notícias

Inácio Martins e Mallet reelegem prefeitos pela 1ª vez na história

Moacir Szinvelski e Junior Benato seguem no comando das duas prefeituras até 2024. Até então, nenhum candidato que concorreu à reeleição nas duas cidades havia vencido o pleito

Moacir (à direita) ao lado do vice-prefeito eleito, Francisco José Makoski (Chico). Foto: Facebook/Reprodução

Duas cidades da região quebraram um tabu histórico. Nenhum candidato que concorreu à reeleição para prefeito havia vencido a disputa em Inácio Martins e Mallet desde que os dois municípios foram emancipados. 

Nas eleições de domingo, 15, Moacir Alfredo Szinvelski da Coligação “Mallet no Caminho Certo” formada pelos partidos PSD, PSC e PSL foi reeleito com 4.861 votos (59,22%). Em Inácio Martins, Junior Benato foi o vencedor do pleito concorrendo na coligação “Somos Todos Inácio Martins” formada pelos partidos PT, DEM, PV e PSD. Ele obteve 3.801 votos (57,13%). 

Em Mallet, Moacir teve cinco adversários, entre eles, o ex-prefeito Rogério da Silva Almeida, que comandou a cidade em duas gestões 2005/2008 e 2013/2016. Dessa vez, Rogério disputou a eleição pela coligação “Unidos Por Mallet” (DEM e Podemos) ao lado do candidato a vice-prefeito, Ari Miranda. Com 1.829 votos (22,28%), o ex-prefeito ficou em segundo lugar perdendo novamente a disputa contra Moacir. Em 2016, a diferença entre os dois foi menor. Moacir teve 3.056 votos contra 2.613 de Rogério. Os outros candidatos na eleição municipal de 2020 disputaram com chapa pura. O terceiro colocado foi Orlando Schiliga do PV com 618 votos (7,53%). Claudio Kaminski do PRTB obteve 449 votos (5,47%). Dionimar de Oliveira (Dione) do Solidariedade teve 303 votos (3,69%). Já Fabio Baller do MDB somou 148 votos (1,80%). Na próxima legislatura, Moacir terá como vice, o empresário Francisco José Makoski (Chico).

Quer receber notícias locais?

Os vereadores eleitos em Mallet foram: Pedro Mandioca (PSL) 602 votos, Ivo Cabelereiro (DEM) 598 votos, Natal Cararo (PSD) 465 votos, Cristiano Perepelecia (PSL) 400 votos, Professora Kelly (PSD) 334 votos, Delcio Jurandir Osinski (Shumaker) (PSD) 324 votos, Serjo da Saúde (Podemos) 260 votos, Cida Schiliga (PV) 245 votos e Alcides Pappis (DEM) 197 votos. 8.753 votos foram registrados em Mallet. 8.202 votos foram computados em concorrentes no pleito (93,77%). Foram registrados 367 votos nulos e 178 brancos. 

Em Inácio Martins, Benato ganhou a disputa contra o padre Marcos, que concorreu na coligação “Juntos Faremos Melhor” formada pelos partidos PSB e Podemos. O candidato derrotado somou 2.852 votos (42,87%). Esse será o terceiro mandato de Benato à frente da prefeitura. Ele também comandou o município entre 2009 e 2012. Ao tentar à reeleição em 2012 acabou perdendo a disputa para Lauri Setrinski por 275 votos. Setrinski teve o mandato cassado por irregularidades na prestação de contas eleitoral e permaneceu apenas um mês no cargo. Com isso, ocorreu uma eleição suplementar em 2013. Entretanto, Benato não participou do pleito vencido por Marino Kutianski. Em 2016, ele concorreu novamente e venceu a disputa contra o próprio Kutianski, que tentava à reeleição. Na ocasião, Benato teve 4.359 votos contra 2.535 do adversário. O primeiro pleito que Benato participou foi em 2004 quando ficou em segundo lugar na eleição majoritária com 1.735 votos. O prefeito eleito na época foi Silvino Pasqualin com 4.007 votos. Sendo assim, o atual prefeito já disputou cinco pleitos, sendo eleito três vezes para chefiar o Executivo. 

Os nove vereadores eleitos em Inácio Martins para a próxima legislatura 2021-2024 são: Ismael (PSD) 504 votos, Bello (PSD) 378 votos, Dimas (PSD) 364 votos, Marino Kutianski (Marino MK) (PSB) 325 votos, Jorge Boeira (PSD) 322 votos, Doutor Julio (PV) 313 votos, Laurici (Podemos) 303 votos, Professor Elcio (PV) 272 votos e João Prestes (PSB) 235 votos. 

Junior Benato comandará a prefeitura de Inácio Martins pela 3ª vez. Foto: Ciro Ivatiuk/Hoje Centro-Sul