notícias

Presos são encontrados mortos na cadeia de Irati

Homens, de 27 e 32 anos, residiam em Itajaí/SC e haviam sido presos pela PRF no dia 28 de setembro, quando transportavam 18 quilos de drogas em um carro abordado na BR-277, em Irati

Presos foram encontrados enforcados na manhã de sábado, 3, na cadeia de Irati. Foto: Rádio Najuá/Arquivo

Dois presos foram encontrados mortos por enforcamento na cadeia de Irati na manhã de sábado, 3. Anderson Diego Duarte e Cleberson Rosa Teixeira, de 27 e 32 anos, respectivamente, residiam na cidade de Itajaí/SC, que fica a 100 quilômetros de Florianópolis, capital do Estado. 

Eles haviam sido presos na noite do dia 28 de setembro pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Na ocasião, os dois homens ocupavam um veículo Astra abordado na BR-277, em Irati. Seis quilos de cocaína e 12 quilos de maconha foram encontrados dentro do carro. As drogas foram localizadas em sacolas em cima do banco traseiro e no compartimento do estepe do Astra.

Segundo a PRF, os dois ocupantes do automóvel pegaram os entorpecentes em Foz do Iguaçu e realizariam a entrega em Itajaí/SC. No dia da apreensão, os homens detidos, o veículo e a droga foram encaminhados para a Delegacia de Irati.

Quer receber notícias locais?

Em entrevista ao portal Clique, o Delegado Paulo César Eugênio Ribeiro falou sobre as investigações. “Trabalhamos com a hipótese de homicídio. Já temos algumas informações e vamos investigar.  Junto com o Depen [Departamento Penitenciário] também iremos adotar medidas para prevenir esse tipo de situação para evitar que volte a ocorrer”, afirmou o delegado.

Os corpos de Anderson e Cleberson foram encaminhados ao Instituto Médico-Legal (IML) de Ponta Grossa antes de serem liberados para velório e sepultamento. Conforme informações do Serviço Funerário de Ponta Grossa, Anderson era natural de São João/PR e deixou dois filhos. Ele residia na Vila Santa Regina, em Itajaí/SC. Cleberson também deixou dois filhos e morava na Vila Espinheiros, em Itajaí/SC. Ambos serão sepultados na tarde deste domingo, 4, no município onde moravam.