notícias

João Maria Rodrigues dá nome ao Parque da Vila São João

Aprovado em segunda votação o Projeto de Lei que denomina o Parque da Vila São João de “Parque João Maria Rodrigues”, homenagem póstuma. Filha fala da homenagem ao pai.

Lenon Diego Gauron. Supervisão Jussara Harmuch

Os vereadores de Irati aprovaram por unanimidade na sessão ordinária da última terça-feira (11) o Projeto de Lei nº 016/2020 que denomina o novo parque da Vila São João de “Parque João Maria Rodrigues” em segunda discussão. O autor do projeto, Marcelinho Rodrigues (PP), líder do governo Jorge Derbli na Câmara, apresentou a proposta lendo um texto em forma de homenagem que contava a história do radialista, que encerrou a sua trajetória trabalhando na Rádio Super Najuá.
Um dos precursores do rádio iratiense, João Maria Rodrigues, que faleceu em 25 de março de 2020, aos 85 anos de idade. Uma vida dedicada ao rádio, assim pode ser resumida a vida do comunicador que trabalhou por 62 anos com radiodifusão (...). Sua voz cativou milhares de fãs, desde jovens, até pessoas mais velhas. João Maria ficou conhecido em todo o Paraná em função de transmissões esportivas, onde atuou tanto como repórter, comentarista e narrador. Na função de apresentador, fez muito sucesso com o ‘Bom dia Irati’, programa onde ele foi ancora por mais de 31 anos na Rádio Difusora. Desde de agosto de 2017, atuava na equipe de esportes da Rádio Najuá, com participações em jogos de Irati e da região e também diariamente no programa ‘Show de Bola’ (...).
Em entrevista a nossa reportagem, a filha de João Maria, Mariliz Rodrigues, se emocionou ao relembrar a história do pai e como a família recebeu a homenagem.
Falar sobre o pai é bem difícil. Ele amava o esporte, era a vida dele. O pai tinha o dom da palavra. Ele sempre amou o esporte e o microfone. Quando ele ia fazer uma transmissão, não importava se era de uma Copa do Mundo ou de um ‘jogo varzeano’, pois para ele a emoção era a mesma. O carinho era o mesmo", lembra. 
De coração, eu agradeço o reconhecimento que as pessoas têm pelo meu pai porque ele foi uma pessoa que realmente vestiu a camisa de Irati; ele defendia a cidade com unhas e dentes; ele participava de tudo o que podia relacionado ao esporte. Ele realmente amava isso tudo e ter o nome dele eternizado na cidade que ele nasceu, viveu e sempre amou, é muito gratificante para a gente. Eu não tenho nem palavras para agradecer, pois eu fico emocionada.