notícias

Candidato a prefeito de Irati, Josué Hilgemberg, fala de propostas para Irati

Josué Hilgemberg (MDB) comentou sobre saúde, segurança, parque industrial, reestruturação administrativa e turismo durante entrevista à Najuá

Advogado Josué Hilgemberg concorre à prefeitura de Irati pela coligação "Irati Merece Mais" formada pelos partidos MDB, Republicanos e PTC. Foto: Jussara Harmuch

O candidato a prefeito de Irati, Josué Hilgemberg (MDB), foi um dos participantes da série de entrevistas que estão realizadas no programa "Meio Dia em Notícias" com os postulantes ao Executivo municipal.

Durante a entrevista, os candidatos têm a oportunidade de explorar os temas abordados no debate realizado no início de outubro, promovido pela Najuá e Hoje Centro-Sul. Participam das entrevistas o convidado William Hilgemberg e a diretora da Najuá, Jussara Harmuch. 

Nesta entrevista, o candidato comentou temas ligados à saúde, segurança, parque industrial, reestruturação administrativa e turismo.

Ouça o áudio completo da entrevista no fim do texto

Saúde

O candidato destacou que deverá investir especialmente em consultas especializadas para diminuir o tempo de espera dos pacientes. “Esse problema das consultas especializadas se resolve aumentando o número de consultas. Sabemos que o SUS tem uma contribuição e que o município tem que fazer a parte dele. Vamos aumentar os gastos com a saúde, dando mais oportunidade”, explica.

Na área de pacientes com câncer, Josué destacou que deverá fazer investimento para ajudar quem precisa frequentar a Unidade do Hospital Erasto Gaertner, em Curitiba. “Tem que ser melhorado a questão do transporte, tem que ser dado uma estrutura para aquelas pessoas que lá ficam. Eu, quando estive com meu pai praticamente morando 14 dias, acompanhei a realidade das pessoas que lá vão. Muitas vezes, pessoas daqui da cidade de Irati não tem nem o que comer lá. Vamos melhorar o atendimento lá, melhorando o transporte e melhorando através de uma casa que venha a atender as pessoas em estado de vulnerabilidade financeira. Já chega sofrer toda a agressão da doença, do tratamento, que isso fica a cargo dos médicos que lá fazem com muito saber. O município deve ajudar as pessoas fazendo a sua parte, com uma casa lá que possa atender, com um prato de comida, um pouso decente e até um lugar para tomar banho. E se possível, aumentar a questão de assistência a essas pessoas, principalmente como saber se comportar diante de algo tão grave”, disse.

 Quer receber notícias locais?

Segurança

Na área de segurança, o candidato comentou sobre planos para segurança de mulheres, incluindo a Delegacia da Mulher. “Nos parece que já foi doado [terreno] pelo Estado, para termos aqui uma Delegacia da Mulher. Nós vamos lutar como prefeito para realmente essa obra aconteça aqui na cidade de Irati”, contou.

Segundo ele, a intenção é ampliar serviços. “Nós queremos aqui na cidade de Irati criar a Casa Lar das Mulheres. Nós queremos ampliar o projeto que já existe, nós queremos não só dar condições a essas mulheres, que sofrem violência em relação ao seu marido que agrediu ou qualquer outra forma de agressão, nós queremos através dessa casa dar todo o apoio necessário às mulheres. E vamos ampliar não só da violência doméstica, mas sim trazer a mulher para empreender”, explicou.

Parque industrial

O candidato ainda destacou que pretende adquirir uma área para instalar um parque industrial. “Foi um dos primeiros compromissos que assumimos com a sociedade e colocamos isso a vários empresários, colocando como é que vai funcionar esse parque industrial. Primeiramente, adquirir uma área, fazer um estudo, qual é o tamanho da área e como que tem que ser colocado à disposição para atrair empresas. As empresas de grande porte só se instalam nas cidades que dão estrutura, a licença ambiental, energia elétrica, a água, rede de esgoto e principalmente, a questão que tenha asfalto”, relatou.

