notícias

Prefeitura altera horário de funcionamento de vendedores ambulantes

Comerciantes de alimentos prontos para consumo poderão estender horário até 22 h de segunda a sábado e após às 14 h no domingo, dentro das modalidades delivery e drive-thru
Proprietários de carrinhos de lanches foram até a prefeitura de Irati para solicitar alteração do horário de funcionamento de suas atividades. Foto: Jussara Harmuch 
Atendendo reivindicações de vendedores ambulantes, de cachorro-quente, pipoqueiros, responsáveis por quiosques de sorvetes e panificadoras, o prefeito de Irati, Jorge Derbli, informou que fará um adendo no decreto 210/2020  sobre o horário de funcionamento desses serviços durante o período de pandemia do coronavírus.

Na manhã de hoje, 11, um grupo de comerciantes que trabalham com essas atividades se concentrou na frente da prefeitura para solicitar que o município volte atrás na decisão de determinar o fechamento dos estabelecimentos às 20 h. Nossa reportagem conversou com Maicon Leandro, proprietário da Mega Dogs, da Vila São João, e também com Leucio, do X-Picanha.

“A gente está pedindo nosso horário normal de trabalho igual era semana passada, que era 22 h. Domingo também até 22 h. A Guarda Municipal foi lá e repassou para nós que só pode trabalhar até 20 h e domingo não pode abrir mais. A gente só quer nosso horário normal de trabalho, assim como os mercados trabalham das 8 às 20 h, o comércio normal trabalha das 8 às 18 h, a gente quer o nosso direito de trabalhar horário normal à noite”, argumentou Maicon. Segundo ele, as vendas de lanches começam somente após o encerramento do expediente das empresas no período noturno e ficaria inviável de trabalhar somente até 20h.

Depois de receber a solicitação dos ambulantes, Derbli explicou que a venda dos alimentos nas modalidades delivery (entrega) e drive-thru (retirar no balcão) já são permitidas, o que faltou, de acordo com o prefeito, foi dar um melhor entendimento para os trabalhadores ambulantes e panificadoras. De segunda a sábado, os clientes poderão consumir produtos no local das 6 às 20 h. A partir desse horário até 22 h, o consumidor pode comprar para retirar no balcão ou receber o produto em casa. Aos domingos é possível consumir no local até 14h e após este horário, somente delivery e drive-thru.


“É proibido o consumo no local a partir das 20 h [de segunda a sábado] e no domingo a partir das 14 h. Você [vendedor ambulante] poderá fazer a entrega ou [o cliente] faz a retirada. Nos domingos poderão trabalhar a partir das 14 h somente com a entrega na porta. O estabelecimento fechado você chega na porta pede é atendido, retira a sua compra e vai embora. Nos carrinhos de cachorro-quente não pode ter aquelas mesinhas ao redor para as pessoas comerem no local. Domingo ele pode comprar o alimento e levar para consumir em casa, no seu carro ou onde quiser. Não pode consumir no local”, explicou o prefeito em vídeo encaminhado para a imprensa.

Derbli diz que a medida foi tomada para possibilitar que os vendedores ambulantes tenham condições de sobreviver. “Não queremos prejudicar ninguém. O decreto foi feito para dar liberdade para todos trabalhar, a economia está difícil para todo mundo a agonia social está tomando conta porque precisamos do isolamento, mas ao contrário temos uma agonia que as pessoas não podem trabalhar. Nós estamos dando essa liberdade desde que você use a máscara, álcool gel e cumpra o distanciamento. Se cuide, a Santa Casa está lotada não tem leitos de UTI nem de enfermaria para o Covid”, alerta.

Conforme citado por Derbli, a Santa Casa está com a taxa de 100% de ocupação dos leitos para atendimentos de pacientes com coronavírus. Nesta terça-feira, 11, os quatro leitos de UTI e os cinco de enfermaria estavam ocupados. Além dos quatro leitos habilitados mais um paciente ocupa a enfermaria do hospital, de acordo com a assessoria do hospital.

Segundo o decreto 210/2010, que entrou em vigor no dia 22 de julho, os estabelecimentos podem funcionar de segunda a sábado das 6 às 20 horas e aos domingos das 6h às 14 horas. Postos de combustíveis e farmácias têm horário livre. Estabelecimentos que utilizam serviço de entregas em casa podem atender diariamente das 6h às 22 horas, inclusive aos finais de semana. O horário do toque de recolher é das 22 até 6 h do dia seguinte.