notícias

Bandidos roubam carro e dinheiro de taxista

Ladrões roubaram veículo Cobalt e quantia de R$ 1.700 de taxista que reside em Prudentópolis

Foto: PM/Divulgação

Um taxista de Prudentópolis teve o carro roubado no sábado, 26. Ele acionou a Polícia Militar quando estava na localidade de Alto do Tigre, em Guamiranga. 

A vítima relatou que estava em frente da rodoviária de Prudentópolis com seu veículo Cobalt, quando dois homens o abordaram e solicitaram uma corrida até a localidade de Tigre, interior de Imbituva. Ao chegarem nesse local, os bandidos pegaram um pequeno canivete que estava no automóvel e anunciaram o assalto. O taxista foi amarrado com o cinto de segurança, que havia sido cortado pelos criminosos. Os ladrões fugiram em direção ao município de Ivaí. Alguns minutos após o roubo, moradores viram o motorista seguindo sentido a cidade de Reserva. O taxista disse que havia pouco combustível no carro. Policiais realizaram buscas com apoio de outras equipes da corporação. Porém, os autores do roubo não foram localizados. 

O táxi roubado possui placa BBC-9281 e tem um adesivo verde nos dois lados. A vítima afirmou que os bandidos não fizeram menção de estarem armados. Além do veículo, os ladrões roubaram a quantia de R$ 1.700, que estava na carteira da vítima. 

Em Ipiranga, um homem quebrou o vidro traseiro de um carro. O proprietário do veículo disse que o autor do fato foi o atual companheiro de sua ex-mulher. O homem foi até a casa da ex-esposa para buscar seu filho. Nesse momento, o atual convivente da mulher tentou agredi-lo. Por isso, ele entrou em seu automóvel para deixar o local. Na sequência, o homem quebrou o vidro do carro. Policiais foram até a casa do autor do dano, mas ele não foi encontrado. 

 Quer receber notícias locais?

Em Ivaí, policiais constataram que estava ocorrendo uma festa numa chácara na localidade de Rio Branco. A equipe constatou que havia som alto no local ao se aproximarem da propriedade. Aproximadamente 50 pessoas estavam no local. Conforme a PM, nenhuma pessoa usava máscara ou estava respeitando o distanciamento social. Segundo os policiais, algumas pessoas correram para uma mata e também para uma plantação. Um aparelho de som foi recolhido. 

O organizador da festa foi conduzido para o Destacamento da PM, onde assinou o Termo Circunstanciado. Depois disso, ele foi liberado. Vinte pessoas foram identificadas para que a Vigilância Sanitária possa tomar as providências necessárias em função do descumprimento dos decretos municipais vigentes para evitar o contágio de coronavírus. 

Em Imbituva, a PM flagrou algumas pessoas discutindo e se empurrando. Durante a abordagem, um homem tentou investir contra a equipe. Por esse motivo, foi necessário o uso de força moderada para inibir a ação. O homem deixou o local e não foi identificado. Dois homens que estavam no local disseram que a briga iniciou sem motivo aparente. Os moradores acompanharam os policiais até a sede do 3º Pelotão para que fosse registrado o Boletim de Ocorrência. Posteriormente, eles foram liberados. 

Em outra ocorrência, policiais de Imbituva e Guamiranga prestaram apoio ao Conselho Tutelar para verificar uma denúncia de que estava ocorrendo uma festa com várias pessoas consumindo bebida alcoólica e que haviam crianças no local. Duas crianças foram localizadas dormindo em um quarto. A mãe deles disse que estava no local para participar da festa. A mulher apresentava sinais de embriaguez, de acordo com a PM. Os policiais solicitaram que ela entregasse as crianças para o pai. Porém, a mulher se recusou a deixar a casa e chegou a segurar uma das filhas nos braços. Pouco depois, os policiais conseguiram convencê-la a soltar a criança. A mulher foi levada para a sede do 3º Pelotão, onde assinou o Termo Circunstanciado por desobediência. Em seguida, ela foi liberada. Já as duas crianças foram entregues pelo Conselho Tutelar pelo pai.  

Na Avenida 7 de Setembro, policiais da Rotam abordaram uma motocicleta baixada pelo Departamento de Trânsito do Paraná (Detran). O chassi da moto estava suprimido (batido). Já o motor apresentava características diferentes do veículo original, pois a moto era uma Yamaha Modelo YBR 125 e o motor da marca Honda, que também estava batido. A moto e o condutor foram levados para a Delegacia de Irati.  

Ainda em Imbituva, uma mulher relatou que foi agredida pelo ex-marido. Ambos combinaram de sair para conversar. Durante o trajeto, o homem começou a agredir a mulher na cabeça e empurrou ela contra o painel do carro. A vítima disse que desmaiou. Quando acordou, ela constatou que o ex-marido estava se deslocando em direção de um rio e pretendia jogá-la da ponte. A mulher implorou para que o homem não praticasse o ato. Sendo assim, ele desistiu e a deixou em casa. No momento que a mulher registrava o Boletim de Ocorrência, o homem ligou várias vezes para lhe ameaçar. Policiais realizaram buscas, mas não conseguiram encontrá-lo. 

Em outra situação, um homem agrediu o ex-cunhado. A vítima disse que foi até a residência da ex-mulher para pegar algumas roupas. O homem sofreu ferimentos no rosto e nos braços. Mesmo assim, ele não teve interesse de representar contra o agressor. Uma ambulância conduziu a vítima até o hospital para receber atendimento médico.