De acordo com Josué, o projeto dará condições de geração de emprego e renda. “É assim que vamos ser competitivos, é assim que vamos dar oportunidade para cidade gerar emprego e renda. Precisamos trazer empresas de grande porte, já temos várias empresas aqui na nossa cidade de Irati, mas precisamos hoje ter empresas que gerem emprego em massa. Perdemos várias empresas aqui para Irati. Um bom exemplo foi a Tirol e outras tantas empresas que deixaram aqui de se instalar porque não temos estrutura”, disse.

Reestruturação administrativa

Uma das propostas também é realizar uma reestruturação administrativa, com diminuição de secretarias, de 19 para nove pastas. Para o candidato, a diminuição de secretarias não deve prejudicar a vinda de recursos para o município. “Eu acredito que você não vai influenciar de forma alguma na captação de recursos porque através do secretário de Planejamento, esse terá a função de fazer todo o planejamento de todas as secretarias. Queremos ter pessoas específicas para cuidar de todos os projetos que existir tanto do Governo Federal como do Governo Estadual”, destacou.

O candidato a prefeito do MDB destacou que a diminuição trará economias. “A nossa opção em diminuir as secretarias porque isso trará uma economia de R$ 8,5 milhões. Não é que eu seja a favor de diminuir secretarias, pelo contrário, sou a favor até de aumentar. Quanto mais, é melhor. Mas, hoje a situação que o município vive com uma dívida de R$ 170 milhões para mais, em relação aos funcionários públicos municipais, o CAPS atrasado, a forma que eu encontrei para assumir compromisso com a sociedade iratiense para criar a Casa do Agronegócio, a Casa Lar para atender as mulheres, a Clínica do Autismo e para atender as crianças com obesidade. Quando eu trouxe esse enxugamento é pensando naquilo que eu tenho me comprometido com a sociedade iratiense em poder cumprir, sabendo que o município tem que pagar contas, tem que ter o seu mandato aprovado pelo Tribunal de Contas”, comentou.

Uma das pastas a ser modificada poderá ser a Secretaria de Segurança Pública. “Em relação à Secretaria de Segurança Pública, eu acredito que nós temos uma excelente estrutura, nós não vamos perder de forma alguma. Nós vamos tentar tocar essa questão da segurança pública com os próprios funcionários que já existem na Guarda Municipal, que já estão habituados com o serviço. Não queremos assim de forma alguma é encher a máquina pública, principalmente, nesse momento que vamos enfrentar, o pós-pandemia. O nosso compromisso com a sociedade iratiense é deixar um legado e esse legado dessas conquistas do Governo Josué só poderá acontecer se eu reduzir as secretarias”, disse.

Turismo

No turismo, uma das primeiras propostas é criar um Departamento e uma rota turística para o interior do município. “Nós temos vários pontos importantes no nosso interior. Tem a cachoeira do Pinho, temos a cachoeira do Itapará. Nós queremos organizar juntamente com o pessoal do segmento do turismo aqui da cidade de Irati, o pessoal da Unicentro e fazer um catálogo de todos esses pontos”, contou.

No entanto, ele reconheceu que a qualidade das estradas é um desafio para o projeto. “Sabemos que o grande desafio para o desenvolvimento do turismo do município é o mesmo desafio que os agricultores enfrentam: a questão das estradas. Fica difícil buscarmos ter um hotel fazenda, por exemplo, na questão do Itapará. Um investimento alto ainda, se não temos condições de ter estradas”, disse. “Só que esse turismo para que tenha êxito aqui na cidade precisa de vontade política. E essa vontade a gente tem. Conversamos até na visita ontem com o nosso deputado Sérgio Souza, em relação à situação do turismo aqui na cidade de Irati, que precisamos de recurso. Vou buscar recurso para que possamos investir e desenvolver a Rota do Interior para que as pessoas possam conhecer”, destacou.

Um dos projetos é desenvolver primeiro o turismo para os próprios iratienses. “Queremos começar a divulgação do nosso interior aqui dentro da cidade, para que as pessoas conheçam todos os pontos. Catalogando, fazendo um bom investimento em um livro que conte cada história de cada região. Vamos juntamente com a Secretaria de Cultura criar o Comboio Cultural e a prefeitura, através da Secretaria de Turismo e Cultura, participando de todas as festas do interior. Já é um bom movimento para desenvolver o turismo no nosso interior, apoiando todas as festas, levando a população da cidade de Irati e das cidades vizinhas”, contou.