notícias

Com meta de concluir obras iniciadas em sua gestão, Celso Kubaski concorre à prefeitura de Imbituva

Empresário e ex-prefeito concorrerá ao cargo ao lado do vereador Zaqueu Bobato (Podemos) nas eleições municipais de 2020

Empresário Celso Kubaski (Cidadania) concorrerá à Prefeitura de Imbituva ao lado do vereador Zaqueu Bobato (Podemos). Foto: Divulgação Facebook

O empresário Celso Kubaski (Cidadania) oficializou sua candidatura à Prefeitura de Imbituva nas eleições do dia 15 de novembro. Ele concorrerá ao lado do vereador Zaqueu Bobato (Podemos), candidato a vice na coligação “Juntos por Imbituva”, formada pelos partidos Cidadania, PSB, Podemos e PSC. Em entrevista à Najuá, Kubaski falou sobre os fatores que o levaram a aceitar a candidatura.

“Foram vários os fatores que me levaram a esta candidatura. Eu não disputei as duas últimas eleições e existiu um clamor popular de um segmento muito forte da nossa sociedade para que eu colocasse mais uma vez meu nome à disposição da população de Imbituva. Tenho disponibilidade de tempo, gosto e tenho muito a contribuir com o nosso município. O nosso principal objetivo é de voltar a fazer as coisas que Imbituva precisa”. 

O candidato, que assumiu a prefeitura entre 2004 e 2008, disse que pretende concluir algumas obras iniciadas ainda em sua gestão, como a conclusão da pavimentação asfáltica das ruas da Vila Zezo, Vila Brasil e no bairro Ataídes Beraldo e a construção de um estádio municipal, além do Centro de Eventos, que não foi concluído. “Não eram compromissos nossos de campanha em 2004, mas tentamos e não conseguimos fazer durante o mandato”, ressaltou.

Para Kubaski, as principais necessidades da população imbituvense são a realização de melhorias no atendimento à saúde e a reabertura do Hospital Municipal. “Precisamos que pequenas cirurgias, pequenos procedimentos, voltem a ser feitos aqui em Imbituva, e principalmente, que crianças voltem a nascer aqui. Faz nove anos que não nasce uma criança aqui em Imbituva”, questiona o candidato. 

O ex-prefeito garante que, se for eleito, não repetirá os equívocos de sua primeira gestão.  Ele diz também que já estabeleceu parcerias para obtenção de recursos para o município. “Trago como experiência da minha gestão anterior alguns equívocos, pequenos, nada de mais grave que comprometesse a nossa gestão, e que não serão repetidos no futuro, pois o aprendizado foi grande neste sentido. Também temos parcerias e sabemos os caminhos onde procurar verbas municipais, estaduais e federais, para que consigamos implantar o nosso plano de governo”. 

Kubaski diz que sua parceria com o vice, Zaqueu Bobato, vinha sendo estudada há muito tempo. “Nós temos pensamento em comum, todos nós queremos o bem de Imbituva, e ele veio a agregar. Eu tenho uma boa aceitação no perímetro urbano e o Zaqueu, por ser filho de produtor rural, tem uma aceitação fantástica na área rural. Então, uniram-se cidade e interior em prol de Imbituva”. 

Quer receber notícias locais?

