notícias

Funcionária de Escola Rural do Pinho de Baixo morre após ser atropelada por trem

Segundo informações repassadas pela PM, a vítima teria tentado passar entre os vagões. Porém, a composição começou a se movimentar e atingiu a mulher, que foi esmagada
Foto: PM/Divulgação
A funcionária da Escola Rural Municipal do Pinho de Baixo, Elinete Fátima Palhiano Cosmo, de 56 anos, que atuava como professora temporária na instituição, morreu atropelada depois de ser atingida por um trem na tarde desta segunda-feira, 31. O acidente ocorreu na área central de Irati, por volta das 13h30.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), a vítima teria tentado passar entre os vagões. Porém, a composição começou a se movimentar e atingiu a mulher, que foi esmagada, ainda conforme os policiais. Moradores que passavam pelo local no momento do acidente e familiares da vítima dizem que ela foi atingida por uma composição que faz a manutenção nas linhas e não tem vagão. Questionada sobre essa informação, a responsável pelo setor de Comunicação Social da 8ª Cia, Tenente Thaísa Nabozny, relatou que a policial que trabalha no plantão da PM conversou por telefone com o maquinista. “Foi um trem sim, ele [maquinista] disse inclusive que tem sinal no terceiro ou quarto vagão. A única informação que acabou chegando desencontrada era que falaram que ele estava parado, que a mulher tentou passar por cima pelos vagões e ele começou a andar. Mas na verdade ele disse que não parou. Agora, a gente não sabe precisar o que aconteceu, mas isso não é trabalho nosso é trabalho da perícia. A equipe conversou diretamente com o maquinista, inclusive ele falou que só foi parar lá em Engenheiro Gutierrez e na sequência veio um representante conversar conosco apresentar os dados do motorista para a gente constar no Boletim de Ocorrência”, afirmou Thaísa.

O Corpo de Bombeiros atendeu a ocorrência. Equipes da PM e da Guarda Municipal isolaram o local até a chegada do Instituto Médico-Legal (IML) de Ponta Grossa, que recolheu o corpo da vítima.

Em nota, a secretaria de Educação lamentou a morte de Elinete e manifestou sentimentos aos familiares. “A Secretaria se solidariza à família e amigos e externa os mais profundos sentimentos de condolências pela perda”, diz um trecho do comunicado.

O corpo de Elinete será velado na Capela Mortuária do Pinho de Baixo. Já o sepultamento ocorrerá nesta terça-feira, 1º, no cemitério da mesma localidade com horário a ser designado.