notícias

Projeto habitacional beneficia 53 famílias de Rebouças

Governador Ratinho Junior participou da cerimônia de entrega das casas na Vila Facão
Investimento no projeto em Rebouças foi de R$ 4,3 milhões. Foto: Rodrigo Felix Leal/AEN 
Novas moradias foram entregues na sexta-feira (04) em uma cerimônia em Rebouças, com a presença do governador Ratinho Júnior (PSD). As habitações fazem parte do programa Nossa Gente Paraná que beneficiou 53 famílias em situação de vulnerabilidade social com a entrega gratuita das residências.

Em entrevista, o governador destacou que o projeto deverá trazer qualidade de vida às famílias, que viviam em condições precárias na Vila Facão. “Era um bairro extremamente humilde, um bairro onde as pessoas viviam em casas onde realmente tinham muita dificuldade, inclusive casas que entrava água dentro quando chovia. Tinha até risco de desmoronamento nesse bairro, que tinha uma inclinação grande. Hoje não. É um bairro moderno com pavimentação, esgoto, calçada, iluminação. Uma mudança da água para o vinho. Fico muito honrado em poder participar”, disse.

Além das residências, o projeto também contou com obras de urbanização, como pavimentação e iluminação. Por causa das obras e por segurança dos moradores, a Secretaria da Justiça, Família e Trabalho custeou o aluguel das famílias atendidas. Foram 13 meses de obras.



O projeto contou com a entrega de 20 casas geminadas e 30 residências independentes, com custo unitário entre R$ 50 mil e R$ 55 mil. Todas possuem 40,99 metros quadrados e contam com dois quartos, banheiro, cozinha, sala de estar, laje de concreto e todo acabamento necessário (vasos sanitários, chuveiros e pias).

O investimento do Governo Estadual no projeto de Rebouças foi de R$ 4,3 milhões. No estado, os projetos habitacionais vinculados ao programa Nossa Gente Paraná têm investimentos de aproximadamente R$ 101 milhões. Os recursos são provenientes de um financiamento internacional junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O projeto ainda conta com a participação da Companhia Paranaense de Energia (Copel) e da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) para instalação subsidiada das redes de energia elétrica, água e esgoto dos conjuntos residenciais.

Na cerimônia de sexta-feira, também participaram o secretário de Infraestrutura e Logística Sandro Alex, o coordenador regional da Cohapar, Milton de Lacerda Roseira Júnior, além dos deputados estaduais Hussein Bakri, Alexandre Curi e Emerson Bacil. Lideranças políticas e empresariais da região também estavam no evento.

Em entrevista coletiva, Ratinho Júnior também falou sobre ações para ajudar no desenvolvimento de empregos na região no período pós-pandemia do coronavírus. O governador reconheceu que a pandemia atrasou projetos de industrialização no estado, que ajudariam na criação de novos postos de trabalho.

Porém, o governador afirmou que os projetos estão sendo retomados. “Nós estamos trabalhando no sentido de atrair investimentos. Claro que a pandemia atrapalhou, mas estamos resgatando agora muitas empresas que estavam para vir para o Paraná e que com a pandemia pararam. Um exemplo ontem [3/9] que anunciamos uma grande empresa, que é uma indústria de caminhões, para o estado do Paraná”, disse.

Além de retomar os projetos com novas empresas, o governador destacou que o estado tem investido em infraestrutura para atrair novas companhias. Ele citou a obra de pavimentação da PR-364 entre os municípios de Irati e São Mateus do Sul como um dos exemplos de investimento.

Texto de Karin Franco, com reportagem de Sidnei Jorge e informações da AEN

53 famílias foram beneficiadas com o projeto. Foto: Rodrigo Felix Leal/AEN

Governador Ratinho Junior participou da cerimônia de entrega das chaves das casas aos moradores da Vila Facão. Foto: José Fernando Ogura/AEN

Casas não tiveram custo para os moradores beneficiados. Foto: José Fernando Ogura/AEN