notícias

PRF encontra 50 kg de skunk dentro de porta-malas de carro

Substância entorpecente conhecida como "supermaconha" possui concentração maior de THC. Duas pessoas foram presas pela PRF
PRF apreendeu 50 kg de "supermaconha". Foto: PRF/Divulgação
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 50 quilos de skunk, substância entorpecente conhecida como “supermaconha” na madrugada de quinta-feira, 27, na BR-277, em Irati. Os agentes encontraram cinco sacos com vários pacotes da droga dentro do porta-malas de um veículo Voyage.

Confira um vídeo da apreensão da droga no fim do texto

Por volta das 2 h, os policiais deram ordem de parada ao condutor, que não obedeceu e fugiu. Após quase quatro quilômetros de perseguição na rodovia, o motorista parou o carro. Durante vistoria no veículo foram encontrados cerca de 50 quilos da substância entorpecente. Uma mulher e um homem, de 30 e 33 anos, respectivamente, ocupavam o Voyage. Os dois residem em Campo Mourão, na região Centro-Oeste do Paraná. Eles foram presos e conduzidos para a Delegacia de Irati.

O policial rodoviário, Berteli, relata como é produzido o skunk, que é uma substância ilícita derivada da maconha. “A droga [Skunk] é produzida através de um cruzamento de várias espécies da cannabis sativa resultando nessa forma diferente com o objetivo de obter uma concentração maior de THC, que é a substância ativa com poder narcótico dessas plantas. O Skunk vale ressaltar que o teor fica muito acima da maconha normal. Esse teor de THC na maconha normal essa concentração é em torno de 2,5%. Já no skunk, na supermaconha essa concentração de THC é bem acima disso perto de 17,5%”, explica Berteli.
Policiais encontraram cinco sacos de skunk dentro do porta-malas do veículo. Foto: PRF/Divulgação
Em Rebouças, a Polícia Militar recebeu uma ligação anônima de que uma pessoa estava realizando o corte de alguns pinheiros. Em contato com os policiais, o responsável apresentou a autorização do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) para o corte de cinco árvores, que já haviam sido derrubadas.

Já em Teixeira Soares, a PM recebeu ligações anônimas de que um veículo Ford Fiesta estava circulando no centro da cidade em ziguezague e que o motorista apresentava sinais de embriaguez. Conforme as denúncias, o homem parou o carro em frente de um restaurante no meio da via pública, o que impedia a passagem de outras pessoas. Policiais realizaram patrulhamento e encontraram o automóvel estacionado na esquina das ruas Manoel Macedo de Azevedo e 7 de Setembro. Porém, o motorista não estava no local. 

A equipe policial verificava a procedência do carro no momento que um homem compareceu no local e disse que era o responsável pelo Fiesta. O carro não apresentava irregularidades. No entanto, o homem estava embriagado, conforme a PM. Por isso, ele foi orientado para solicitar que outra pessoa habilitada fosse até o local com condições físicas para retirar o automóvel. Como o homem não lembrava onde deixou a chave, o veículo permaneceu estacionado no local. Ele estava fechado e travado. Por isso, não havia risco do carro ser furtado.