notícias

PM de Ipiranga apreende crack, cocaína e maconha


Drogas foram apreendidas em uma residência em Ipiranga nesta sexta-feira, 13. Foto: Divulgação PM

Um grupo de homens foi preso por tráfico de drogas na sexta-feira, 13, em Ipiranga. Conforme a Polícia Militar (PM), eles estavam em uma residência localizada na Rua Miguel Calmon. 

Policiais civis e militares foram até o local e avistaram um homem tentando fugir pelos fundos do terreno. Ele foi abordado juntamente com outros dois que estavam nas proximidades. Dentro da residência, foram encontrados outros dois suspeitos. Em buscas dentro do imóvel, foram localizadas 103 pedras de crack, totalizando 13 gramas, já embaladas em pequenas porções. Também foram encontradas 203 gramas de cocaína em um pacote e 223 gramas de maconha separados em 28 pequenos papelotes, além de oito invólucros com uma quantidade maior. Também foi encontrado localizado um rolo de papel filme, que possivelmente estaria sendo utilizado para embalar as drogas.

Os homens foram detidos e conduzidos para a 13ª Subdivisão Policial de Ponta Grossa. 

Quer receber notícias locais? 

Em Imbituva, um funcionário do Pátio de Máquinas da Prefeitura informou à PM que ao chegar ao local para trabalhar, encontrou a janela lateral do escritório arrombada e sentiu falta de alguns objetos. Policiais constataram que foram furtados um gabinete, um monitor e uma impressora. O homem que acionou a polícia relatou que o local ficou fechado entre as 18 h de quinta,12, e as 7 horas da manhã de ontem, 13. Policiais realizaram buscas, mas não encontraram os autores do furto. 

A PM de Imbituva também registrou um caso de aglomeração de pessoas. Por volta das 22h30, policiais foram até a Rua Lagoa, na Vila Brasil, onde segundo denúncia estaria ocorrendo um jantar. A Vigilância Sanitária do município fez uma advertência escrita ao proprietário, que dispensou os convidados, ficando apenas com cerca de 20 pessoas, que seriam seus familiares próximos. 

Em seguida, a Vigilância Sanitária notificou o dono de um estabelecimento comercial, localizado na Avenida 7 de Setembro, por aglomeração de pessoas e pelo fato de o local ainda estar aberto, excedendo o horário de 22 horas para fechamento, estabelecido em decreto municipal. Depois de receber a notificação, o proprietário encerrou as atividades e foi orientado e liberado. 

Já na madrugada de hoje, 14, por volta das 5 h, uma mulher informou que estava sendo perturbada pelos vizinhos. Quando os policiais chegaram, já não havia mais barulhos na residência vizinha. Porém, a vítima informou que, quando perceberam a presença da viatura, as pessoas foram para dentro da casa, que é alugada. Segundo a solicitante, os vizinhos costumam promover frequentemente festas e algazarras. 

A mulher disse que já fez outras representações contra os vizinhos na Delegacia. Como passou a noite toda ouvindo gritos, ela decidiu acionar a PM e representar novamente contra o responsável pela residência. Ambos foram encaminhados para o Cartório do 3º Pelotão para lavratura do Termo Circunstanciado.