês de setembro com mais demissões do que contratações. Foram criadas 31 vagas de empregos em setembro, o que não foi suficiente diante das 36 demissões que ocorreram no município, deixando um saldo negativo de cinco. Em agosto, o município havia conseguido fechar o mês com o saldo positivo de 19 vagas criadas a mais.

No restante dos municípios, o destaque está para Imbituva que conseguiu ter o maior saldo positivo da região (176), tendo criado 484 empregos e perdido 308 postos de trabalho. Em seguida está Prudentópolis, com saldo positivo de 54 vagas, com 211 empregos criados e 157 demissões.

Quer receber notícias locais?

Em Irati, o saldo positivo foi de 28 vagas a mais, com a criação de 277 vagas de trabalho e 249 demissões. Em Rio Azul, foram 63 empregos criados e 39 demissões, gerando um saldo positivo de 24 vagas. Em Teixeira Soares, 42 admissões foram realizadas e 23 demissões deixaram um saldo positivo de 19 vagas.

Em Mallet, o saldo positivo foi de 18 vagas, com 66 admissões e 48 demissões. Em Guamiranga, foram criadas 25 vagas e houve dez demissões, deixando um saldo positivo de 15 vagas. Em Rebouças, o saldo positivo foi de 14, com 33 vagas criadas e 19 demissões. Em Fernandes Pinheiro, foram 17 vagas criadas e oito demissões, deixando um saldo positivo de nove vagas.

Ano

No acumulado do ano, a região Centro-Sul conseguiu ter mais empregos do que demissões. Até setembro,  foram gerados 9.031 empregos e registradas 8.441 demissões, deixando um saldo positivo  de 590 vagas a mais. Os municípios com saldos negativos, ou seja, com mais demissões do que criação de postos de trabalho, foram Irati (-309), Fernandes Pinheiro (-69), e Rebouças (-35). Já os que conseguiram os maiores saldos positivos, com geração de mais empregos do que demissões, foram Imbituva (693), Teixeira Soares (152) e Rio Azul (57).

Confira os gráficos dos municípios da Amcespar no período acumulado de janeiro a setembro

Rio Azul teve 468 admissões e 411 demissões nos nove primeiros meses de 2020. Arte: Rádio Najuá 

Teixeira Soares também teve saldo positivo de empregos de janeiro a setembro. Arte: Rádio Najuá

Quantidade de pessoas contratadas e demitidas em Prudentópolis neste ano. Arte: Rádio Najuá
Mallet apresenta saldo negativo de empregos no acumulado dos nove primeiros meses do ano. Arte: Rádio Najuá


Em Rebouças foram 334 contratações e 369 demissões de janeiro a setembro. Arte: Rádio Najuá

Em Irati, os dois últimos meses tiveram saldo positivo de empregos. Arte: Rádio Najuá

Imbituva teve o maior saldo positivo de empregos na região da Amcespar. Arte: Rádio Najuá

Gráficos mostram a evolução de contratações e demissões nos nove primeiros meses do ano em Guamiranga. Arte: Rádio Najuá

Em Inácio Martins, o acumulado do ano mostra saldo positivo de empregos. Arte: Rádio Najuá

Em Fernandes Pinheiro, o número de contratações aumentou nos últimos meses. Arte: Rádio Najuá

Dados acumulados dos municípios da Amcespar neste ano. Arte: Rádio Najuá