Imbituva terá 121 candidatos a vereador em 2020. As candidaturas ainda estão aguardando julgamento do TSE. Os nomes são os seguintes: Abel Siebre (DEM), Abraão de Andrade (PSD), Acácio Neto (PSL), Luiz Aguinaldo Silva, o Agnaldo (PP), Ana Geles Casagrande (PSDB), Anderson Neiverth (PSL), Ariana Cris de Oliveira, a Ariana Cris (PSL), Ariel Santana (PSC), Adilson Ramalho, o “Barrichello” (PSDB), Betinho Penteado (PSD), Charles Ribeiro, o Charles (PSD), Israel Andrade, o “Chuim” (PSDB), Claudete Scopelli (PSL), Cláudio Mendelski (PSL), Antônio Silvério Francisco, o “Coco” (PSDB), Cristiano Beraldo (Cidadania), Danielle Sabrina dos Santos, a Danielle (PSC), David de Oliveira Souza (PSB), Débora Aparecida dos Passos, a Débora (Cidadania), Antônio Dinei da Silva, o Dinei (PP), Maria Dionéia Chaves, a Dionéia Chaves Néia (DEM), Dirceu Camargo (PSD), Domingos Rodrigues, o Domingos (PSD), Dorisete Alessi (PP), Dorval Aparecido dos Santos, o Dorval (PSC), Maria Eduarda Goebel, a “Duda Goebel” (PP), Edison Stadler, o “Edison Vermeio” (PSD), Élcio Galvão (PSC), Élcio Luiz Ferreira Batista, o “Élcio Luiz Caixinha” (PSDB), Élida Regina Gloeden Gonzaga, a Élida Costureira (PSD), Eloíze Teixeira dos Santos, a Eloíze (PSD), Marcos Reginaldo Andrade, o Escrivão Marcos Andrade (PSL), Evandro Batista (Podemos), Evanilde de Fátima de Oliveira (PSL), Fabiano Lemes (PP), Fabiele Eidam (PSD), Fernando José Gomes, o “Fernando Chuva” (Cidadania), Fernando Marques, o “Fernando Marques Nando” (Podemos), Dulcídio Vanderlei Martins Guimarães, o “Gadeia” (DEM), Gicielle Correia (PSL), Maria Goreti Menon, a Goreti (DEM), Irineu Pereira de Souza, o Irineu (PSC), Itamar Fernandes, o “Itamar Berne” (Cidadania), Ivaldete Pereira Lopes (PSB), Juvêncio Izaías Antunes Rodrigues, o “Izaías KR” (PP), Jair Bernardo dos Santos, o “Jair da Construpisos” (Cidadania), Jair Kracoski, o “Jair Pedreiro” (DEM), Janete Pinheiro, a Janete (Podemos), Jeferson de Castro, o “JC das Máquinas” (PSDB), Jean Carlos Bobato Schennemann, o “Jean da farmácia” (DEM), Jean Paulo Pastro (PSL), Joaneslei Nascimento, o “Jhonny Nascimento” (DEM), João Victor de Oliveira, o João Victor (PP), João Carlos Neiverth, o “Joãozinho Naiverth” (PSC), Jocemar Schaffer (PSB), Josane Cardoso, a “Jô massoterapeuta” (PP), Joziel de Almeida, o Joziel (PSL), Karina Ternovski (Podemos), Kellinton de Siqueira Alves, o “Kellinton Nunes” (PCdoB), Leandro Ribeiro Santana, o “Leandro da imobiliária” (PSB), Leila de Próspero Paz, a Leila (DEM), Lisoel de Almeida (DEM), Luan Soares (Podemos), Lucas Bobato (PSL), Lucélia Beltrão (PSDB), Luciana Boarão (DEM), Lucimara Nascimento (PSC), Luís Adriano (Podemos), Márcio dos Santos, o “Márcio Foguinho” (PSC), Margarete Ferreira (Cidadania), Margareth de Brito (Cidadania), Marilena Pull Scheidt, a “Mari enfermeira” (Podemos), Marilena Rodrigues dos Santos, a Marilena (Cidadania), Antônio Marcos de Souza, o “Mussum” (DEM), Natália Galvão, a Natália (PSDB), Nelson Ribas (PSDB), Nilo Stadler (PSD), Nilson Carvalho Taborda, o “Nilson Chapolin” (Cidadania), Edison Luiz de Andrade, o “Pastor Edison” (PSDB), Patrícia de Queiroz (PSB), Paulo Sérgio Letuan Rodrigues, o “Paulinho” (PSB), Paulo Cezar Rosa, o “Paulo Cezar Paio” (PSD), Paulo Sérgio Farago, o Paulo Sérgio (PSL), Paulo Weber (Cidadania), Eva Aparecida Montani, a Professora Eva (PP), Marilda Tessari Fabri Gaspar, a Professora Marilda (DEM), Edelson Rosa, o Professor Edelson (Podemos), Veranice Eliane Schlender, a Prof. Vera (Cidadania), Rafael Serpa (PSL), Raimundo Fernandes (Cidadania), Robson Gonçalves Correa, o “Robson Montanha” (Cidadania), Robson Rodrigues (PSC), Rodrigo Menon, o “Rodrigo da academia” (DEM), Ronaldo dos Santos, o “Ronaldo Santana” (PSB) (reeleição), Rosangela Costa, a Rosangela assistente social (Podemos), Rosdaer do Rosário, o Rosdaer panfleteiro (DEM), Roseli Valter (PCdoB), Rosnei Rodrigues (PSB), Rozane Neiverth (PSB), Ruan Emanuel Staniecki, o Ruan (Podemos), Rubia Lusia Taques Silveira, a Rubia (PSC), Samuel Bobato (Podemos), Sérgio Luiz Alessi (Podemos), Maria Silvana Prado, a Silvana Prado (Podemos), Sueli Milesqui (PSB), Susiane Barbosa, a Susi (DEM), Sylvia Ruth Coco, a Sylvia Ruth Farmacêutica (PSD), Danilo Paes do Nascimento, o “Toto” (Cidadania), Valderei Marques, o “Valdão Marques” (DEM), Valmir Ribeiro, o “Valmir restaurante” (PSL), José Valtecir Schenemann, o “Valtecir Schenemann Nenê” (Podemos), Verci Menon (PSB), Veridiana Machado (PSL), Adão Nelvir da Silva Lima, o “Vico Neves” (PSDB), Vinícius Prado, o “Vinícius do Edinho” (DEM), Willijane Nogueira, a Willijane (PSDB), José Carlos de Almeida, o “Zeco” (PSDB), Cláudio Ribeiro Pinto, o “Zero bala” (PP), Antônio Ezequiel Fernandes, o “Zico Fernandes” (PSB), Ozires Valdo Gomes de Lima, o “Zirão do povão” (PSD) e Zofer Apareciso Manosso, o “Zófer (Tigrinho do posto)” (Cidadania).