notícias

Candidatos a prefeito de Irati avaliam desempenho nas Eleições 2020

Na visão deles, principal desafio da próxima administração será o período pós-pandemia do Coronavírus

Candidatos à Prefeitura de Irati fizeram balanço das Eleições 2020. Foto: Ciro Ivatiuk/Jornal Hoje Centro Sul

Após a divulgação do resultado oficial das Eleições 2020, que elegeu Jorge Derbli (PSDB) para um novo mandado à frente da Prefeitura de Irati, os candidatos avaliaram seus desempenhos no pleito eleitoral. 

O ex-vereador e ex-secretário de Desenvolvimento Econômico de Irati, Emiliano Rocha Gomes (PSD), ficou em segundo lugar na disputa. Ele concorreu pela coligação “Juntos pela mudança”, formada pelos partidos PSD, PSC, Cidadania e PL, obtendo 10.577 votos (32,69% dos votos válidos). Em entrevista à Najuá, ele parabenizou o prefeito reeleito e exaltou a democracia. 

Isto é saudável para o nosso município: a participação, a discussão de ideias, de propostas, é isto que constrói a nossa cidade. Eu estou muito feliz e contente, mesmo estando em segundo lugar, mas acreditamos que não há primeiro nem segundo, pois a cidade é uma só. Propusemos uma campanha desde o início sobre a união das pessoas e da cidade, e isto nós fizemos muito bem, até porque a cidade precisa de união. Peço a todos, principalmente aos eleitores e candidatos que possamos permanecer unidos, porque daqui para a frente a cidade é uma só, os problemas são os mesmos e temos que pensar na cidade.

Emiliano afirmou que buscará apoio ao município junto ao Governo do Estado para pensar em soluções para que Irati e região possam enfrentar este momento de pandemia, que tem causado uma série de dificuldades para as prefeituras.

O Governo tem um papel fundamental nisto. Eu quero poder estar junto ao Estado, dando suporte para Irati e para as outras cidades aqui da região, para podermos fazer esta passagem deste momento difícil tanto pela questão do desenvolvimento econômico quanto da saúde pública, esta dificuldade que estamos atravessando do desenvolvimento, as pessoas sem emprego e renda, que vínhamos falando durante a campanha.

O professor Frederico Ruva Neto, o Ico Ruva, que concorreu com chapa pura pelo PSL, ficou em 4º lugar na disputa, com 1.305 votos (4,03%). Ele ressaltou que fez uma campanha “limpa”, juntamente com os candidatos a vereadores do partido. Ico disse que sua participação neste pleito serviu como um “aprendizado” para o futuro.

Um grupo honesto e guerreiro fez uma campanha honesta, limpa, visitando de casa em casa. Respeitamos a decisão do povo: se ele entende que o prefeito Jorge deve ficar à frente da administração por mais quatro anos, pedimos que Deus ajude que esta administração faça o que o nosso povo mais precisa em todas as suas necessidades.

Quer receber notícias locais? 

Josué Hilgemberg (MDB), que disputou a eleição pela chapa “Irati Merece Mais”, formada pelos partidos MDB, Republicanos e PTC, ficou na quinta colocação, com 927 votos (2,86%). Ele comentou sobre sua satisfação com as propostas apresentadas durante a campanha. Porém, ele disse que respeita a vontade do povo, demonstrada nas urnas. O advogado afirmou que a próxima administração terá como principal desafio o período pós-pandemia do coronavírus

A campanha acabou ontem (domingo, 15), e somos todos um único partido, chamado Irati. Vamos enfrentar esta situação da pós-pandemia e teremos que estar todos preparados. Vamos em frente, contem comigo, com o Josué e o Caetano, independente de qualquer coisa, estamos juntos para ajudar o município a ir em frente”. 

Já o professor João Dremiski ficou na 6ª colocação na disputa pela prefeitura. O candidato, que concorreu pelo PCdoB, obteve 911 votos (2,81%). Ele afirmou que, durante o pleito, o grupo conseguiu consolidar um projeto político em prol das pessoas dos bairros, baseado na luta dos movimentos sociais e dos direitos das minorias.

Construímos com qualidade e competência um nível de debate político-eleitoral muito grande, conseguimos subir o nível da campanha e reforçamos o fator primordial que nos possibilitou esta construção, através da educação e de experiências já acumuladas ao longo dos anos. Para mim, as pautas que nos movem e aquilo por que lutamos e fazemos vai além das campanhas políticas: são ações sociais para a base, é no dia a dia que a gente faz este trabalho e desde sempre já compreendíamos o cenário político de Irati, era bastante desafiador. Enfrentamos muitos obstáculos, quase sem programa de rádio, com um recurso pequeno para investir na campanha, mas eu não tenho dúvida de que nós crescemos e evoluímos enquanto um grupo dentro do município. 

João fez questão de ressaltar a importância de todas as pessoas que trabalharam ao seu lado na campanha.

Cada ideia, cada pessoa que se dispôs a contribuir conosco, cada apoiador, tudo isto foi fundamental para que confirmássemos aquilo que já sabíamos: somos um grupo bastante coerente e representativo em relação às pautas sociais, e isto não se mede apenas pelo número de votos, mas muito mais nas lutas e ações diárias. 

Osvaldo Zaboroski da chapa pura do PT obteve 194 votos (0,60%). Já o empresário Marcos Antônio Gonçalves, da chapa pura do AVANTE, ficou na última colocação com 82 votos (0,25%). Ele justificou que sua campanha foi mais restrita por conta da pandemia de Covid-19. Mesmo assim, agradeceu a todos que votaram nele.

“Agradeço a população iratiense por ter nos recebido de braços abertos em todos os lugares que estivemos. Devido à pandemia de Covid-19, nossa campanha foi bem restrita, mas agradeço a todos que confiaram em nós e obrigado pelos votos de confiança”.