Publicidade Topo

notícias

Homem rouba celular de farmácia

Autor do crime apontou revólver para uma funcionária e pegou o celular que estava no balcão do estabelecimento

Foto: PM/Divulgação

Um homem roubou um celular de uma farmácia em Rio Azul na noite de quarta-feira, 21. O crime ocorreu em um estabelecimento na área central. 

Uma funcionária relatou que um homem desceu de uma moto vermelha, que possuía mais um ocupante. Ele usava um boné camuflado, blusa preta, calça jeans e uma bota marrom. O homem entrou na farmácia e perguntou o preço de alguns produtos. Em seguida, ele anunciou o assalto e apontou um revólver para a funcionária. O bandido pediu o dinheiro do caixa. Porém, a mulher disse que não havia dinheiro no local. Com isso, o assaltante pegou um celular Samsung J7 que estava no balcão e deixou o local. Policiais realizaram patrulhamentos, mas não encontraram o autor do roubo e o outro homem que estava junto com ele.

Em Guamiranga, a PM cumpriu um mandado de prisão no interior da cidade. A mãe do homem detido esteve na Delegacia de Imbituva, que responde pelo município de Guamiranga, para registrar um Boletim de Ocorrência (BO) contra o filho. Ao verificar o nome dele no sistema, os policiais constataram que o homem tinha um mandado de prisão em aberto. Por isso, foi solicitado que a PM de Guamiranga localizasse o suspeito. 

Quer receber notícias locais?

A equipe foi informada que ele estava trabalhando numa propriedade rural. Policiais foram até o local indicado e cumpriram o mandado de prisão. Ele realizou o laudo de lesões corporais e foi conduzido para a Delegacia de Imbituva.  

Em Imbituva, um homem quebrou uma cerca de madeira, arrancou algumas ripas e jogou na direção dos pais de sua esposa. A ocorrência foi registrada na localidade de Valinhos na quarta-feira, 21. A mulher do autor dos danos afirmou que mantém relacionamento com ele há aproximadamente três anos e que ambos têm um filho de dois anos. 

Ontem, o convivente da vítima consumiu bebidas alcoólicas e passou a agir de forma agressiva. Por isso, a mulher foi até a residência de sua mãe, que fica nas proximidades, acompanhada da filha. O homem também se deslocou até esse imóvel e passou a xingar a esposa. Além disso, ele disse que ia matá-la junto com a sogra. Os moradores da casa solicitaram que o homem fosse embora. Entretanto, ele estava transtornado e danificou uma cerca de madeira e arrancou algumas ripas. Depois disso, o homem foi para a residência do seu pai. A mulher disse que vai representar criminalmente contra o convivente e dar sequência ao Boletim de Ocorrência posteriormente.