notícias

Resolução autoriza translado de corpos de pessoas que faleceram por Covid-19 para municípios de origem

Duas famílias de Irati tiveram que cremar corpo de familiares em Curitiba em virtude de decreto da prefeitura de Curitiba que proibia procedimento
Sede da SESA. Foto: José Fernando Ogura/AEN
A Secretaria de Estado da Saúde (SESA) publicou uma resolução nesta segunda-feira, 24, autorizando o translado de corpos de pessoas que apresentaram sintomas suspeitos ou tiveram diagnósticos positivos de Covid-19 aos seus municípios de origem, adotados os procedimentos de biossegurança recomendados pelos órgãos de saúde pública. A resolução determina que o corpo deve ser transportado após emissão da Declaração de Óbito e lavrada a Certidão de Óbito.

Na semana passada, a Rádio Najuá retratou como foi a experiência de duas famílias iratienses, que não puderam se despedir das pessoas que faleceram em virtude da infecção, pois até aquele momento a prefeitura de Curitiba proibia o translado do corpo em caso de morte confirmada ou suspeita por Covid-19. A medida tinha o objetivo de conter a disseminação da doença e levava em conta uma em resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), conforme relatou a prefeitura de Curitiba a nossa reportagem.

Um dos casos foi de Francisca Cordel, 85 anos, que faleceu no dia 14 de agosto, em Curitiba. Ela precisou ter o corpo cremado para ser transladado de volta à Irati e repousar ao lado do esposo. Francisca Cordel morou na Serra dos Nogueiras em Irati, foi embora para Curitiba depois da morte do marido, há 20 anos, onde residia, em sua própria casa, no mesmo terreno de um dos filhos. Parte da família ficou em Irati.


Situação semelhante ocorreu com a família do servidor público municipal, Celso Cultom, de 51 anos, que também faleceu no hospital Erasto Gaertner, em Curitiba, no dia 22 de julho. O corpo de Celso foi cremado em Curitiba. No dia 28 do mesmo mês, amigos e familiares fizeram um cortejo fúnebre, que passou pelas principais ruas de Irati até o cemitério da Vila São João, onde aconteceu um momento de oração.

Os custos com os procedimentos funerários para a cremação em Curitiba giram em torno de R$ 4.500.