notícias

Motociclista tem CNH apreendida e assina Termo Circunstanciado por direção perigosa em Imbituva

Condutor estava realizando arrancadas bruscas quando foi abordado pela PM

Foto: Divulgação PM

Um motociclista teve a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) apreendida e assinou Termo Circunstanciado por direção perigosa. O fato foi registrado no domingo, 11, em Imbituva. A Polícia Militar (PM) realizava patrulhamento na Rua Getúlio Vargas quando avistou uma motocicleta fazendo arrancadas bruscas. Ao perceber a presença da viatura, o condutor fugiu.

Policiais realizaram acompanhamento tático e deram sinais sonoros e ordens verbais de parada, mas o motociclista não parou. Durante a perseguição, ele cruzou diversas preferenciais, pulou lombadas e transitou por cima de calçadas, colocando a vida de outras pessoas em risco. Ao realizar uma curva, na Rua dos Imigrantes, o condutor se desequilibrou e caiu da moto, sendo abordado em seguida.

Em busca pessoal, nenhum objeto ilícito foi localizado. Ele afirmou aos policiais que estava com medo da abordagem. Ele foi identificado e disse que não precisava de atendimento médico. Condutor e motocicleta foram levados ao 3º Pelotão, onde foi registrado o Termo Circunstanciado. A moto e a habilitação do condutor foram apreendidas. 

Em outra ocorrência, durante patrulhamento na Rua Eugênio Lejambre, policiais avistaram uma motocicleta Honda CG de cor verde. O condutor tentou fugir da abordagem, mas colidiu contra o muro de uma residência, sofrendo escoriações no corpo e um ferimento na mão direita. Após a queda, ele tentou fugir a pé, mas foi abordado e identificado. A PM acionou a ambulância do Hospital Municipal, que encaminhou o condutor para o Pronto Atendimento. Ele permaneceu internado em observação. A motocicleta tinha parte da numeração do chassi raspada. Por isso, ela foi encaminhada para o 3º Pelotão e em seguida para a Delegacia de Imbituva. 

Quer receber notícias locais?

Em Irati, durante patrulhamento nas proximidades do Parque Aquático, no bairro Rio Bonito, policiais avistaram um automóvel trafegando na contramão de direção. Eles abordaram o veículo e constataram que o condutor tinha sinais de embriaguez. Ele foi conduzido até a sede da 8ª Cia, onde realizou o teste do bafômetro. O resultado apontou o teor alcoólico necessário para que o motorista fosse levado à Delegacia e autuado por embriaguez ao volante.  

Já em outra situação, a equipe da Rotam avistou duas motocicletas que fugiram ao verificarem a presença da viatura. Os policiais iniciaram acompanhamento tático e abordaram um dos motociclistas, que foi identificado. Em consulta ao sistema da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SESP-PR), foi constatado que o condutor não possui CNH e que a placa da moto havia sido adulterada. Além disso, os números do chassi e do motor haviam sido suprimidos. O condutor e motocicleta foram levados para a Delegacia.